Inicio Blockchain Futebol cada vez mais ligado a Blockchain

Futebol cada vez mais ligado a Blockchain

País do futebol e quem sabe da blockchain!

-

Compartilhe
Futebol cada vez mais ligado a Blockchain

O tema futebol no Brasil é sempre rememorado a lembranças de grandes títulos e de grandes jogadores, e a utilização da Blockchain por este mercado está passando por grandes novidades no país e no mundo todo dia após dia.

Recentemente, o Clube Brasileiro Avaí anunciou que estaria a criar a sua própria criptomoeda, e o grande ídolo brasileiro R10 (Ronaldinho Gaúcho), está com um ICO aberto para a sua criptomoeda chamada Ronaldinho Soccer Coin – RSC.

Além disso, uma iniciativa de levantar fundos com ICO está acontecendo com o clube Cruzeiro POA, que quer reformar o estádio e melhorar a infraestrutura de forma geral do time.

Visto isso, um fato é que o cenário financeiro para os clubes desse esporte, em geral, está ruim no mundo todo. Com a blockchain estaria surgindo novas possibilidades?

A bola da vez surge com dois clubes da primeira divisão da Premier League, ou Liga Inglesa, que estão dispostos a arrecadar fundos utilizando a ferramenta da SportyCo, que é uma plataforma de crowdfunding baseada em blockchain.

Um dos Clubes é o Cardiff que atualmente ocupa a posição 17 na tabela do Campeonato, e o outro clube é o Newcastle que está na posição 19 na mesma tabela.

Os dois clubes passam por dificuldades de caixa no ano, e por coincidência estão na parte inferior da tabela do torneio, ao passo que ascenderam a Série A no ano 2018.

A esperança de lançar um financiamento coletivo e transparente para ambos os clubes é essencial para que se mantenham na luta por títulos em um dos maiores campeonatos de futebol do mundo, que conta atualmente com grandes clubes e astros.

O mercado do futebol está atravessando, como em todos os setores econômicos, por enormes avanços na tecnologia, que passam por buscar melhor transparência após os escândalos de corrupção recentes até pela realidade novos formatos de transmissão.

No Brasil existe uma plataforma chamada CrowdBit que também aceita projetos de financiamento coletivos com a utilização de criptomoedas, e o mercado pode ser promissor para mais setores e investimentos dessa natureza no mundo todo.

E você o que acha da busca por blockchain por clubes do mundo todo?

Curta nossa página no Facebook e também no Twitter para começar e terminar o dia bem informado. Cadastra-se também na Newsletter para receber em seu e-mail.
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertolucci
Entusiasta de criptomoedas, formado em Análise de Dados e BI. Busquei conhecimento em Análise Técnica e Mercado Financeiro, quando me deparei com o Bitcoin e daí em diante venho escrevendo sobre a criptoeconomia e Blockchain.

MAIS LIDOS

FMI: Criptomoedas estão “abalando” o sistema bancário

De acordo com Christine Legarde, diretora do Fundo Monetário Internacional (FMI), as criptomoedas estão "abalando o sistema" afirmando que as moedas digitais "devem ser monitoradas e reguladas para...

Fundador do Wikileaks foi preso na Embaixada do Equador

O mundo acompanha há sete anos a prisão do fundador da Wikileaks, Julian Assange. Este que sempre atuou em prol de um jornalismo livre,...

PewDiePie: um dos maiores Youtubers do mundo troca YouTube por plataforma Blockchain

PewDiePie, o polêmico astro mais bem pago do YouTube (R$ 51,3 milhões entre 2015 e 2016) - que havia sido alvo de uma petição para...
 
Compartilhe
close-link