CEO da Binance diz não ser tão rico quanto a mídia diz

Independente de seu patrimônio, Zhao mostrou o motivo pelo qual está chamando a atenção da mídia. Através de suas redes sociais, notou que o The Guardian não aceita doações em criptomoedas, aproveitando a deixa para promover seus serviços.

Changpeng Zhao, CEO da Binance, em entrevista à Fortune. Fonte: Reprodução.
Changpeng Zhao, CEO da Binance, em entrevista à Fortune. Fonte: Reprodução.

Changpeng Zhao, fundador da Binance, é tido como um dos homens mais ricos do mundo pela mídia. Como exemplo, a Bloomberg colocou Zhao como a 11.ª pessoa mais rica do mundo em janeiro deste ano. Já a Forbes, que recebeu US$ 200 milhões da própria Binance em uma rodada de investimento, afirmou que CZ era a 20.ª pessoa mais rica.

Entretanto, ao ser questionado pelo The Guardian sobre estes números, Zhao deu risada e afirmou não ser tão rico assim. Segundo o fundador da Binance, é preciso entender que os patrimônios apresentados por tais sites são “apenas estimativas”.

Sobre ser citado na mídia de maneira negativa, o empresário apontou que isso não é tão ruim quanto parece, apontando que o importante é ser citado.

“Não tenho tanto assim”, afirma fundador da Binance sobre patrimônio de bilhões

Embora sites como a Bloomberg tenham apontado que o fundador da Binance tivesse 96 bilhões de dólares em janeiro e apenas US$ 21 bilhões atualmente, o próprio Changpeng Zhao desmentiu tais informações.

Em conversa ao The Guardian, publicada neste sábado (25), o empresário aponta que estes números são apenas estimativas.

“Na verdade, não tenho ideia de como eles chegaram a esses números. Você precisa entender que patrimônio líquido são apenas estimativas.”

Investidor de apenas duas criptomoedas, Bitcoin (BTC) e Binance Coin (BNB), Zhao continua sua declaração afirmando que seus saldos nem sequer chegam próximos aos valores mencionados pela mídia.

“Quando olho para minha carteira, não tenho muito. Eu não tenho nada perto de nenhum desses números.”

Independente de seu patrimônio, Zhao mostrou o motivo pelo qual está chamando a atenção da mídia. Através de suas redes sociais, notou que o The Guardian não aceita doações em criptomoedas, aproveitando a deixa para promover seus serviços.

“Isso seria muito mais fácil se eles aceitassem criptomoedas. Não é fácil transferir 1 dólar em dinheiro fiduciário internacionalmente,” aponta Changpeng Zhao, fundador da Binance. “Leva menos de 1 dia de trabalho de engenharia (com experiência em cripto) para se integrar à Binance Pay.”

A mídia de olho em Changpeng Zhao, Changpeng Zhao de olho na mídia

Além de estar dando diversas entrevistas nos últimos meses, Changpeng Zhao também acompanha o trabalho. Como exemplo, o empresário notou nesta semana que um site havia cometido um erro ao transcrever uma de suas falas em uma entrevista ao vivo, e que isto foi replicado por outros sites.

“Durante minha entrevista ao vivo com o Yahoo mais cedo, eu disse “50 a 100”. […] Isso se transformou em 5.200 de alguma forma por um jornalista em algum lugar… E até o CoinMarketCap [comprado pela Binance em 2020] repostou essa notícia.”

Apesar disso, livrou a barra dos jornalistas ao afirmar que o erro pode ter sido causado por sua má pronúncia. Por fim, tais números referem-se ao número de propostas recebidas pelo fundador da Binance para salvar empresas à beira da falência devido à queda das criptomoedas. Portanto, Zhao parece estar aproveitando a crise para ganhar ainda mais dinheiro.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias