Hacker finge ser terrorista para extorquir bitcoins

Hackers ameaçaram explodir a loja do empresário, e também disseram que iriam sequestrar seus filhos.

Siga no

Um empresário russo foi vítima de extorsão por hackers que fingiam ser terroristas. Os cibercriminosos conseguiram hackear uma conta da vítima e acessaram arquivos armazenados em nuvem, com o acesso a diversos documentos pessoais do homem, os hackers começaram a ameaçar e chantagear o empresário, exigindo 3 bitcoins (R$ 291 mil).

De acordo com o site KP.RU, por vários dias a vítima foi chantageada por telefone, os hackers ameaçavam a vida do empresário e também dos seus filhos. A extorsão continuou por dias, de várias maneiras.

Ao perceberem que o empresário não se intimidou, os hackers ligaram para a polícia e disseram que um ataque terrorista estava sendo planejado contra uma das lojas do empresário.

“A polícia começou a verificar as informações sobre a bomba e contataram a vítima. Então o empresário falou sobre as chantagens que estava recebendo e pediu ajuda. O homem foi ameaçado de todas as formas possíveis, prometeram sequestrar seus filhos, explodir sua loja e outros problemas se ele não os pagasse”, disse a polícia ao site KP.RU.

Agora a polícia está procurando pelos hackers e apura as circunstâncias do incidente.

Ameaças podem aumentar no mundo todo

Ameaças cibernéticas que envolvem pedidos de criptomoedas estão entre as mais perigosas nos últimos anos, pois afetam diretamente o bem-estar financeiro das vítimas – sejam pessoas ou organizações.

2020 foi um ano que os atacantes inovaram, como vários métodos deixaram de dar o retomo esperado aos hackers, eles começaram a adotar novas táticas que deram mais certo, como o terrorismo virtual.

Regulações que pretendem diminuir o anonimato do Bitcoin visam diminuir esse tipo de problema, sendo uma luta contra o crime e terrorismo. Apesar disso, os cibercriminosos estão em constante evolução, com alguns já exigindo criptomoedas com privacidade e anonimato reforçado, como a Monero.

Devido às operações bem-sucedidas e à ampla cobertura da mídia este ano, os hackers aumentaram sistematicamente os valores exigidos às vítimas. Uma pesquisa da Kaspersky prêve um crescimento ainda maior nas tentativas de extorsão no ano que vem.

O roubo de bitcoins e outras criptomoedas fica cada dia mais atraente para os hackers à medida que muitas nações caem na pobreza como resultado da crise econômica. Com a inflação aumentando e várias moedas perdendo valor, mais pessoas podem se envolver em crimes cibernéticos, levando a mais caos.

Prevemos que, devido à fragilidade das moedas locais, mais pessoas deverão se voltar para fraudes que exijam Bitcoin, além do próprio roubo dessas criptomoedas – a mais comum.”, disse a empresa de segurança

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.
Tokyo 2020

Emissora usa imagem do Bitcoin para representar El Salvador nas Olimpíadas de Tóquio

As Olimpíadas de Tóquio começaram oficialmente nesta sexta-feira (23), em meio às restrições da pandemia e atraso de um ano. O evento começou com...
Big Techs

Gigantes da tecnologia correm para entrar no mercado de criptomoedas

Amazon, Facebook, Twitter, Reddit, Signal, Kin e provavelmente o Google são apenas algumas das maiores empresas de tecnologia do mundo que agora estão envolvidas...
UniSwap-arte

Uniswap dobra o joelho para regulação e censura mais de 100 criptomoedas

A Uniswap Labs, empresa responsável pelo desenvolvimento da exchange "descentralizada" Uniswap, anunciou que limitará o acesso a mais de 100 tokens em sua plataforma. O...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias