Hackers do Twitter já começaram lavar bitcoins roubados

-

Siga no
Hacker. Imagem: Cortesia Pixabay
Hacker. Imagem: Cortesia Pixabay
Anúncio

Os golpistas que na quarta-feira, 15, usaram as contas de vários famosos e políticos no Twitter para publicarem mensagens pedindo bitcoins e prometendo devolver à comunidade o dobro do que receberiam, já começaram a lavar os bitcoins que receberam.

Os hackers conseguiram receber cerca de 12.8 bitcoins ao hackearem o Twitter, e usarem o acesso para promoverem o golpe nas contas dos famosos como Elon Musk, Barack Obama, Joe Biden, e Bill Gates, bem como contas de corretoras como a Coinbase, Binance, e outras.

Os bitcoins que receberam valem no total mais de R$ 615 mil e segundo a Elliptic, empresa que analisa dados de transações na blockchain, cerca de 22% do total, 2.89 BTC (R$ 142,000), já foram transferidos para carteiras de bitcoin Wasabi Wallet.

Anúncio

A Wasabi Wallet é uma carteira que usa um misturador – mixer – para ajudar a apagar o rastro do bitcoin que os seus usuários transferem, de modo a garantir anonimidade ao usar o bitcoin. Ao misturarem várias transações de usuários e misturarem os movimentos dos bitcoins transferidos, estes mixers fazem com que seja mais difícil autoridades seguirem o rastro do dinheiro.

A Elliptic afirma que consegue identificar o uso da Wasabi Wallet através de padrões distintos nas transações. De qualquer modo, o uso desta misturadora vai ajudar os hackers a lavarem os fundos que conseguiram obter através do golpe à rede social.

As corretoras de criptomoedas fazem verificações de identidade aos seus clientes como medida de segurança, pois conseguem ligar os fundos associados às contas às pessoas por detrás delas. O uso da misturadora, no entanto, vai fazer com que não se saiba de onde vieram os fundos.

No seu relatório, a Elliptic escreveu:

 “O uso desse tipo de carteira para lavar fundos obtidos no hack ao Twitter não é surpreendente. Uma das técnicas mais comuns usadas pelas autoridades para identificar os autores desse tipo de ataque é seguir a trilha do dinheiro até o saque”.

Entre os clientes da Elliptic estão algumas das principais corretoras de criptomoedas, pelo que se a empresa conseguir seguir o rasto dos fundos os hackers não irão conseguir fazer o saque através destas.

Hackers usaram 130 contas no golpe

O Twitter revelou que o ataque hacker viu 130 contas de influencers na plataforma serem usadas para promover o esquema de bitcoins, algo que obrigou a rede social a tomar medidas drásticas para proteger os seus usuários.

Durante o ataque, o Twitter removeu os tweets postados nos perfis, e bloqueou as contas invadidas para impedir os golpistas de voltarem a promover o esquema. A empresa limitou também as funcionalidades dos perfis para “reduzir o risco” enquanto fazia as suas investigações.

No total, mais de 400 transações – algumas feitas pelos golpistas para fingir maior interesse – viram 12.8 bitcoins entrar no endereço promovido no esquema. Segundo o New York Times as autoridades chegaram a confiar de que a Coreia do Norte pudesse ter estado por detrás do golpe, mas a possibilidade acabou por ser descartada.

Numa entrevista publicada pelo jornal americano, os atacantes terão alegado que na verdade não foi um grupo de hackers sofisticado a hackear o Twitter, mas sim quatro jovens com a ajuda de um individuo que trabalhava no Twitter.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Avatar
Francisco Memoria
Francisco juntou-se à comunidade crypto em 2016, altura em que começou a escrever para várias publicações na área, incluindo Bitcoin.com, CCN, e The Merkle, entre outras. Apoia o libertarismo, e é grande fã e tecnologia.

Leia mais

Verificador de saldo de endereços bitcoin

Verifique o Saldo de Endereços Bitcoin

O Verificador de Saldo de Endereços Bitcoin já está disponível. Desenvolvido no Brasil, o aplicativo permite verificar facilmente o saldo de diversos endereços bitcoin...
ONU (Nações Unidas, Blockchain e Bitcoin)

USP participou na ONU de Blockchain Central UNGA

O estado de São Paulo foi representado na 75.ª Assembleia Geral da ONU na última semana, e com a participação da USP em um...
Hacker. Imagem: Cortesia Pixabay

Corretora de criptomoedas perde R$ 1 bilhão após ser hackeada

A KuCoin, uma das maiores corretoras de criptomoedas do mundo perdeu US $ 200 milhões (R$ 1.1 bi) após ser hackeada. O ataque aconteceu...

Últimas notícias

USP participou na ONU de Blockchain Central UNGA

O estado de São Paulo foi representado na 75.ª Assembleia Geral da ONU na última semana, e com a participação da USP em um...

Corretora de criptomoedas perde R$ 1 bilhão após ser hackeada

A KuCoin, uma das maiores corretoras de criptomoedas do mundo perdeu US $ 200 milhões (R$ 1.1 bi) após ser hackeada. O ataque aconteceu...

Grande banco dos EUA é acusado de participação em golpe com criptomoedas

O esquema de pirâmide OneCoin foi o maior esquema ponzi recente, sumindo com bilhões de clientes, levando a prisões e até mesmo a uma...