Gigante de mineração de Bitcoin será listada na Nasdaq

Uma das maiores infraestruturas de mineração dos EUA

Siga no
Core Scientific
Core Scientific

A gigante de mineração de Bitcoin Core Scientific se tornará pública com listagem na Nasdaq através de um SPAC. Essa é uma boa notícia de forma geral para o ecossistema do Bitcoin, afinal, mostra que o setor está alcançando novas formas de atrair investidores e um “espaço” mais sério na indústria financeira.

A listagem não será “direta”, ela foi feita através de um SPAC, que significa Special Purpose Aciquisition Company ou, Companhia com Propósito Especial de Aquisição – conhecido também como “IPO do cheque em Branco”.

Um SPAC é uma empresa de aquisição que leva fundos através de uma IPO para adquirir outra empresa para torná-la de capital aberto com listagem em uma bolsa.

Nesse caso, a Core Scientific disse que irá se fundir com a Power & Digital Infrastructure Acquistion Corp em um acordo que avaliou a Core em US$ 4.3 bilhões. No entanto, não foram divulgadas informações sobre quando a listagem e negociaões das ações começarão ou qual será o nome do ticker das ações.

Uma das maiores infraestruturas de mineração dos EUA

A listagem pública da Core Scientific é bem interessante considerando a sua posição como uma das grandes provedoras de infraestrutura de mineração em todo os EUA.

Esse é um passo importante para a adoção e possibilitará que pessoas e instituições invistam no ecossistema do Bitcoin sem necessariamente precisaram contar com a volatilidade do mercado como um todo.

Com operações em quatro estados dos EUA a empresa tem uma infraestrutura de negócios gigantesca, além de uma série de patentes e de aplicações. Com a empresa avaliada em US$ 4,3 bilhões, ela está bem acima das suas principais concorrentes, a Riot Blockchain e a Marathon Digital, com capitalização de mercado de US$ 2,18 bilhões e US$ 2,25 bilhões, respectivamente.

Segundo a CBNC, a Core tem como principal atividade a mineração de Bitcoin, afirmando que ela gerou US$ 60 milhões em lucro em 2020 e prevê US$ 493 milhões este ano, no entanto ela não comentou sobre o lucro líquido ou prejuízos.

O CEO da companhia, Mike Levitt, também afirma que a empresa está em sua capacidade máxima com planos de aumentar ainda mais sua infraestrutura para 2022.

O crescimento da Core, junto da sua listagem pública indica que o mercado de mineração nos EUA está crescendo, algo muito importante para o setor, que ainda sofre com o problema da repressão à mineração na China.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.

FBI alerta para crescimento de golpes românticos envolvendo criptomoedas

O FBI, a polícia federal dos Estados Unidos, emitiu um alerta para o crescimento dos golpes românticos envolvendo criptomoedas nos últimos meses. Com o crescimento...

“Boomers estão comprando mais bitcoins”, diz pesquisa

Como diferentes outras tecnologias, o criptomercado é majoritariamente formado por investidores e entusiastas das gerações mais novas, dos millennials para frente. No entanto, uma recente...

PrimeXBT aumenta oferta de Ativos Digitais Com Solana, Cardano, Polkadot e mais

PrimeXBT, uma plataforma de negociação multi-moeda premiada que oferece forex, criptomoeda, índices de ações, commodities e muito mais sob o mesmo teto, anunciou a...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias