Homem usa $ 1 milhão em benefício do governo para comprar Bitcoin

-

Siga no
Bitcoin é o dinheiro digital e sem fronteiras
Bitcoin dólar celular
Anúncio

Desde que a Covid-19 se tornou uma pandemia mundial e o coronavírus acabou causando um grande impacto em todos os mercados, diferentes economias estão tentando encontrar maneiras de fornecer suporte a comerciantes e aos cidadãos. Alguns aproveitam dos benefícios do governo para comprar criptomoedas.

O uso do benefício do governo para comprar criptomoedas não é uma novidade. Aqueles que aproveitaram o dinheiro para investir até tiveram um bom retorno até o momento, no entanto, alguns levaram isso um pouco longe demais.

Nos EUA, o governo liberou o acesso de diferentes empresas ao Paycheck Protection Program (PPP), um empréstimo para empresários poderem pagar seus funcionários durante o período de quarentena. Esse empréstimo deve ser pago depois ou então o comerciante pode se adequar a uma das categorias que terão perdão da dívida.

Anúncio

Até aí tudo bem, no entanto, o Departamento de Justiça dos EUA (DOJ, na sigla original) indiciou um homem do Texas, chamado Thomas Argires, de 29 anos, por ter usado o empréstimo ilegalmente para comprar criptomoedas.

As informações são do Kxan, estação de TV local do Texas.

US$ 1 milhão em benefício do governo usado para comprar criptomoedas

O homem conseguiu o empréstimo de US$ 1,1 milhão para suas empresas de churrasco e paisagismo, no entanto, as empresas eram fantasmas e não possuíam nenhum funcionário. Sendo assim, ele conseguiu usar praticamente todo o dinheiro ilegalmente.

Como a DOJ divulgou, boa parte do dinheiro foi utilizado na compra de criptomoedas em diferentes plataformas. É muito provável que ele estivesse buscando uma forma de multiplicar o valor emprestado do governo, podendo assim pagar a dívida no futuro e ainda manter lucros.

Além dos investimentos em criptomoedas, Argires também foi acusado de ter sacado parte do valor adquirido ilegalmente em dinheiro vivo, em bancos e em caixas eletrônicos.

Fraudes em benefícios do governo expõem fraqueza da moeda fiduciária

Esse não é um caso isolado. O PPP nos EUA teve problemas bem similares ao benefício do governo aqui no Brasil. Ambos os projetos foram prejudicados por milhares de pessoas mal-intencionadas recebendo o direito do beneficio sem realmente estar no grupo que deveria ser beneficiado.

Isso aconteceu por uma série de erros no sistema de verificação das informações e na aprovação do benefício. Além disso, muito do dinheiro disponibilizado é muito difícil de ser rastreado, já que sistemas tradicionais não possuem a transparência da blockchain.

Caso ambos os governos tivessem optado por utilizar criptomoedas, como foi cogitado com um possível dólar digital ou o uso da blockchain, essas fraudes seriam mais difíceis de serem aplicadas e mais fáceis de serem rastreadas.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Avatar
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.

Leia mais

Venezuela e Bitcoin

Quais os riscos da Venezuela minerar Bitcoin?

A Venezuela publicou um novo decreto mostrando que deve começar a minerar Bitcoin, mas alguns riscos podem envolver a prática. No país, há uma...
Nouriel Roubini

Nouriel Roubini ataca DeFi: “é um vaporware”

O termo DeFi toma as manchetes do mercado de criptomoedas e de economistas renomados em 2020. De acordo com o analista financeiro Nouriel Roubini,...

Justiça vai atrás de exchanges internacionais em ação de R$ 65 milhões contra a...

A Justiça de São Paulo determinou que oito exchanges internacionais promovam o bloqueio de qualquer ativo digital depositado pela Atlas Quantum. A decisão foi proferida...

Últimas notícias

Nouriel Roubini ataca DeFi: “é um vaporware”

O termo DeFi toma as manchetes do mercado de criptomoedas e de economistas renomados em 2020. De acordo com o analista financeiro Nouriel Roubini,...

Justiça vai atrás de exchanges internacionais em ação de R$ 65 milhões contra a Atlas Quantum

A Justiça de São Paulo determinou que oito exchanges internacionais promovam o bloqueio de qualquer ativo digital depositado pela Atlas Quantum. A decisão foi proferida...

Empresa vai dar criptomoedas para quem plantar árvores

Um dos problemas que preocupam a sociedade atualmente é a emissão de carbono e as mudanças climáticas causadas pelo aquecimento global. Para tentar achar...