França convoca G7 contra a criptomoeda do Facebook em operação de força-tarefa

País quer que criptomoeda seja passível de regulação que deverá ser proposta em breve.

A recente criptomoeda anunciada pelo Facebook fez a França convocar uma força-tarefa. A decisão do país envolve o G7, o grupo de países mais influentes economicamente no mundo. Com o anúncio francês, a criptomoeda Libra será supervisionada pela organização.

O Facebook anunciou a Libra na última terça-feira (18). Embora a criptomoeda não tenha sido oficialmente lançada, somente a apresentação do projeto foi suficiente para o mercado voltar as atenções para a Libra. Com até white papper lançado, a criptomoeda do Facebook não surtiu um efeito positivo em todas as economias.

A França foi o primeiro país a questionar o lançamento da Libra. O país propõe que a criptomoeda seja acompanhada de perto por grandes potências, como os países que fazem parte do G7.

País pode atrasar lançamento da Libra

Os planos do Facebook incluem o lançamento da Libra em 2020. A previsão é de que a stablecoin esteja disponível no mercado já no primeiro trimestre do próximo ano. Porém, até que este lançamento aconteça, o Facebook poderá enfrentar problemas.

A utilização da Libra ainda pode ser passível de regulações e até proibições. Isso poderia ser um entrave no projeto da rede social de Mark Zuckerberg. A França, por exemplo, espera que medidas sejam apresentadas em busca de regular o projeto. Em um esforço que envolve outros países, a França decidiu criar uma força-tarefa. A ação é voltada especificamente para a regulação de criptomoedas como a do Facebook.

Força-tarefa será comandada pela França

A Libra deverá conquistar governos que parecem ser contrários ao projeto. Essa conquista permitirá que a tão sonhada adoção em massa da stablecoin do Facebook aconteça futuramente no mercado. Mas antes de isso acontecer, uma força-tarefa quer criar caminhos para a regulação da Libra.

Em um esforço que reúne outras economias, a França espera que uma regulação para as criptomoedas seja apresentada. Para isso, o país propôs a criação de uma força-tarefa que pode criar uma regulação para o setor. Essa força-tarefa está sendo supervisionada por Benoit Coeure. O executivo, que fará parte das atividades propostas pelo governo francês, é atualmente membro do conselho do banco central europeu.

Em um comentário sobre a Libra e os desafios do mercado de criptomoedas, François Villeroy de Galhau revelou sua preocupação. O presidente do banco central francês acredita que a inovação deve garantir a segurança necessária, no que fazia clara referência as criptomoedas. Para Galhau, uma regulação do setor deve ser priorizada.

A França não foi o único país a esboçar certa preocupação após o anúncio da Libra. O Facebook possivelmente deverá enfrentar problemas com outros países, como os Estados Unidos. O país também espera que a criptomoeda da rede social seja esclarecida. Uma audiência deverá acontecer em até um mês, após o assunto ser proposto pelo Comitê de Serviços Financeiros da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Paulo Carvalho
Jornalista em trânsito, escritor por acidente e apaixonado por criptomoedas. Entusiasta do mercado, ouviu falar em Bitcoin em 2013, mas era que nem caviar, "nunca vi, nem comi, só ouço falar".

Últimas notícias