Mineração de Bitcoin cresce 3 vezes e bate recorde mesmo banido da China

Os mineradores vivem pela lucratividade, que é uma função do custo da eletricidade e do preço do bitcoin. Se você perguntar a qualquer minerador, eles dirão que não é o hashrate que afeta o preço, mas o preço que afeta o hashrate.

Embora o Bitcoin esteja passando por um período de turbulência, a moeda digital atingiu seu maior pico na medida de Hashrate, o que significa que o poder de mineração do Bitcoin nunca foi tão alto quanto agora, isso em meio a uma queda de preço de 70% desde seu pico e o banimento da moeda digital na China.

Todo o setor de criptomoedas ainda lutar para superar a marca de US$ 1 trilhão em capitalização de mercado, mas o poder de mineração da principal moeda digital do mundo continua a chamar atenção ao bater novos recordes.

Hashrate é a métrica de processamento e poder de computação que a rede do Bitcoin possui. De acordo com a empresa de métricas de dados de mineração Braiins Insights, a taxa de hash atingiu 258 Exahashes por segundo (EH/s) no dia 4 de outubro, terça-feira.

A métrica mais impressionante, no entanto, é o crescimento no ano, com o hashrate subindo 84%, apesar de a atividade de mineração ter sido banida na China.

Taxa de hash total do Bitcoin. Fonte: Blockchain.com
Taxa de hash total do Bitcoin. Fonte: Blockchain.com

Hashrate do bitcoin cresce 3 vezes mesmo após banimento na China

Desde que o país asiático reprimiu todas as formas de mineração de criptomoedas no ano passado, a rede do Bitcoin viu uma grande migração de mineradores da China para os EUA e outros lugares do mundo.

De acordo com dados da Cambridge Centre for Alternative Finance (CCAF), os EUA agora possuem o maior percentual do hashrate, com 37%.

Curiosamente, a China continua sendo uma das maiores mineradoras de Bitcoin, com 21% do poder de mineração total.

A proibição de criptomoedas na China ocorreu em fases, começando em maio de 2021, quando o governo proibiu instituições financeiras de se envolverem com criptomoedas. Em junho, baniu efetivamente a mineração de criptomoedas.

Mas o banimento não deu muito certo, pois os chineses encontraram formas de minerar e usar o Bitcoin sem que o governo soubesse, como resultado, a China entrou para a lista dos dez principais países em adoção de criptomoedas.

Como o poder de mineração afeta o preço do Bitcoin?

Alguns especialistas acreditam que os investidores podem determinar a direção do preço do Bitcoin com base em quanto poder de mineração a moeda digital tem.

Se o hashrate cair, isso pode indicar baixa ou fraqueza no mercado, causando pressão de queda no preço.

Hashrate Bitcoin vs preço
Hashrate Bitcoin vs preço

Os mineradores vivem pela lucratividade, que é uma função do custo da eletricidade e do preço do bitcoin. Se você perguntar a qualquer minerador, eles dirão que não é o hashrate que afeta o preço, mas o preço que afeta o hashrate.

Assim, quando o preço do bitcoin sobe, mais mineradores se juntam à rede, aumentando o hashrate, pois os mineradores menores podem ter lucros devido a margens mais altas.

À medida que o preço cai, no entanto, a margem de lucro diminui, e os mineradores passam a não ter mais lucro. Apesar desse fato e de quaisquer correlações, ainda vemos o hashrate aumentando ao longo do tempo.

Isso sugere que nenhum hardware fica ocioso enquanto houver alguém disposto a minerar com ele para obter algumas moedas, seja no lucro ou no prejuízo.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Livecoins
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.

Últimas notícias

Bitcoin 2024

Últimas notícias