Grayscale vai liberar 43 mil bitcoins para venda?

O fundo negocia como uma ação de empresa comum, porém, as novas cotas só ficam livres para venda após 6 meses.

Siga no
Bitcoin Bear
Bitcoin Bear

Grayscale Bitcoin Trust (GBTC US) é um fundo de investimento cujas cotas são negociadas no mercado de ações tradicional dos EUA. A gestora criou o instrumento para “driblar” a ausência de um ETF, e ao longo do tempo acumulou mais de 650 mil BTC.

A principal diferença pro ETF, que em 2021 foi finalmente autorizado no Canadá e Brasil (HASH11 BR, QBTC11 BR), é que o Trust não pode ser “resgatado”. Ou seja, o detentor do ETF pode solicitar a conversão de cotas do fundo em Bitcoin físico, porém isto não é possível no Trust.

Por que alguém investe no GBTC?

O fundo foi criado em 2013, e suas cotas começaram a ser negociadas na bolsa de valores em 2015. Na época, não havia outro instrumento para quem desejava exposição ao Bitcoin, porém não poderia comprar diretamente, por questões regulatórias ou limitações do próprio veículo.

Por exemplo, os fundos de 401k (aposentadoria), além da vasta maioria dos multimercados e fundos de ações não podem investir diretamente em imóveis, ouro, ou Bitcoin. Por este motivo foram criadas estas estruturas, que podem ser fundos, ou até mesmo empresas (Trusts) cujo único ativo são o ativo-objeto.

Como funciona a liberação das cotas?

O fundo negocia como uma ação de empresa comum, porém, as novas cotas só ficam livres para venda após 6 meses. Os investidores institucionais conseguem comprá-las diretamente da Grayscale, pelo preço teórico, independente de quanto está a cotação nas bolsas de valores.

No entanto, a regulação impede que novas cotas sejam imediatamente revendidas. Por isso o mercado acompanha tão de perto esse prazo, para saber quando irá ocorrer uma potencial “desova” de GBTC no mercado.

Acima está o gráfico da Bybt.com mostrando a quantidade equivalente em Bitcoin a ser liberada para venda. Repare que há um grande acúmulo entre 12 e 21 de julho.

Vai ter venda grande de Bitcoin?

Não. Uma vez que o institucional comprou uma nova cota, ou entregou Bitcoin em troca da quantia equivalente de GBTC, adeus. Não há uma maneira de sair do fundo, exceto, vender a cota para outro interessado.

A gestora Grayscale já solicitou a conversão para o ETF, porém não há previsão para aprovação da agência reguladora SEC.

Em resumo, o detentor dessas cotas que aguardam o prazo de 6 meses até poderia vender a qualquer preço o GBTC no mercado secundário, mas não há impacto algum no Bitcoin.

Se o GBTC negociar 30% abaixo do Bitcoin equivalente, isso não “força” nenhum investidor a comprar ou vender Bitcoin. No máximo, alguém poderia comprar a cota e vender contratos futuros, mas não há incentivos para isso.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Marcel Pechman
Marcel Pechman é trader e analista de criptomoedas desde 2017. Atuou como trader por 18 anos nos bancos UBS, Deutsche e Safra. Além de YouTuber em seu canal RadarBTC, foi reconhecido em diversas premiações como um dos maiores interlocutores do Bitcoin do país. Maximalista convicto, acredita na falência da moeda fiduciária, aquela emitida por governos.

ETF 100% Ethereum estreia hoje na B3

Nesta quarta (04) foi lançado o ETF 100% Ethereum na B3, bolsa brasileira. O fundo foi desenvolvido pela gestora QR Asset Management, a mesma...

Dotz vai permitir que clientes troquem pontos por bitcoin

A Dotz, uma das principais gestoras de pontos de fidelidade do Brasil, com uma grande quantidade clientes, pode ser mais uma forma de aproximar...
Claudio Oliveira. "Rei do Bitcoin"

‘Rei do Bitcoin’ e mais oito pessoas são indiciadas por fraude bilionária

O "Rei do Bitcoin", Cláudio Oliveira, fundador do Bitcoin Banco, e mais oito pessoas foram indiciadas em seis crimes que causaram um prejuízo bilionário...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias