Gab: Concorrente do Facebook ganha milhares de usuários e promove Bitcoin

Gab é uma rede social conhecida por sua base de usuários de conservadores

Siga no

A rede social concorrente do Facebook, Gab, está experimentando uma explosão de novos usuários com a plataforma afirmando que cerca de 600.000 pessoas se cadastraram em um dia, enquanto o site vê 18 milhões de visitas simultâneas.

“O tráfego continua crescendo, ainda mais servidores a caminho hoje”, disse o CEO da Gab, Andrew Torba no sábado.

A plataforma tem servidores próprios e conseguiu obter um app para celular incensurável através da rede descentralizada Mastodon.

Gab 600 mil usuários em um dia
Gab 600 mil usuários em um dia

Com o Parler banido do Google, Amazon e Apple, seus usuários, considerados conservadores, ficaram com pouca escolha a não ser tentar o Gab.

O Parler não conseguiu encontrar um novo serviço de hospedagem e está fora do ar nesta segunda-feira.

O Parler foi banido de diversos serviços após acusações de que o aplicativo estava promovendo violência antes e após a invasão ao Capitólio dos Estados Unidos.

Parler fora do ar
Parler fora do ar

Ao contrário de Parler, o Gab não usa serviços tradicionais como a Amazon AWS porque eles já foram banidos de tudo em 2018, inclusive de processadores de pagamento.

Dessa forma, eles adotaram o Bitcoin, e assim neste momento crucial para a plataforma quando ela pode muito bem subir para ser uma alternativa ao Twitter, eles estão informando seus usuários sobre o que é Bitcoin, afirmando:

“Bitcoin é o dinheiro da liberdade de expressão”.

“Cada vez mais empresas e pessoas físicas estão sendo cortadas do processamento tradicional de pagamentos, bancos e mais online. Isso inclui Gab.com e nosso fundador Andrew Torba, que foram colocados na lista negra da VISA, bem como processadores de pagamento como PayPal. O Bitcoin resolve esse problema”, dizem.

Os usuários do Gab estão indignados com o que dizem ser uma tentativa de silenciá-los com alguns dizendo que se trata de uma censura tecnológica.

O movimento coordenado contra o Parler, um aplicativo pouco conhecido que, no entanto, atraiu a obsessão de alguns meios de comunicação, é considerado pelos conservadores como uma “máquina de censura”.

A internet foi projetada em sua origem para contornar a censura, no entanto, é precisamente isso que tem acontecido, dizem, mas potencialmente de forma superficial onde “as bigtechs decidem o que você pode falar”.

Além disso, o domínio das plataformas americanas nessas questões está, de certa forma, trazendo suas guerras culturais para a internet global no que poderia muito bem se desenvolver em guerras tecnológicas à medida que as plataformas dominantes atuais começam a ser percebidas como autoritárias.

No que diz respeito ao Bitcoin, alguns dos 70 milhões de eleitores de Trump que se deslocam para o Gab podem começar a ouvir sobre a moeda digital e como ele é o dinheiro da liberdade de expressão, bem como eles podem usá-lo para apoiar essas plataformas que agora estão fornecendo um caminho para se envolver em debate público.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
TrustNodeshttps://trustnodes.com
News on all things Blockchain, Ethereum, IoT, Fintech and Bitcoin.

Bitcoin ganha novo impulso de alta e supera US$ 34 mil, entenda

O Bitcoin continua a se recuperar de sua queda no início da semana após várias empresas darem sinais que estão correndo para apostar no...
dolar rasgado e Bitcoin. Imagem: ShutterStock

Valor total de transações com bitcoin em 2021 deve superar PIB dos EUA

Pela primeira vez em menos de sete meses, o volume total de transferências com bitcoin ultrapassou US $ 15,8 trilhões. Como resultado, o volume...
CEFI vs DEFI

DeFi vs CeFi: Finanças Centralizadas vs Finanças Descentralizadas

Finanças descentralizadas (DeFi) são uma das fatias mais cobiçadas da indústria de blockchain hoje, mas a ideia em si tem origens muito mais humildes. Na verdade,...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias