Goldman Sachs reabre mesa de negociação de Bitcoin

Goldman Sachs também está explorando o potencial de uso de um ETF de Bitcoin emitindo um pedido de informação para explorar a custódia do ativo digital.

Siga no
Divulgação/Goldman Sachs
Divulgação/Goldman Sachs

A recente alta do Bitcoin reacendeu o interesse de diferentes players no criptomercado, com fontes afirmando que a Goldman Sachs, um dos nomes mais importantes do setor financeiro, vai reabrir sua mesa de negociação de Bitcoin para seus clientes.

De acordo com a Reuters, a partir da próxima semana a Goldman Sachs vai oferecer a negociação de contratos futuros de Bitcoin e produtos não derivados de criptomoedas para seus clientes.

A mesa de negociação de Bitcoin fará parte da divisão de Mercados Globais da Goldman Sachs.

Ainda de acordo com o artigo, esse é apenas um dos novos esforços da firma para renovar a sua posição dentro do mercado de criptomoedas. Além da mesa de negociação de Bitcoin, a Goldman Sachs também estaria interessada na tecnologia blockchain e nas possibilidades das Moedas Digitais de Banco Central (CBDC).

Indo ainda mais além, a Goldman Sachs também está explorando o potencial de uso de um ETF de Bitcoin emitindo um pedido de informação para explorar a custódia do ativo digital.

Apesar da Reuters ser um dos veículos de notícia mais respeitados de todo o mundo, ainda vale mencionar que as informações foram repassadas por fontes não identificadas e, portanto, precisam ser vistas com certo ceticismo.

Alta do Bitcoin pode ter animado Goldman Sachs

A Goldman Sachs já possuía uma mesa de negociação de Bitcoin no passado, que aos poucos foi sendo deixada de lado até ser fechada após a queda de mais e 80% do Bitcoin durante o ano de 2018.

Com o recente bom momento do Bitcoin mudando o mercado consideravelmente, é fácil entender como o interesse da companhia na moeda digital ganhou força novamente.

Desde 2017, quando o Bitcoin teve o seu grande momento pela primeira vez, muita coisa mudou na estrutura de todo o criptomercado, que agora se mostra cada vez mais maduro e resiliente a diferentes tipos de situações.

Com isso, cada vez mais o investimento institucional parece fluir para o criptomercado, algo que traz novos desafios para toda a indústria, mas no fim será importante para o amadurecimento do Bitcoin como um todo e um futuro mais definido para o ativo digital.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.

“Bitcoin não me atrai”, diz André Esteves do BTG Pactual em áudio vazado

Um áudio vazado de uma conversa de André Esteves, banqueiro do BTG Pactual, deixou claro a opinião dele sobre o Bitcoin como um investimento. O...
Dúvida sobre o Bitcoin ser caçado pela China

China pode estar planejando cancelar proibição do Bitcoin

A China tem sido um dos países que mais aparece nos holofotes do setor financeiro, seja ele o tradicional ou então o criptomercado. Com...

Alemanha vai leiloar R$ 75,2 milhões em Bitcoin

O leilão de criptomoedas realizados por diferentes governos tem sido algo cada vez mais comum, e desta vez um estado da Alemanha vai leiloar...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias