IBM anuncia parceria com 6 bancos para uso da tecnologia Blockchain em rede de pagamentos

Siga no

Hoje a IBM anunciou que a Blockchain World Wire, sua rede global de pagamentos foi ativada em 72 países, com “47 moedas e 44 endpoints bancários”, a gigante de tecnologia afirmou também que assinou contrato de intenção com seis bancos no mundo todo, entre eles o Banco Bradesco, Bank Busan, e a Rizal Commercial Banking Corporation.

A intenção desses bancos é emitir suas próprias criptomoedas na rede de pagamentos da IBM.
A IBM também planeja implementar uma solução de pagamentos para facilitar as transferências entre bancos. A XLM, o token monetário digital do projeto blockchain Stellar, atuará como uma ponte monetária de um banco para outro. Através de tal aplicação, a liquidez pode fluir livremente dentro e entre bancos.
A IBM Blockchain World Wire foi lançada em setembro de 2018, é uma rede de pagamento construída sobre a blockchain da Stellar. Seu objetivo é executar e liquidar pagamentos transnacionais em tempo real.
A IBM também está fazendo uma parceria com a startup de criptomoedas Stronghold para emitir criptomoedas estáveis (stablecoins). De acordo com um comunicado emitido pela Stronghold, em vez de “usar intermediários bancários tradicionais para transmitir pagamentos” na IBM Blockchain World Wire, os clientes da IBM podem usar o Stronghold USD para facilitar a liquidação.

“Criamos um novo tipo de rede de pagamentos, destinada a acelerar as remessas e pagamentos transnacionais para facilitar a movimentação de dinheiro nos países que mais precisam”, disse Marie Wieck, gerente geral da IBM Blockchain.
Os bancos provavelmente só usarão suas próprias moedas estáveis para transações e transferências internas, muito parecido com a JPM Coin.

Com a parceria da IBM e seis bancos, o preço da XLM subiu mais 11% na última semana. É provavel que suba mais nos próximos dias. A parceria da IBM fornece as seguintes vantagens para os bancos:

  • Acelera a velocidade de pagamentos: Com a compensação e liquidação simultâneas e a eliminação de várias transações de processamento de intermediários e terceiros.
  • Redução de custos: com requisitos de compensação muito menores e capital reduzido necessário para pagamentos internacionais.
  • Maior transparência: o livro-caixa blockchain da XLM é publico e disponível para pesquisa e auditoria, garantindo a confiança entre os reguladores e a aplicação da lei.
  • Soluções de segurança de última geração.
  • Suporte para transações de qualquer tamanho.

A implementação da tecnologia blockchain da IBM provavelmente superará as moedas fiduciárias como um meio de transferência, armazenamento de valor e troca.
Apesar das contínuas críticas, a adoção de tecnologias de contabilidade distribuída por grandes empresas de tecnologia como a IBM, Samsung, Microsoft e Facebook mostra que a tecnologia está ganhando certeza regulátoria.

Leia mais sobre:
Mateus Nunes
Mateus Nuneshttps://livecoins.com.br
Analista de Sistemas, entusiasta de criptomoedas e blockchain. Tradutor do site Bitcoin.org Sugestão de pauta: mateus@livecoins.com.br
Sede Capitual

Agora é possível fazer saque de criptomoedas em Banco24Horas

Agora é possível realizar saques de criptomoedas em caixas eletrônicos. A ação é resultado de parceria do Banco Capitual com a TecBan, que agora...
Gary Cohn

Ex-assessor de Trump diz que bitcoin não tem transparência

O ex-assessor econômico de Donald Trump, Gary Cohn, disse à Bloomberg em uma entrevista que o bitcoin não tem transparência e integridade. Gary é...
Diem Facebook

Criptomoeda do Facebook agora se chama Diem

O Facebook rebatizou a sua criptomoeda e a Libra agora se chama “Diem”. A mudança de nome tem como objetivo receber aprovação regulatória. Diem...

Últimas notícias

Ex-assessor de Trump diz que bitcoin não tem transparência

O ex-assessor econômico de Donald Trump, Gary Cohn, disse à Bloomberg em uma entrevista que o bitcoin não tem transparência e integridade. Gary é...

Criptomoeda do Facebook agora se chama Diem

O Facebook rebatizou a sua criptomoeda e a Libra agora se chama “Diem”. A mudança de nome tem como objetivo receber aprovação regulatória. Diem...

“Bitcoin deu Touro de Ouro”, aponta Pablo Spyer

O "tourinho" chegou ao mercado de criptomoedas, na visão do famoso analista Pablo Spyer, diretor da corretora Mirae. Na manhã desta terça-feira (1), ele...