Grupo é acusado de roubar R$ 1.9 bi em criptomoedas com golpe de SIM swap

Esquema teve como alvo lojas Apple, AT&T, Verizon e T-Mobile.

Autoridades dos Estados Unidos revelaram a descoberta de um esquema de clonagem de celular (SIM SWAP) que resultou no roubo de US$ 400 milhões em criptomoedas, cerca de R$ 1.9 bilhão.

O esquema, considerado o maior do tipo no país, foi orquestrado por um homem de Chicago, Robert Powell, que com dois comparsas, são acusados de roubar pelo menos 50 vítimas espalhadas por mais de uma dúzia de estados americanos, afetando tanto pessoas quanto empresas.

Documentos da justiça americana detalham que o homem por trás do grupo “Powell SIM Swapping Crew” é conhecido por apelidos como “R”, “R$” e “ElSwapo1”. Outros membros incluem Carter Rohn e Emily Hernandez.

Eles são acusados de realizar “ataques fraudulentos de SIM SWAP” entre março de 2021 e abril de 2023, enganando operadoras de celular para transferir números de telefone para dispositivos controlados por criminosos. O esquema permitia aos criminosos acessar contas online e contornar seguranças de autenticação de dois fatores (2FA).

US$ 400 milhões em criptomoedas roubados em golpe de SIM SWAP

De acordo com a mídia local, o grupo empregava técnicas sofisticadas para clonar os telefones, incluindo a falsificação de documentos de identidade e se passando por vítimas em lojas de varejo de grandes empresas como Apple, AT&T, Verizon e T-Mobile.

Embora muitas das vítimas não tenham sofrido perdas financeiras, outras foram drasticamente afetadas, com perdas de criptomoedas variando entre R$ 75.000 e R$ 5 milhões.

O site ARS Technica aponta que a vítima mais prejudica parece ser um funcionário de uma empresa cujo telefone da AT&T foi clonado em uma loja de varejo, resultando na transferência milhões.

Além disso, foi relatado que o grupo tentou mascarar os fundos roubados, utilizando transferências de criptomoedas para carteiras frias (cold-wallets).

Se condenados, os três enfrentarão a apreensão de todos os fundos roubados, além de outras penalidades.

O líder do grupo agora enfrenta acusações que incluem conspiração para cometer fraude eletrônica, roubo de identidade agravado e fraude de dispositivo de acesso.

Como proteger criptomoedas de fraudes de Sim swap?

Proteger-se de fraudes de clonagem de SIM swap, ou clonagem de celular no bom português, requer uma abordagem de diversas técnicas.

O primeiro passo envolve fortalecer a segurança junto à sua operadora de telefonia móvel. Muitas operadoras oferecem a opção de estabelecer uma senha ou PIN adicional para a conta, o que pode impedir que alguém faça alterações não autorizadas.

Além disso, é importante manter suas informações de contato atualizadas e verificar regularmente com a operadora para garantir que não haja atividades suspeitas em sua conta.

O segundo aspecto crucial é a conscientização e a vigilância digital. Isso inclui estar ciente dos riscos de segurança associados ao compartilhamento excessivo de informações pessoais nas redes sociais ou outras plataformas online.

Os criminosos frequentemente coletam informações pessoais disponíveis publicamente para realizar ataques de engenharia social ou para responder a perguntas de segurança e obter acesso às contas das vítimas.

Portanto, é aconselhável limitar a quantidade de informações pessoais compartilhadas online e estar atento a e-mails ou mensagens suspeitas que possam ser tentativas de phishing.

Por último, reforçar a segurança das contas online é essencial. Isso pode ser feito usando autenticação multifatorial (2FA), preferencialmente aquela que não depende exclusivamente de mensagens SMS, já que essas podem ser interceptadas em um ataque de SIM swap.

Em vez disso, opte por aplicativos de autenticação ou chaves de segurança físicas. Além disso, use senhas fortes e únicas.

Manter um olhar crítico sobre suas contas bancárias e de mídia social para qualquer atividade incomum também pode ajudar a identificar rapidamente uma fraude, permitindo uma resposta rápida para mitigar possíveis danos.

💰 $100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Vinicius Golveia
Vinicius Golveia
Formado em sistema da informação pela PUC-RJ e Pós-graduado em Jornalismo Digital. Conhece o Bitcoin desde 2014, atuando como desenvolvedor de blockchain em diversas empresas. Atualmente escreve para o Livecoins sobre assuntos de criptomoedas. Gosta de cultura POP / Geek. Se não estiver escrevendo notícias relevantes, provavelmente está assistindo alguma série.

Últimas notícias