Golpistas usam nome da Forbes para realizar fraudes com criptomoedas

Esses golpes são bem comuns em todos os lugares e eles assumem características parecidas. O Bitcoin Revolution, e os seus muitos clones, possuem estratégias muito parecidas com a que foi relatada.

-

Siga no
Golpe com criptomoedas
Golpe com criptomoedas
Anúncio

Os golpes dentro do criptomercado continuam acontecendo em diferentes plataformas. Geralmente eles utilizam um nome reconhecido para validar alguma plataforma suspeita e que rouba o dinheiro de seus clientes. A imagem e Tiago Leifert chegou a ser usado em um desses golpes, agora é o nome da Forbes que está sendo através da falsidade ideológica das plataformas.

De acordo com a Metamorphosis Foundation, parte de uma organização europeia dedicada aos direitos digitais, vários golpes relacionados ao criptomercado que estão utilizando nomes conhecidos no setor, principalmente sites de notícias, estão começando a aparecer no Facebook e outras redes sociais. As informações são do site Meta.mk.

O golpe funciona imitando sites de notícias sobre criptomoedas e sobre investimentos, mas ao clicar nas propagandas falsas os usuários são levados á sites que incentivam investimentos em ativos que não existem, que roubam dados ou que simplesmente somem com o seu dinheiro.

Anúncio

Ao monitorar as redes sociais, a empresa descobriu uma série de propagandas falsas através do Facebook que utilizam o nome da Forbes, um dos sites mais conhecidos do mundo. Além disso, o conteúdo falso utiliza a situação financeira atual, com notícias falsas sobre a China e as criptomoedas.

Exemplo de notícias falsas dos golpistas se passando pela Forbes. Fonte: Meta.mk

Curiosamente, um dos focos claros dessas páginas falsas é o interesse da China no desenvolvimento do Yuan Digital. Que apesar de estar bem avançado, está longe de ser a oportunidade de ouro para ficar milionário com as criptomoedas, como informa as notícias fraudulentas.

Outro artigo falso. Fonte: Meta.mk

Os golpes monitorados estavam mais presentes na região da Macedônia, onde fica a sede da Metamorphosis. No entanto, dados do alcance geopolítico das publicações indicam que essas notícias falsas foram impulsionadas para além do país, provavelmente alcançando o mundo todo.

A unidade de crimes cibernéticos da polícia da Macedônia, afirmou que os links maliciosos levam para um site com domínio na Ucrânia e que, supostamente, é mantido por um cidadão Russo. A unidade ainda destaca que a situação é similar ao esquema da OneCoin, um dos maiores golpes ponzi do mundo e que fez vítimas até no Brasil.

Como funcionam esses golpes?

Imagem de Leifert foi usada em propagandas falsas para o esquema Bitcoin Revolution.

Esses golpes são bem comuns em todos os lugares e eles assumem características parecidas. O Bitcoin Revolution, e os seus muitos clones, possuem estratégias muito parecidas com a que foi relatada pela Metamorphosis.

O usuário é encaminhado até um site onde há uma belíssima propaganda sobre o quanto é possível ganhar com Bitcoin ou o quanto um artista famoso ganhou.

No entanto, ao “comprar” o serviço e as criptomoedas com essas plataformas, é possível contactar o suporte e o dinheiro simplesmente some.

Quando não é esse o caso, o golpe não passa de uma pirâmide nada elaborada.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Avatar
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.

EUA prende membro de um dos maiores grupos de hackers do mundo

Nathan Wyatt, membro de um grupo de cibercriminosos que extorquiam Bitcoin, se declarou culpado e foi sentenciado pelo Departamento de Justiça dos EUA por...
Compra de Bitcoin

Governo da Noruega compra Bitcoin

Uma empresa que fez a compra de R$ 1,3 bi em Bitcoin como reserva de valor em agosto continua a repercutir na comunidade cripto....
Bitcoin em corretoras de criptomoedas

CEO da MicroStrategy: “podemos despejar R$ 1.3 bi em Bitcoin no mercado a qualquer...

Após comprar de R$ 1.3 bilhão em bitcoin como reserva de valor, a MicroStrategy se tornou um nome importante para os defensores da moeda...

Últimas notícias

Governo da Noruega compra Bitcoin

Uma empresa que fez a compra de R$ 1,3 bi em Bitcoin como reserva de valor em agosto continua a repercutir na comunidade cripto....

CEO da MicroStrategy: “podemos despejar R$ 1.3 bi em Bitcoin no mercado a qualquer hora”

Após comprar de R$ 1.3 bilhão em bitcoin como reserva de valor, a MicroStrategy se tornou um nome importante para os defensores da moeda...

MPF está investigando ataque hacker em seus servidores

O Ministério Público Federal (MPF) está investigando um suposto ataque hacker em seus servidores. De acordo com um portal de notícias, dados do órgão...