Hackers invadem aplicativo de transportes na Argentina e pedem resgate milionário em Bitcoin

Hackers exigem até R$ 878 mil por resgate do sitema. 300 mil pessoas foram afetadas.

Siga no

Desde a última segunda-feira (17), o aplicativo de localização em GPS de transportes argentino “¿Cuándo llega?” sofreu um ataque hacker. Como resultado, os usuários da cidade de Rosario estão com problemas de locomoção, e os criminosos exigem uma quantia de 05 a 20 Bitcoins para que reativem o serviço. Além da cidade onde o serviço é usado, diversos outros locais da Argentina estão passando por inconvenientes da mesma natureza devido ao ataque.

De acordo com Hernán Peralta, um dos funcionários do serviço, o ataque aconteceu por volta das 04h do dia 17. Ele ressalta que a ação dos hackers se deu por meio de um vírus que sequestrou informações do sistema de dados e bloqueou o uso do aplicativo (Ransomware). De acordo com suas informações, os criminosos afirmaram que concederão uma chave de acesso para liberar os serviços do aplicativo assim que receberem o resgate.

Embora ainda se desconheça a identidade dos responsáveis pelo ataque, a empresa responsável pelo serviço afirmou que está trabalhando para retorna-lo a normalidade. Além disso, a polícia local vem negociando com os hackers e empreendendo uma investigação para tentar descobrir quem são, conforme reportado pelo site Crypto 247. A quantia total do resgate varia entre 50 mil e 200 mil dólares.

300 mil pessoas afetadas

O ataque se tornou conhecido pela população argentina após um pronunciamento da secretária de transportes e mobilidade de Rosario, Eva Jokanovich. Ela destacou que há um trabalho em conjunto com a companhia para tentar normalizar a situação em todas as cidades que estão enfrentando problemas. Além disso, sabe-se que a situação do sistema do APP deixada pelos hackers é bem complexa, o que torna a situação mais difícil.

Os hackers deixaram apenas um e-mail como forma de contato, o que dificulta chegar aos responsáveis pela ação. Ao mesmo tempo, a empresa contratou um serviço de segurança virtual para evitar novos ataques e tentar acelerar o processo de normalização do aplicativo. Por se tratar de um sistema de gestão de frota e informação de localização dos transportes, o app controla o tempo de chegada de veículos e pode contatar motoristas.

Em meio a esta situação, cerca de 300 mil pessoas foram diretamente atingidas pelo ataque somente na cidade de Rosário. Trata-se de um caso de extorsão virtual que atraiu a máxima atenção das autoridades locais. Agora as forças policiais concentram esforços para tentar descobrir quem são os criminosos que invadiram o sistema do ¿Cuándo llega?

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Jeferson Scholz
Jornalista. Escrevi dois artigos acadêmicos publicados no congresso de comunicação INTERCOM, e fui diretor do documentário universitário "Planeta dos Desmortos - O Mito Zumbi".

Polícia descobre mineração ilegal de Bitcoin dentro do próprio quartel

A polícia de diversos países continua de olho nas atividades ilegais de mineração que utilizam energia roubada para obter lucros com criptomoedas. Um caso...
Criptomoeda Ethereum mãe do DeFi

Ethereum será atualizado no dia 4 de agosto e se tornará deflácionário

Nos últimos dias os participantes de grupos de criptomoedas têm perguntado se a atualização de uma certa criptomoeda fará a alta do Bitcoin ser...
Mão segurando Bitcoin e bandeira da Malásia

“Clientes da Binance devem sacar fundos imediatamente”, diz CVM da Malásia

A CVM da Malásia afirma que os investidores de criptomoedas devem sacar seus fundos imediatamente da Binance, que receberá medidas coercitivas em breve. A nova...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias