Início Bitcoin Há 11 anos, bitcoin atingia paridade com dólar

Há 11 anos, bitcoin atingia paridade com dólar

No dia 10 de fevereiro de 2011, o Bitcoin atingia paridade com o dólar. Ou seja, 1 BTC era negociado por 1 USD pela primeira vez na história. Apesar de já estar em pleno funcionamento há um bom tempo, o Bitcoin levou dois anos para atingir esta marca. Contudo, tanto sua comunidade quanto seu preço vem crescendo desde então.

Quanto a valorização após estes 11 anos, a conta é simples. Se hoje o Bitcoin está valendo 43.600 dólares, então ele valorizou 43.600 vezes. Já sua valorização em relação a nossa moeda, o Real, é ainda maior devido à desvalorização de nossa moeda em relação ao dólar.

Paridade com o dólar

Poucos meses após o Bitcoin atingir uma capitalização de mercado de 1 milhão de dólares, em novembro de 2010, a moeda digital atingia outro marco importante, a paridade com o dólar.

No dia 10 de fevereiro de 2011, uma unidade de Bitcoin era negociada por 1 dólar na exchange MtGox. Embora a grande mídia não prestasse tanta atenção na criptomoeda, é possível encontrar esta notícia na época.

“A moeda de ponto a ponto BitCoin atingiu brevemente a paridade cambial com o dólar americano hoje, depois que um aumento na demanda pelas moedas elevou os preços ligeiramente acima de 1 USD por 1 BTC.”

Notícia sobre a paridade do Bitcoin com o dólar. Fonte: Slashdot

Embora hoje seja fácil acreditar que o Bitcoin tem muito potencial, a continuação deste breve artigo mostra o quão surpreendente foi esta marca. Afinal, como destacado abaixo, o Bitcoin surgiu do zero.

“O BitCoin foi lançado no início de 2009, então em apenas dois anos essa moeda de código aberto passou de nenhum valor para uma [moeda] com não apenas um mercado aberto de exchanges concorrentes, mas também com a capacidade de comprar bens e serviços reais.”, continua a notícia no site Slashdot.

Assim, ano após ano, o Bitcoin continuou batendo preços que antes eram considerados irreais. Dez dólares ainda em 2011, US$ 100 e US$ 1000 em 2013 e 10.000 dólares em 2017.

Embora não tenha atingido os US$ 100.000 em 2021, como muitos esperavam, a moeda chegou ao preço de 69.000 em novembro do ano passado, o que ainda é impressionante.

Era difícil acreditar na valorização

Usado por poucas pessoas em seus primeiros anos, em sua maioria entusiastas e profissionais de criptografia, era difícil imaginar que o homem mais rico do mundo compraria Bitcoin como reserva de valor para suas empresas.

Bem como era impossível imaginar que teríamos ETFs de Bitcoin negociados na bolsa ou até ver um país adotando-o como moeda legal. Portanto, relatos de arrependimento, como o abaixo, são mais comuns do que você imagina.

“Eu gostaria de ter mantido meus 1.700 BTC que paguei US$ 0,06 em vez de vendê-los a US$ 0,30, agora que estão valendo U$$ 8,00! #bitcoin”

Tal tweet é tão lembrado que recentemente Greg o transformou em um NFT. Entretanto, as ofertas de 1.000 dólares não chegam nem perto dos R$ 400 milhões que ele teria hoje, caso não tivesse vendido seus 1.700 BTC.

Portanto, embora seja difícil imaginar que o Bitcoin será adotado por mais países, empresas e indivíduos, tal história nos lembra a importância de alocar uma parte de nossas reservas em uma moeda tão única e inovadora. Afinal o Bitcoin já surpreendeu a todos, mais de uma vez.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples.

Acesse: https://coinext.com.br.

Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.