Golpistas usam nome da Forbes para realizar fraudes com criptomoedas

Esses golpes são bem comuns em todos os lugares e eles assumem características parecidas. O Bitcoin Revolution, e os seus muitos clones, possuem estratégias muito parecidas com a que foi relatada.

Siga no
Golpe com criptomoedas
Golpe com criptomoedas

Os golpes dentro do criptomercado continuam acontecendo em diferentes plataformas. Geralmente eles utilizam um nome reconhecido para validar alguma plataforma suspeita e que rouba o dinheiro de seus clientes. A imagem e Tiago Leifert chegou a ser usado em um desses golpes, agora é o nome da Forbes que está sendo através da falsidade ideológica das plataformas.

De acordo com a Metamorphosis Foundation, parte de uma organização europeia dedicada aos direitos digitais, vários golpes relacionados ao criptomercado que estão utilizando nomes conhecidos no setor, principalmente sites de notícias, estão começando a aparecer no Facebook e outras redes sociais. As informações são do site Meta.mk.

O golpe funciona imitando sites de notícias sobre criptomoedas e sobre investimentos, mas ao clicar nas propagandas falsas os usuários são levados á sites que incentivam investimentos em ativos que não existem, que roubam dados ou que simplesmente somem com o seu dinheiro.

Ao monitorar as redes sociais, a empresa descobriu uma série de propagandas falsas através do Facebook que utilizam o nome da Forbes, um dos sites mais conhecidos do mundo. Além disso, o conteúdo falso utiliza a situação financeira atual, com notícias falsas sobre a China e as criptomoedas.

Exemplo de notícias falsas dos golpistas se passando pela Forbes. Fonte: Meta.mk

Curiosamente, um dos focos claros dessas páginas falsas é o interesse da China no desenvolvimento do Yuan Digital. Que apesar de estar bem avançado, está longe de ser a oportunidade de ouro para ficar milionário com as criptomoedas, como informa as notícias fraudulentas.

Outro artigo falso. Fonte: Meta.mk

Os golpes monitorados estavam mais presentes na região da Macedônia, onde fica a sede da Metamorphosis. No entanto, dados do alcance geopolítico das publicações indicam que essas notícias falsas foram impulsionadas para além do país, provavelmente alcançando o mundo todo.

A unidade de crimes cibernéticos da polícia da Macedônia, afirmou que os links maliciosos levam para um site com domínio na Ucrânia e que, supostamente, é mantido por um cidadão Russo. A unidade ainda destaca que a situação é similar ao esquema da OneCoin, um dos maiores golpes ponzi do mundo e que fez vítimas até no Brasil.

Como funcionam esses golpes?

Imagem de Leifert foi usada em propagandas falsas para o esquema Bitcoin Revolution.

Esses golpes são bem comuns em todos os lugares e eles assumem características parecidas. O Bitcoin Revolution, e os seus muitos clones, possuem estratégias muito parecidas com a que foi relatada pela Metamorphosis.

O usuário é encaminhado até um site onde há uma belíssima propaganda sobre o quanto é possível ganhar com Bitcoin ou o quanto um artista famoso ganhou.

No entanto, ao “comprar” o serviço e as criptomoedas com essas plataformas, é possível contactar o suporte e o dinheiro simplesmente some.

Quando não é esse o caso, o golpe não passa de uma pirâmide nada elaborada.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.
Rede Bitcoin e seus canais de comunicação rastreio criptomoedas nodes servidores

Chainalysis identifica suspeitos de crimes com criptomoedas e os entrega à polícia, entenda como

Um vazamento de documentos em italiano da Chainalysis, uma das maiores empresas de análise de dados de blockchain, revelou os meios usados pela companhia...
Glaidson dos Santos em pronunciamento feito pela Gas Consultoria antes de Operação da PF Faraó dos Bitcoins

Justiça bloqueia mais de meio milhão do “Faraó dos Bitcoins” em apenas quatro horas

A justiça brasileira determinou o bloqueio de mais de meio milhão de reais das contas do Faraó dos Bitcoins em menos de quatro horas. Essa...
Homem com algemas segurando Bitcoin criptomoedas sequestro prisão

Polícia desarticula quadrilha que iria sequestrar investidor de criptomoedas em Campinas

A polícia militar de São Paulo, por meio de seu Batalhão de Ações Especiais (BAEP), ajudou o Gaeco a desarticular uma quadrilha que planejava...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias