CEO do JPMorgan diz que bitcoin é “inútil” e compara criptomoeda com cigarro

Apesar de criticar o Bitcoin, o banco não quer perder a oportunidade de ganhar o dinheiro de clientes que queiram investir em bitcoin para fugir da inflação.

Siga no
Banco JPMorgan
Banco JPMorgan - Reprodução/flickr

Os últimos dias têm sido repetitivos para Jamie Dimon, CEO do JPMorgan. Nesta segunda-feira (11), ele voltou a atacar o Bitcoin ao compará-lo com cigarros durante o encontro anual do Instituto de Finanças Internacionais.

Neste mesmo mês, Dimon já havia chamado de idiota quem pegava dinheiro emprestado para comprar Bitcoin, além de declarar que a moeda não teria valor intrínseco e que seria regulada de forma pesada.

Apesar disso, o banco continua ganhando dinheiro com o bitcoin enquanto seus clientes investem na moeda. Conforme relatório do próprio banco, seus clientes estão preferindo bitcoin ao ouro.

Nossos clientes são adultos

Embora o JPMorgan esteja trabalhando com Bitcoin e com a tecnologia blockchain, o seu CEO é uma das figuras mais contra às criptomoedas do mundo. Além de ter dito, novamente, que o Bitcoin não tem valor, Jamie comparou a moeda com cigarros quando questionado sobre seus clientes terem exposição ao Bitcoin.

“Eu também não acho que você deva fumar cigarro, mas nossos clientes são adultos.”

Apesar de seus clientes serem adultos, Jamie parece não ser. Quando a escassez do Bitcoin, devido ao seu limite máximo de moedas, foi posta na mesa, o bilionário mostrou que entende pouco sobre o Bitcoin.

“Eu vou apenas desafiar o grupo para outro ponto: como você sabe que o limite é 21 milhões? Todos vocês leram os algoritmos? Vocês todos acreditam nisso? Não sei, eu sempre fui um cético em relação a essas coisas.”

Bitcoin

Além de suas recompensas que diminuem pela metade a cada ~4 anos, tornando matematicamente impossível que o Bitcoin ultrapasse este limite, também há um arquivo especial que limita a quantidade de moedas em 21.000.000, embora o número real máximo seja de exatamente 20999999,97690000 BTC.

Política monetária do Bitcoin.

Número máximo de BTC. Fonte: Github

Crítico, mas nem tanto

Apesar de criticar o Bitcoin, o banco não quer perder a oportunidade de ganhar o dinheiro de clientes que queiram investir em bitcoin para fugir da inflação.

Segundo relatório do JPMorgan, publicado neste mês de outubro, grandes investidores estão vendendo ouro para comprar Bitcoin conforme ele está apresentando um melhor retorno.

Muitos críticos do Bitcoin já mudaram de lado, antes o chamavam de bolha e agora, após estudar o protocolo, acreditam que ele seja tanto um meio de pagamento quando uma reserva de valor sólida. Esperamos que o mesmo aconteça com Dimon.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Há mais de 5 anos trabalhando com criptomoedas, hoje escrevo artigos e notícias para o Livecoins.
Celular com aplicativo do PayPal, dinheiro digital

PayPal diz que brasileiros estão prontos para abrir mão do dinheiro físico

Uma pesquisa liberada pelo PayPal nesta segunda-feira (18) indica que os brasileiros estão prontos para abrir mão do dinheiro físico, também chamado de "em...
Encontro marcado pelo Tinder Bitcoin

Apaixonado do Tinder perde R$ 10 milhões em Bitcoin após cair em golpe

Um caso relatado pela Sophos mostra um esquema que começa em aplicativos de encontro, como Tinder, e acaba com corações partidos e carteiras vazias....
Ethereum RIP

Usuários de Ethereum pagaram R$ 5,5 bilhões em taxas nos últimos 30 dias

Segundo estatísticas apresentadas pelo Token Terminal, os usuários de Ethereum pagaram cerca de 1 bilhão de dólares em taxas nos últimos trinta dias. O...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias