Homem que roubou bitcoins do armário de evidências da polícia se declara culpado

A indicação de Garry Harmon como culpado veio do próprio irmão e parte da sua estratégia de defesa, o que provavelmente não deve ter ajudado muito a relação fraternal entre os dois.

Um morador de Ohio que chamou a atenção das autoridades dos EUA após tirar fotos em uma banheira cheia de notas de dólar vai se declarar culpado diante da corte após a sua acusação. Gary Harmon, de 31 anos, ostentava nas redes sociais, no entanto o dinheiro era fruto de atividades ilegais e, ainda mais impressionante, o homem roubou criptomoedas debaixo do nariz da polícia.

O mais curioso é que Gary não foi diretamente investigado e preso, na verdade, a sua acusação aconteceu durante o julgamento do seu irmão mais velho, que também estava sendo julgado por crimes similares.

Com isso, de acordo com informações do caso, no dia 22 de dezembro ele vai se apresentar diante da corte para uma audiência de acordo de declaração, onde ele vai se declarar culpado para não enfrentar uma condenação mais severa.

A história dos Harmons é curiosa, não apenas por ter dois irmãos envolvidos em crimes similares, mas também devido a todo o decorrer do processo deles diante da corte.

Harmon será condenado por roubar criptomoedas da polícia

A história começa com Larry Harmon, que após uma investigação das autoridades dos EUA foi detido em 2020. As acusações eram de lavagem de dinheiro de até US$ 311 milhões em transações com criptomoedas em sites do mercado negro.

O problema é que o dinheiro que ele ganhou com suas atividades ilegais estava guardado em uma carteira física, uma Trezor. As autoridades não tinham as chaves de acesso ou as ferramentas necessárias para conseguir acessar os valores no dispositivo. Sendo assim, a carteira acabou sendo colocada em um armário de evidências relacionadas ao caso.

Até então tudo normal. Mas um dia 713 bitcoins foram roubados da carteira enquanto os policiais assistiam sem poder fazer nada.

Durante o julgamento de Larry, com a presença de seu irmão em duas das audiências, foi determinado que o responsável por roubar as criptomoedas que tinham sido aprendidas foi justamente Gary.

A indicação de Garry Harmon como culpado veio do próprio irmão e parte da sua estratégia de defesa, o que provavelmente não deve ter ajudado muito a relação fraternal entre os dois.

Nem os advogados dos Harmons nem um porta-voz da procuradoria de Washington comentou sobre o caso ou como foi possível que Gary conseguiu, remotamente, roubar as criptomoedas que estavam em uma carteira física.

💰 $100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Matheus Henrique
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.

Últimas notícias