CEO do JPMorgan: “Bitcoin não tem valor intrínseco e será regulado de forma pesada”

Em sua última declaração, ao ser perguntado se o Bitcoin é o ouro de tolo do futuro, Dimon respondeu que o bitcoin "não tem valor intrínseco, a moeda será regulada de forma pesada".

O CEO do JPMorgan, Jamie Dimon, voltou a atacar o Bitcoin durante uma entrevista à Axios da HBO. Segundo ele, os governos vão fazer tudo o que podem para barrá-lo.

Esta declaração de Dimon está sendo repetida desde 2014, na qual ele se mostra totalmente esperançoso de que os governos façam algo para banir a criptomoeda. Até agora, o único país a tomar medidas duras foi a China.

O grande problema é que uma regulamentação pesada despenderia muito dinheiro e seria pouco eficaz. As pessoas continuariam usando a moeda normalmente devido a sua descentralização e pseudo-anonimato. O Bitcoin nasceu justamente para não depender de governos.

Não é a primeira e não será a última vez

Seus ataques ao Bitcoin começaram em janeiro de 2014 durante uma entrevista à CNBC, dizendo que a moeda “é uma reserva de valor terrível, pode ser replicada e não tem estímulos de governos”. Além disso, Dimon comentou que a moeda é usada em atividades ilegais.

Um ano depois, em 2015, Dimon afirmou que o Bitcoin seria barrado por governos, já que nenhum deles iria apoiar uma moeda que não tem barreiras. “Não vai acontecer”, disse ele sobre o Bitcoin no Fortune Global Forum.

Em 2016, Dimon voltou a dizer que o “Bitcoin não vai a lugar nenhum, reafirmando o seu desgosto em relação a moeda.

Continuando sua saga, em 2017 o CEO do JPMorgan afirmou que demitiria qualquer empregado que estivesse negociando Bitcoin. Mais tarde, no mesmo ano, o JPMorgan se mostrou interessado em lançar um fundo de Bitcoin.

Seguido por declarações nos anos seguintes, na qual ele diz “não dar a mínima para o Bitcoin”, além de continuar com o discurso de que os governos vão barrar a moeda. Dimon também chamou de idiota aqueles que pegam dinheiro emprestado para comprar bitcoin.

A última, até agora

Em sua última declaração, ao ser perguntado se o Bitcoin é o ouro de tolo do futuro, Dimon respondeu que o bitcoin “não tem valor intrínseco, a moeda será regulada de forma pesada”.

Ao ser questionado se o governo deveria regular o Bitcoin, Dimon mostrou-se muito a favor disso, repetindo suas falas de quase uma década atrás, ainda acreditando que a moeda é usada por indivíduos maliciosos.

“Sim… Se as pessoas estão usando [BTC] para evasão fiscal, tráfico sexual e ransomware, será regulamentado, goste você ou não. Portanto, não é uma declaração moral. É uma declaração factual.”

Dimon parece estar um tanto sozinho nesta causa, já que até mesmo o Presidente do FED declarou que não tem intenção de barrar as criptomoedas. Além disso, qualquer moeda fiduciária também pode ser para atividades ilegais, mesmo com regulamentação.

Também é importante lembrar que mesmo após o banimento do Bitcoin pela China, a moeda continua ganhando espaço, especialmente em exchanges descentralizadas.

Apesar de governos estarem lutando de forma silenciosa em relação a atividades ilegais com o Bitcoin, uma regulamentação mais ampla e pesada pode não surtir muito efeito, mesmo em seu preço.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias