Inflação nos EUA supera expectativas do Fed, sindicatos exigem aumentos salariais na Alemanha

Presidente do Fed, Jerome Powell: "A inflação pode se tornar mais alta e mais persistente do que esperamos"

Siga no
Bandeiras dos Estados Unidos, Alemanha e Bitcoin
Bandeiras dos Estados Unidos, Alemanha e Bitcoin

A inflação nos Estados Unidos, maior potência mundial, e da Alemanha, maior economia da Europa, é maior que era prevista pelo mercado financeiro. O cenário dos EUA foi compartilhado por Jerome Powell na quarta-feira (28), enquanto o país europeu divulgou dados nesta quinta-feira (29).

No último ano, os bancos centrais pelo mundo imprimiram trilhões de dólares e atraíram desconfiança de muitos investidores.

O megainvestidor e dono de um fundo de hedge Ray Dalio, por exemplo, comprou Bitcoin com medo da inflação ficar descontrolada.

Os críticos do Bitcoin atacaram a moeda digital ao ver que o dólar passa por um momento de turbulência. A senadora Elizabeth Warren chegou a citar que a criptomoeda também tem inflação, mas por outros motivos diferentes que a divisa norte-americana.

Independente do que acreditam os críticos, o Bitcoin registrou uma alta de 260% em relação ao dólar, com uma inflação de 1,77% ao ano. Os dados da inflação dos Estados Unidos serão divulgados ainda nesta quinta, contando com desconfiança do mercado.

Inflação dos Estados Unidos é maior que o esperado, mas é “transitória”, afirmou Jerome Powell

Na economia dos países, a inflação é uma medida que indica o nível do poder de compra de um determinado ativo perante a moeda emitida pelo banco central. É comum trabalhar com expectativas em cima dessa métrica, que deve ser bem controlada para manter o funcionamento da economia.

Mas nos Estados Unidos, com a política de impressão de dinheiro e compra de ativos, a inflação teria escapado das previsões do FED, afirmou o presidente Jerome Powell. Na ata do FED, ele confirmou que tais efeitos ainda são transitórios e devem acabar com a manutenção das políticas monetárias atuais.

“A inflação aumentou notavelmente e provavelmente permanecerá elevada nos próximos meses antes de se moderar. Como a economia continua a se reabrir e os gastos se recuperam, estamos vendo uma pressão de alta sobre os preços, principalmente porque os gargalos de oferta em alguns setores limitaram a rapidez com que a produção pode responder no curto prazo.

Esses efeitos de gargalo foram maiores do que o previsto, mas, à medida que esses efeitos transitórios de oferta diminuem, a inflação deve cair de volta à nossa meta de longo prazo.”

A meta dos EUA para a inflação anual é de 2%, mas Powell confessou que uma demora na reabertura pode afetar as expectativas.

Problema também na Europa: Inflação da Alemanha é a maior dos últimos 13 anos e sindicatos trabalhistas já se mobilizam

De acordo com a Reuters, a Alemanha divulgou hoje sua inflação, que cresceu 3,1% no mês de julho, comparado com 2,1% em junho. Essa é maior alta nos preços nos últimos 13 anos na maior potência da União Europeia.

Com a divulgação dos dados, sindicatos trabalhistas já pressionam por aumentos salariais, visto que o poder de compra da população local está comprometida com a alta generalizada dos preços.

O cenário já era acompanhado por economistas do mundo todo, mas pode pressionar o mercado financeiro global nos próximos meses.

Neste sentido, o Bitcoin poderia surgir como um porto seguro e reserva de valor no mercado.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
LNBTC

Usuário avisa empresas sobre falha em serviços de custódia da Lightning Network

Reckless Satoshi, um usuário do Reddit, fez uma postagem relatando que serviços de custódia que trabalham com a Lightning Network tinha um ponto de...
Ethereum. (Imagem: Adobe Stock)

Pânico? R$6,6 bilhões em Ethereum saíram das exchanges na semana passada, R$4,2 bi voltaram...

Na quarta-feira passada, dia 15 de setembro, cerca de 363.240 ETH foram sacados de exchanges centralizadas, ontem, no entanto, 258.050 ether voltaram para endereços...
Mulher em pânico vendo gráfico do Bitcoin em queda medo China SP500

Risco de calote na China leva índice do bitcoin de volta ao medo

Alguns índices que medem do desempenho dos mercados acabaram mostrando uma realidade interessante. Dois que podem ser destacados são o Índice de Medo e...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias