FOCUS Prontabit encerra atividades e clientes vão à justiça

Clientes do negócio acusam empresa de levar aportes e não possibiltar mais os saques.

Siga no
FOCUS Prontabit fim
FOCUS Prontabit/Reprodução

Uma empresa que oferecia rendimentos para clientes ao operar no mercado de Forex, a FOCUS Prontabit encerra suas atividades no Brasil. O mercado forex não é regulamentado pela CVM no país e atrai uma série de problemas com empresas de investimentos suspeitas.

Algumas chegam a prometer rendimentos garantidos aos clientes. Outras seguem captando investidores com a estratégia de marketing multinível. De qualquer forma, o mercado financeiro brasileiro ainda é um ambiente onde inúmeros golpes continuam a acontecer.

No caso específico da FOCUS Prontabit, ela surgiu no país em 2019 e captou inúmeros clientes. O presidente da empresa, com sede em Natal, no Rio Grande do Norte, é Josadack de Sousa Ferreira. Além disso, é parceiro da empresa NFT Escola de Mercado, também em Natal.

FOCUS Prontabit encerra atividades após captar investidores no Brasil

Apesar da pandemia da COVID-19, a FOCUS Prontabit ainda continuava suas atividades, iniciadas em 2019. Ao oferecer rendimentos para associados, frutos de supostas operações no mercado forex, a empresa agora paralisou suas atividades.

Em um Instagram associado a empresa, há informações que levam a crer que a empresa oferecia uma rentabilidade variável. Oscilando entre 7% e 17%, a FOCUS captou vários investidores no Brasil.

O Livecoins conversou com o advogado Fernando Barbosa, que hoje participa de um grupo com cerca de mil ex-clientes da FOCUS. De acordo com ele, a FOCUS parou de cumprir com as promessas feitas aos clientes, que já reúnem documentos para ingressar com processos na justiça.

Além disso, um dos ex-diretores da FOCUS afirmou nos últimos dias que ele também foi vítima do suposto golpe. Em uma postagem em seu Instagram, o ex-diretor de processos da FOCUS Prontabit, Alisson Mateus, deixa claro que não tem culpa dos problemas que vivem a empresa e seus clientes.

Mercados de criptomoedas e Forex no Brasil está minado de golpes, mas tem muito mais por aí

Os mercados de criptomoedas e Forex não são regulamentados no Brasil como investimentos. Dessa forma, ambos abrem as portas para que empresas suspeitas apareçam com ofertas de rendimentos milagrosas.

No caso da FOCUS Prontabit, a empresa ainda não se pronunciou publicamente sobre as acusações. Procurado pelo Livecoins, o CEO da FOCUS Prontabit, Josadack, não retornou o contato para comentar os problemas.

De acordo com um economista brasileiro, a crise e a recessão que atravessam o Brasil ainda piora a situação dos golpes financeiros. Para Eduardo Moreira, ofertas de 1% ao mês já são golpes em potencial e as pessoas devem desconfiar ao receber tais propostas.

No entanto, Eduardo afirmou que os golpes não são apenas em criptomoedas, mas em vários investimentos. Pirâmides financeiras, golpes com ações e até fraudes de imóveis na planta são perpetuados por golpistas no Brasil hoje.

Por fim, o economista lembrou que alguns golpistas têm sido presos, como o líder da JJ Invest no início da semana. Mesmo assim, as pessoas devem redobrar o cuidado neste período com altas promessas sem fundamentos.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Vista do teatro AMC Empire em Manhattan cinema Bitcoin

“Paguem com qualquer criptomoeda, mas por favor, voltem aos cinemas”, diz maior rede de...

A rede de cinemas AMC, a maior do mundo no setor, já anunciou anteriormente que pretende aceitar Bitcoin na compra de ingressos para os...
Imagem de Dólar e Bitcoin fundos

Criador de Fundo de Hedge com Bitcoin é condenado a sete anos de prisão

O criador de dois fundos de hegde com Bitcoin, Virgil Sigma e do VQR, que operavam em Nova Iorque, foi condenado pela justiça dos...

“Bitcoin salvará as pessoas da cultura do cancelamento”, diz New York Times

James Poulos, um dos colunistas convidados do New York Times, publicou no famoso veículo de notícias um ensaio onde explica como o Bitcoin pode imunizar...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias