Interesse do mundo pelo Bitcoin está prestes a disparar

Somente nas últimas 24 horas, o volume de negociação do ativo disparou em 2,6 bilhões de dólares.

Siga no

A incerteza e o panorama complicado sobre a economia mundial continuam por conta do coronavírus. E embora a pandemia da doença também tenha afetado o mercado de criptomoedas, há uma boa notícia com relação ao Bitcoin.

Apesar da queda massiva nos preços da moeda digital, há um volume de comercialização cada vez maior envolvendo a criptiomoeda. Além disso, o Google tem registrado cada vez mais buscas por este e outros ativos digitais.

Na prática, isso pode significar um verdadeiro boom para o Bitcoin e o criptomercado.

interesse bitcoin coronavirus
interesse bitcoin coronavirus

Somente nas últimas 24 horas, o volume de negociação do ativo disparou em 2,6 bilhões de dólares.

Este resultado colocou a criptomoeda novamente próxima ao maior valor volume médio negociado na Bitwise em sete dias, quando chegou a 3 bilhões de dólares. Além do resultado, na última sexta-feira (13) o índice registrou 5,7 bilhões de dólares, um dos maiores já vistos.

Alguns dos mercados globais de bitcoin também registraram seus maiores picos durante as últimas semanas, com recordes em várias nações.

Todos estes índices estão revelando um aumento no interesse global pela criptomoeda. Assim, apesar de ter sofrido grandes impactos recentemente, parece haver boas chances de se reerguer em breve. Parece que finalmente seu status de porto seguro de investimentos está se justificando para a maioria dos investidores.

Uma nova fase para o criptomercado?

Além desses aspectos, é importante somar a eles o fato de que, desde o final de fevereiro, a economia global começou uma trajetória de queda livre.

Países como Índia e Filipinas, além de vários locais na Europa, se depararam com valores fiduciários recorde na Paxful (corretora de criptomoedas).

E com relação a plataforma LocalBitcoins, lugares como Japão, Argentina e Egito foram capazes de alcançar os mais altos níveis de volume semanal do comércio através do dinheiro comum (fiduciário).

Em outras palavras, isso significa que as pessoas estão trocando dinheiro de papel emitido pelo estado, pela moeda digital.

Com o interesse cada vez maior pelo Bitcoin e o criptomercado, a diretora de marketing da Exchange BTSE, Lina Seiche, acredita que o pior da crise econômica global ainda não chegou.

Assim, ela afirmou que a instabilidade do sistema financeiro mundial exposta pelo coronavírus está resultando em uma pressão cada vez maior para os mercados.

Lina acredita que as características de liquidez e possibilidade de negociação do bitcoin podem o colocar em posição ainda mais importante dentro da economia global.

Levando em conta o fato da criptomoeda ser considerada por muitos a saída para períodos de inflação elevada e crises macroeconômicas, talvez este seja o impulso que o ativo precise para se tornar uma potência mundial.

E neste contexto, é possível que o varejo possibilite este processo.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Jeferson Scholz
Jeferson Scholz
Jornalista. Escrevi dois artigos acadêmicos publicados no congresso de comunicação INTERCOM, e fui diretor do documentário universitário "Planeta dos Desmortos - O Mito Zumbi".
Conheça MAx e Bitcoin, os dois bodes de Mark Zuckeberg

Mark Zuckerberg diz que tem um bode chamado Bitcoin e posta foto no Facebook

Mark Zuckerberg é um nome muito importante no setor de tecnologia, sendo o fundador e atual CEO do Facebook, a maior rede social do...

Dominância do Bitcoin cai para 43% e acende alerta no mercado

Uma série de criptomoedas alternativas (altcoins) estão chamando atenção de investidores devido a seus ganhos expressivos ao longo dos últimos meses, podemos destacar aqui...

Empresa cria solução de backup quase indestrutível para carteira Bitcoin

Proteger chaves de carteiras de criptomoedas é um ponto fundamental para garantir a segurança dos ativos digitais, pensando nisso, uma empresa brasileira desenvolveu uma...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias