Homem vende recomendações de ações na dark web e acaba preso

FBI afirma que vai continuar investigando a dark web para encontrar esquemas ilegais.

Siga no
Símbolo da Deep Web em celular
Símbolo da Deep Web em celular

Um grego que vendia recomendações de compra de ações na dark web, foi preso no Peru e deve ser extraditado para os Estados Unidos em breve, afirmou a Gizmodo.

Na última semana, o usuário da dark web “The Bull” já havia sido identificado pelas autoridades dos Estados Unidos. Após investigações do FBI, foi descoberto que a pessoa por trás do perfil era um grego.

Em suas atividades na internet obscura, The Bull era famoso por vender informações privilegiadas de empresas dos EUA listadas na bolsa. Suas informações eram boas para traders ganharem lucros, aponta os investigadores.

Em troca das vendas promissoras de ações, The Bull pedia Bitcoin como pagamento.

FBI investigou grego que vendia recomendações de ações pela dark web

A prática conhecida como Insider Trading acabou sendo cometida pela dark web. Contudo, o FBI, polícia de investigação federal dos Estados Unidos, estava no local para assistir às negociações, identificando a pessoa.

A negociação em bolsa de valores com informação privilegiada é uma prática considerada criminosa em muitos países, inclusive no Brasil. Quando descoberta neste país, inclusive, é alvo de apuração pela CVM.

A Procuradora Audrey Strauss, de Manhattan, afirmou que os criminosos tem modernizado suas atuações na internet com uso de novas plataformas para disseminar as informações privilegiadas.

“As acusações de hoje [09/07] demonstram o compromisso contínuo de nosso escritório em impedir aqueles que buscam e usam informações privilegiadas para obter uma vantagem ilegal no mercado de ações. Como alegado, ele tentou ocultar seu esquema de negociação privilegiada por trás de software anônimo, nomes de tela e pagamentos de bitcoin.

A Acusação mostra que o comércio de informações privilegiadas usando novas tecnologias ainda produz um resultado decididamente tradicional: uma acusação criminal.”

Homem vendeu um lançamento de uma companhia por R$ 25 mil em Bitcoin

Em apenas um dos casos detectados pelo FBI o grego vendeu informações de uma companhia listada na bolsa por R$ 25 mil, valor pago integralmente em Bitcoin, apontam as investigações.

“Por exemplo, ele ofereceu para venda e vendeu, entre outras informações confidenciais pertencentes a vários emissores de títulos, por cerca de US$ 5.000 em Bitcoin, pelo menos um relatório de ganhos de pré-lançamento desviado de uma empresa de capital aberto”.

Em 2020 Trovias criou um site na dark web chamado Leilão de Informações Privilegiadas, de acordo com o FBI. Ele teria tomado essa atitude após alguns sites que hospedava seus anúncios serem encerrados por autoridades, como o popular AlphaBay Market.

Seu site oferecia aos clientes a opção até de assinatura mensal, onde receberiam informações de companhias da bolsa em primeira mão. Apontado na justiça por cometer crimes de informação privilegiada, ele pode pegar até 25 anos de prisão, somados a outros 20, caso condenado também por lavagem de dinheiro.

Segundo a Gizmodo, ele foi preso no Peru, país vizinho ao Brasil, e deverá ser extraditado para responder ao processo nos Estados Unidos em breve.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Sites de negociações de criptomoedas, cuidado com golpes

Cinco sites de investimentos em criptomoedas recebem ordem de parada

Nos últimos dias, cinco sites que prometiam investimentos com criptomoedas para pessoas receberam uma ordem de parada, com as autoridades aumentando sua escalada com...
Delegado da Polícia Civil do Rio de Janeiro

“Faraó dos Bitcoins” mandou matar concorrente em Cabo Frio, diz Polícia

O delegado da 126.ª DP de Polícia Civil do Rio de Janeiro, Carlos Eduardo, comentou sobre a finalização do inquérito que acusa o "Faraó...
Criptomoedas próximas a uma folha com a frase Procurando por liberdade

FGV promove evento sobre perfil de investidores de criptomoedas

A Fundação Getúlio Vargas (FGV), por meio de sua escola de economia, vai apresentar os resultados de um estudo sobre investidores de criptomoedas. O evento...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias