iFood vai utilizar criptomoeda para ajudar meio ambiente

Empresa começa a compensar emissão de poluição no meio ambiente.

Siga no
iFood
iFood/Reprodução

O programa iFood Regenera, cujo compromisso é ajudar o meio ambiente, vai utilizar uma criptomoeda brasileira chamada MOSS no processo. A iniciativa começa a partir desta quinta-feira (1).

Maior empresa de delivery do Brasil, a plataforma cresceu sua base de usuários no último ano. Contudo, as entregas feitas pelo popular aplicativo poderiam colocar em risco o meio ambiente.

Além da poluição causada pelas motos, embalagens plásticas também são comuns durante as entregas. Assim, a empresa está atenta ao seu impacto e se preocupa em lançar iniciativas para reduzir os problemas causados ao meio ambiente.

iFood vai utilizar criptomoeda brasileira para compensar emissão de CO2

De acordo com o iFood, todo pedido feito pelo aplicativo a partir desta quinta já vai compensar o CO2. A medida será feita para ajudar na preservação do meio ambiente, reduzindo os impactos que o aplicativo causa.

“O iFood é a primeira empresa de delivery brasileira a ter 100% das suas entregas neutras em CO2 de forma antecipada. A partir de 1 de Julho, todo pedido feito no iFood já foi compensado para preservar o meio ambiente.”

Para conseguir resolver este problema a empresa fez uma parceria com a MOSS, que trabalha com crédito de carbono em blockchain. Segundo site da Moss.Earth, já foram enviados mais de R$ 50 milhões para preservar o desmatamento da Amazônia em um ano.

“Em parceria com a Moss, já compensamos todo CO2 que vamos emitir nos próximos anos por meio da compra de créditos de carbono, ajudando na preservação da Amazônia. E tem mais coisas vindo por aí.”

Se a gente ajudar, mais e mais florestas entrarão em campo pelo país. Vamos fazer um futuro diferente investindo em projetos de reflorestamento. Vem com a gente regenerar o meio ambiente.”

Iniciativa foi apresentada durante clássico entre Corinthians e São Paulo

A iniciativa do iFood acabou sendo apresentada na noite da última quarta-feira (30), durante o clássico Corinthians e São Paulo, com narração de Cléber Machado. Para demonstrar a nova iniciativa, uma floresta virtual surgiu no meio do campo da Neo Química Arena.

No Brasil, o Moss Carbon Credit (MOC2) é negociado na corretora Mercado Bitcoin.

Vale o destaque que o Moss já é parceiro do clube de futebol Flamengo, estampando o meião dos jogadores, e da empresa de aviação Gol.

Com a chegada do iFood, o token criado para a proteção do meio ambiente ganha mais atenção em um momento que a agenda global está alinhada com essa pauta ambiental.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

ETF 100% Ethereum estreia hoje na B3

Nesta quarta (04) foi lançado o ETF 100% Ethereum na B3, bolsa brasileira. O fundo foi desenvolvido pela gestora QR Asset Management, a mesma...

Dotz vai permitir que clientes troquem pontos por bitcoin

A Dotz, uma das principais gestoras de pontos de fidelidade do Brasil, com uma grande quantidade clientes, pode ser mais uma forma de aproximar...
Claudio Oliveira. "Rei do Bitcoin"

‘Rei do Bitcoin’ e mais oito pessoas são indiciadas por fraude bilionária

O "Rei do Bitcoin", Cláudio Oliveira, fundador do Bitcoin Banco, e mais oito pessoas foram indiciadas em seis crimes que causaram um prejuízo bilionário...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias