Fundador da Polkadot doa R$ 28 milhões para Ucrânia e é criticado pela comunidade

Logotipo da Polkadot (DOT)
Logotipo da Polkadot (DOT)

Nesta terça-feira (1), Gavin Wood, fundador da Polkadot, Kusama e Ethereum, doou cerca de 28 milhões de reais em DOT — 11ª maior criptomoeda do mercado — para a Ucrânia. Entretanto, sua ação está sendo amplamente criticada pela comunidade.

Além de Wood, diversas pessoas e empresas estão enviando criptomoedas para a Ucrânia. No total, a Ucrânia já recebeu 216 BTC, equivalente a R$ 48 milhões, e 497 ETH, equivalente a R$ 7,5 milhões.

Desta forma, as criptomoedas estão mostrando que possuem um papel fundamental para o mundo, servindo de ajuda para pessoas arrancadas de seu cotidiano e agora vivem um dos maiores conflitos armados dos últimos anos.

Doou R$ 28 milhões e foi criticado

Apesar de ter doado cerca de 298.000 DOT, equivalente a 28,6 milhões de reais, nesta terça-feira (1), Gavin Wood, fundador da Polkadot, foi amplamente criticado pela comunidade nas redes sociais.

Tais criticas tiveram início no domingo (27) após Wood afirmar que doaria 5 milhões de dólares caso o perfil oficial da Ucrânia no Twitter postasse um endereço de Polkadot.

“Se você postar um endereço DOT, contribuirei pessoalmente com 5 milhões de dólares.”

Com isso, muitos acreditam que o fundador da Polkadot estaria aproveitando-se de um momento tão triste da história para promover a sua criptomoeda.

Conforme o perfil da Ucrânia já havia disposto de endereços de Bitcoin e Ethereum em sua postagem, diversos usuários alegam que Wood poderia ter convertido tal montante em uma destas moedas usando uma exchange e então realizado a doação.

“Gavin apenas converta [a moeda] cara. Este não é o momento para promover a DOT.”

“Se você apenas converter e enviar fundos sem promover a DOT, talvez receba mais respeito.”

Usuários criticando Gavin Wood por usar Ucrânia para promover Polkadot.

Indo além, outro usuário comenta que “não é uma doação se ela tiver condições”. Afirmando que se trata de puro marketing já que havia maneiras mais simples, e honrosas, de ajudar os ucranianos.

Não foi o único a enviar shitcoins

Apesar de ter se aproveitado de um momento inoportuno para promover sua criptomoeda, vale notar que Gavin Wood doou cerca de R$ 28 milhões para a Ucrânia.

Entretanto, seguindo a mesma tática, outros usuários estão enviando dezenas de shitcoins para o endereço público de Ethereum apresentado nas redes sociais da Ucrânia.

Através do site ETHPlorer é possível avistar diversas doações de tokens que tem pouco ou nenhum valor. Em outras palavras, são apenas uma tentativa de promover algum golpe.

Tokens doados ao endereço de Ethereum da Ucrânia. Fonte: ETHPlorer.

Como exemplo, alguém doou 4,8 bilhões de eBay para a Ucrânia. Além de não valer nada, tal token também tenta se passar por um projeto de metaverso do eBay, contudo, vale notar que isso é um golpe, semelhante à falsa moeda da Amazon.

Por fim, embora tenham pessoas tentando ajudar ucranianos que vivem uma situação delicada, outras parecem estar apenas tentando aproveitar-se do momento para ganhar dinheiro.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias