Foxbit voltou

Em 2014 eu acompanhava lives no youtube do desenvolvimento da Foxbit. Naqueles vídeos era possível perceber que a transparência fazia parte do DNA da empresa que ainda iria nascer. Ao entrar em atividade, os primeiros clientes receberam uma baixa quantia para que eles começassem a comprar e vender pequenas frações de bitcoin. Aquilo ajudou popularizar a criptomoeda no Brasil e, veteranos no mercado sabem a importância que a startup teve no país. O tempo passou e a Foxbit se tornou líder no mercado Brasileiro.

A Foxbit é a maior bolsa de bitcoins da América Latina, é a PME com o maior ranking de satisfação de funcionários, sua presença em redes sociais é plausível e parece que ela tem planos promissores com a inclusão de altcoins em sua plataforma.

A tempestade

A Foxbit está fora do ar por 5 dias, interrompendo suas operações desde a última sexta-feira(9). De lá pra cá, o volume de bitcoins no Brasil caiu 50%. Já é possível perceber o tamanho da empresa e a falta que ela faz.

Como de costume, algumas notícias tóxicas que espalhavam FUD começaram circular na internet, palavras como “furto, roubo ou hack” foram usadas, mas, os fundadores vieram ao público e explicaram exatamente o que aconteceu, veja no vídeo abaixo:

O Problema foi explicado e mostrou mais uma vez como a empresa em meio a turbulência consegue lembrar de ser transparente.

Segundo a Foxbit, um bug afetou a plataforma e permitia saques duplos, na tentativa de correção do problema os índices de banco de dados foram corrompidos, o que levou a interrupção total dos serviços e uma longa previsão de retorno.

Quem trabalha com tecnologia sabe exatamente do que se trata, não é um “tempo homem”, não é um processo 100% manual onde a velocidade de solução dependa da agilidade de um ou mais funcionários, depende em partes de um processo sistemático que consome processamento computacional e portanto, um “tempo máquina”. Obviamente que precisa da análise de profissionais extremamente capacitados para que nada seja perdido e o processo seja executado da forma correta.

A Binance, maior corretora do mundo, passou por um problema semelhante e ficou vários dias fora do ar no processo de correção em banco de dados.

Aqui é importante lembrar que errar é humano, então, existe a mão de algum “sortudo” nisso tudo, a responsabilidade é muito grande e nesse momento, eu particularmente desejo força ao “sortudo”, afinal, existe uma chance grande de que uma boa parte da equipe esteja virando noites para solução da crise.

Hoje, dia 14 a Foxbit fez um novo pronunciamento:

O Sol

Bom, o Sol ainda vai chegar. Esse tipo de situação costuma tornar a empresa mais forte, seja com lições aprendidas ou com novos processos que vão melhorar a infraestrutura tecnológica. A tempestade de hoje tem poder para deixar o/os responsável/(veis) sem dormir, mas pode ser um motivo pra sorrir amanhã quando for lembrada toda essa situação embaraçosa. A forma como as pessoas lidam com o erro faz diferença. Errou!? Ok, vamos resolver!

A Foxbit já passou por outros problemas e ela não foi sempre líder de mercado, hoje é! Em outras palavras: a Foxbit tem uma “mania” muito estranha de sempre voltar mais forte de todos problemas pelo qual  já passou.

Pode ser que ela tenha perdido uma fatia do mercado, pois, em meio a crise, os clientes migraram para outras plataformas, mas, assim como a Binance, a Foxbit tem potencial pra continuar sendo líder, Afinal, ela merece.

Nós aqui, desejamos sucesso a empresa. #gofox.

 

Foxbit retorna dia 26/03/2018

 

Update: https://blog.foxbit.com.br/comunicado-foxbit-conciliacao-de-saques/

---- Anúncio----

BitcoinTrade

A BitcoinTrade é a melhor solução para compra e venda de criptomoedas. Negocie Bitcoin, Ethereum e Litecoin com total segurança e liquidez. Acesse agora ou baixe nosso aplicativo para iOs ou Android: www.bitcointrade.com.br

-