Hacker devolve 100 mil dólares em criptomoeda Ethereum Classic

-

Siga no
Anúncio

Raramente ouvimos histórias de um bandido devolvendo o que roubou. E muito raramente ouvimos histórias de redenção ou pessoas sentindo culpa e remorso pelo que fizeram de errado. Normalmente, quando alguém rouba alguma coisa, o item desaparece para sempre ou é recuperado em circunstâncias muito adversas. O criminoso é julgado, sentenciado, e as pessoas lesadas são feridas emocionalmente.

O que poderia ter sido uma repetição desse comportamento foi diferente para um caso de criptomoedas. Um hacker que supostamente roubou mais de US $ 1 milhão em fundos da Ethereum Classic  devolveu parte do dinheiro sem persuasão. Até o momento, a razão pela devolução é desconhecida, mas algumas pessoas estão tomando isso como um sinal de que talvez haja pessoas por aí que percebam as conseqüências de suas ações e estejam dispostas a tomar medidas para remediá-las.

Não podemos dizer o mesmo em relação a casos passados, ou seja, a MT.Gox e a Coincheck. Ambos ocorridos no Japão, aproximadamente quatro anos separando um do outro. São os maiores casos de hack de criptomoedas na história e, até hoje, grande parte do dinheiro roubado em cada caso permaneceu oculto ou não gasto. As perdas combinadas de ambas as empresas está em mais de US $ 1 bilhão, o que significa que muitas pessoas foram roubadas.

Anúncio

O caso do Ethereum Classic não se compara a Mt.Gox ou Coincheck em termos ou a quantidade roubada, mas é bom ver um valor voltando aos clientes. A situação não é um arco-íris com pirulitos, cerca de US $ 1 milhão em fundos ETC continuam desaparecidos, as vítimas acreditam que a medida foi uma possível manobra de “white hat” – uma tentativa de ajudá-los a entender que a segurança da blockchain ainda tem muito espaço para melhoria.

A exchange hackeada tentou explicar:

“Ainda não sabemos os motivos. Se o invasor não estivisse em busca de lucro, ele poderia ser um white hacker que queria lembrar as pessoas dos riscos no consenso da blockchain e convencer a melhoria de segurança.”

Por que 51 por cento dos ataques são perigosos?

O dinheiro foi roubado através de um ataque de 51% na blockchain da Ethereum Classic. Esses ataques ocorrem quando hackers forçam blockchains a se reorganizarem. O tempo gasto fazendo isso abre portas para que invasores tomem o controle do poder transacional de uma rede. Estima-se que mais de 100 blocos da blockchain da ETC foram reorganizados.

Durante esse período, se os invasores conseguirem controlar mais de 50% da rede, eles poderão alterar e executar transações por sua própria vontade. Eles também podem reverter transações depois de terem sido confirmadas por meio de uma tática conhecida como “gastos duplos”.

Aproximadamente 15 ataques foram registrados na blockchain da ETC pela principal corretora de criptomoedas norte-americana Coinbase, que acredita que cerca de 12 dos ataques incluíram gastos duplicados.

Enquanto alguns dos fundos foram devolvidos, a blockchain da Ethereum Classic permanece vulnerável. A Gate.io tomou a iniciativapara melhorar a proteção e segurança dos clientes, dizendo:

“A Gate.io elevou o número de confirmações da ETC para 4.000 e lançou uma detecção de ataque 51% para proteção aprimorada. Também sugerimos que outras corretoras de ETC tomem medidas para proteger seus traders.”

Bom, podia ter feito isso antes, né? Nada suspeito.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Mateus Nunes
Mateus Nuneshttps://livecoins.com.br
Analista de Sistemas, aprendiz e entusiasta de criptomoedas e blockchain. Sugestão de pauta: [email protected]
Compra de Bitcoin

Governo da Noruega compra Bitcoin

Uma empresa que fez a compra de R$ 1,3 bi em Bitcoin como reserva de valor em agosto continua a repercutir na comunidade cripto....
Bitcoin em corretoras de criptomoedas

CEO da MicroStrategy: “podemos despejar R$ 1.3 bi em Bitcoin no mercado a qualquer...

Após comprar de R$ 1.3 bilhão em bitcoin como reserva de valor, a MicroStrategy se tornou um nome importante para os defensores da moeda...
Prédio da PGR - Ministério Público Federal do Brasil (MPF) investigando

MPF está investigando ataque hacker em seus servidores

O Ministério Público Federal (MPF) está investigando um suposto ataque hacker em seus servidores. De acordo com um portal de notícias, dados do órgão...

Últimas notícias

CEO da MicroStrategy: “podemos despejar R$ 1.3 bi em Bitcoin no mercado a qualquer hora”

Após comprar de R$ 1.3 bilhão em bitcoin como reserva de valor, a MicroStrategy se tornou um nome importante para os defensores da moeda...

MPF está investigando ataque hacker em seus servidores

O Ministério Público Federal (MPF) está investigando um suposto ataque hacker em seus servidores. De acordo com um portal de notícias, dados do órgão...

Finanças Descentralizadas (DeFi) caem 40%, será o fim?

Nos últimos dias assistimos um massacre das moedas de finanças descentralizadas (DeFi), com quedas entre 30% e 58%. Talvez você não tenha acompanhado a...