Irã bane mineração de Bitcoin

Mineração já vinha passando por pressões na China e nos Estados Unidos, sendo o Irã mais um a "engrossar o caldo".

Siga no
Bandeira do Irã com seta branca
Bandeira do Irã

O Irã anunciou que está proibido a atividade de mineração de Bitcoin temporariamente até o mês de setembro. De acordo com o presidente Hassan Rouhani, as medidas entram em vigor imediatamente.

Afetado por sanções dos Estados Unidos, o Irã usa criptomoedas para negociar com outros países. Isso porque, como o Bitcoin tem rede descentralizada, sem governos proibindo suas transações, o país utiliza a moeda  para escapar da dura realidade imposta pelos embargos econômicos.

Apesar disso, o Irã sofre com problemas de apagões elétricos, devido ao alto consumo energético pela população. Ou seja, a mineração de Bitcoin poderia estar atrapalhando o bom funcionamento da rede.

Segundo informações publicadas pela Reuters, outro problema detectado pelo Irã é a falta de licenças na indústria. Como 85% das fazendas de Bitcoin não pediram às autoridades locais os seus registros, a situação seria ainda pior.

Com eleições presidenciais marcadas para o próximo mês, havia uma pressão enorme da sociedade iraniana para controlar os apagões. Além de atribuir o problema à mineração de Bitcoin, o governo ainda culpou a seca e o aumento da demanda pela população durante o verão.

País havia atraído mineradores da China, que terão agora que migrar novamente

Com a moeda digital sendo uma das maneiras de escapar das sanções impostas pelos Estados Unidos, o Irã diminuiu o custo da energia para mineradores que quisessem ir para o país.

Como a China reprime a mineração nos últimos anos, alguns chegaram a se mudar para o Irã, com incentivos do governo. Neste mês, a China voltou a reforçar medidas contra essa atividade, deixando claro que até punições serão aplicadas em quem descumprir medidas.

No entanto, quem havia migrado da China para o Irã deverá decidir: aguardar até o dia 22 de setembro para voltar a ligar suas máquinas ou migrar de país.

Com acusações graves contra o possível impacto ambiental da mineração, empresas dos Estados Unidos até criaram um Conselho nos últimos dias.

De qualquer forma, 4,5% dos Bitcoins são minerados no Irã, o que causa novas preocupações ao mercado. No início da manhã, o preço do Bitcoin chegou a subir novamente dos 40 mil dólares, mas despenca novamente após a novidade.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Gráfico de preço da Cardano em alta

Cardano líder em número de desenvolvedores? Não caia nessa!

Um estudo de atividades no GitHub, principal repositório do código-fonte das criptomoedas, mostrou a Cardano na liderança nos últimos 12 meses. Os dados foram...

DeFi: três setores de grande potencial

De acordo com dados da Messari, o volume trimestral das Corretoras Descentralizadas (DEXs) no final do segundo trimestre de 2021 foi de R$ 2...
Criptomoeda Tether com sinais vermelhos

Michael Burry faz alerta sobre criptomoeda Tether

O lendário trader Michael Burry compartilhou em seu Twitter que a criptomoeda Tether pode estar no meio da confusão da Evergrande na China. Vale notar...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias