Investidor de criptomoedas perde US $ 23 milhões em golpe de 2FA e processa operadora de telefonia americana AT&T

-

Siga no
Andrew Harrer | Getty Images
Andrew Harrer | Getty Images
Anúncio

Michael Terpin, um famoso investidor de criptomoedas norte-americano está processando a AT&T por negligência e fraude que, segundo ele, resultaram no roubo de milhões de dólares em tokens de sua conta.

Terpin afirma que a AT&T era sua operadora de telefonia quando os criminosos tiveram acesso a sua conta de celular para realizar uma fraude através da clonagem de número do cartão SIM (chip de celular).

A clonagem de SIM ocorre quando um número de telefone é transferido para outro chip SIM sem autorização do proprietário real.

Anúncio

Ter acesso a um número de telefone é um método muito usado de seqüestrar contas digitais. O Tecnoblog  publicou um artigo no ano passado explicando a ameaça.

O número de telefone roubado foi usado para hackear a conta de Terpin e, em 7 de janeiro, três milhões de criptomoedas foram roubadas, o equivalente a US $ 23,8 milhões (R$89 milhoes).

A queixa não especifica que tipo de criptomoedas Terpin tinha, mas dado que os preços caíram desde janeiro, os tokens roubados provavelmente valem muito menos agora.

Os golpistas roubaram os tokens e transferiram o saldo para hackers em outro país.

Terpin está processando a AT&T em US $ 23,8 milhões mais US $ 200 milhões em indenizações punitivas.

A AT&T disse à Reuters em comunicado que contestou essas alegações.

A queixa de Terpin diz: “O que a AT&T fez foi semelhante a um hotel dar à um ladrão com uma identidade falsa uma chave do quarto e uma chave para o cofre do quarto para roubar jóias no cofre do dono legítimo.”

O Bitcoin se tornou um nome popular em dezembro de 2017 quando atingiu uma alta histórica de quase US $ 20.000. Desde então, a criptomoeda perdeu cerca de 65% de seu valor e caiu mais de 50% neste ano

As criptomoedas são um fenômeno real com o qual as autoridades de todo mundo estão tendo que que lidar nos últimos meses.

De acordo com uma pesquisa feita pela cryptoaware, a indústria de criptomoedas perdeu entre 2011 e 2018 aproximadamente US $ 2,3 bilhões como resultado de hacks, esquemas ponzi, ataques de phishing e roubo de criptomoedas em todo o mundo.

Como se proteger ?

Tudo indica que Terpin utilizava autenticação de dois fatores (2FA) através de SMS.

Terpin alega em sua denuncia de 69 páginas apresentada no Tribunal dos EUA em Los Angeles, que, devido à “cooperação voluntária da AT&T com o criminoso”, a empresa cometeu negligência grave, violação de seus deveres estatutários e falha em cumprir seus compromissos em sua Política de Privacidade.

Terpin acredita que algum funcionário da AT&T agiu em conjunto na fraude.

No Brasil uma situação semelhante já aconteceu quando golpistas clonavam cartões SIM com a ajuda de funcionários das operadoras e pediam dinheiro aos contatos das vítimas.

A solução ? Não use autenticação de dois fatores atrelada ao SMS do celular. Prefira utilizar um aplicativo de 2FA como o Google Autenticator ou Authy.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Mateus Nunes
Mateus Nuneshttps://livecoins.com.br
Analista de Sistemas, aprendiz e entusiasta de criptomoedas e blockchain. Sugestão de pauta: [email protected]

Leia mais

Leia mais sobre:

Últimas notícias

Verifique o Saldo de Endereços Bitcoin

O Verificador de Saldo de Endereços Bitcoin já está disponível. Desenvolvido no Brasil, o aplicativo permite verificar facilmente o saldo de diversos endereços bitcoin...

USP participou na ONU de Blockchain Central UNGA

O estado de São Paulo foi representado na 75.ª Assembleia Geral da ONU na última semana, e com a participação da USP em um...

Corretora de criptomoedas perde R$ 1 bilhão após ser hackeada

A KuCoin, uma das maiores corretoras de criptomoedas do mundo perdeu US $ 200 milhões (R$ 1.1 bi) após ser hackeada. O ataque aconteceu...