Fundador da FTX diz que algumas exchanges de criptomoedas estão insolventes

A recomendação é não deixar Bitcoin ou outras criptomoedas em exchanges. Afinal você não possui nenhum controle sobre seus fundos e precisa confiar em um terceiro que muitas vezes não será encontrado pela justiça brasileira (não que isso ajude muito).

Sam Bankman-Fried, bilionário das criptomoedas e CEO da FTX
Sam Bankman-Fried, bilionário das criptomoedas e CEO da FTX. Twitter.

Mesmo que doze empresas já tenham travados saques em suas plataformas, o setor ainda pode piorar. Segundo Sam Bankman-Fried, fundador da FTX, diversas exchanges de criptomoedas já estão secretamente insolventes.

Embora não mencione nomes em sua conversa à Forbes, é preciso entender que o empresário está recebendo dezenas de propostas para salvar algumas empresas, assim como Changpeng Zhao da Binance.

Portanto, é natural estimar que Bankman-Fried tenha informações sigilosas sobre o mercado e que suas afirmações não são um mero palpite.

Exchanges insolventes

Embora o Bitcoin tenha introduzido o conceito de “seja o seu próprio banco” e não dependa de ninguém, muitas pessoas continuam deixando seus fundos nas mãos de terceiros, como exchanges de criptomoedas.

Contudo, devido à má administração, falhas de segurança ou outros tantos pontos, muitas exchanges já deixaram seus clientes a ver navios.

Ao que tudo indica, esta situação continuará acontecendo para sempre. Em conversa com a Forbes, Sam Bankman-Fried, fundador da FTX, afirma que muitas exchanges já estão insolventes, e quase ninguém sabe disso.

“Existem algumas exchanges de terceiro nível que já estão secretamente insolventes.”

Portanto, a recomendação é não deixar Bitcoin ou outras criptomoedas em exchanges. Afinal você não possui nenhum controle sobre seus fundos e precisa confiar em um terceiro que muitas vezes não será encontrado pela justiça brasileira (não que isso ajude muito).

Alerta já havia sido feito anteriormente

Em abril, muito antes de diversas empresas começarem a travar saques, o Livecoins já havia noticiado o caso do minerador chamado hodltarantula. Segundo o mesmo, diversas empresas estariam buscando empréstimos para honrar os saques de seus clientes.

Com o Bitcoin derretendo para os 20 mil dólares, a situação parece ter piorado, transformando tais rumores em fatos. Um bom exemplo é a exchange CoinFlex que, após congelar retiradas, está tentando arrecadar R$ 221 milhões para continuar operando.

Por fim, o Bitcoin foi criado para que você não dependa de terceiros, então o melhor conselho para minimizar riscos é manter seus fundos sob sua própria custódia, de preferência em uma carteira segura.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias