Lavrador perdeu com investimento duvidoso em Bitcoin

Idoso levou prejuízo em cerca de R$ 40 mil com possível pirâmide de São Paulo!

Siga no
Lavrador leva golpe de empresa usando imagem do Bitcoin
Lavrador leva golpe de empresa usando imagem do Bitcoin - Reprodução

O Bitcoin é uma moeda digital que funciona pela internet, e tem passado nos últimos anos por grande valorização. Ao receber uma proposta de investimento duvidoso, um lavrador idoso perdeu muito dinheiro, ao investir em uma promessa sem o conhecimento prévio.

Para quem busca conhecer o Bitcoin antes de colocar dinheiro nessa moeda, o caminho pode ser mais seguro. Entretanto, para aquelas pessoas que mergulham na moeda sem buscar conhecer seus fundamentos, há uma grande chance de se deparar com um golpe em seu caminho.

Isso porque, o Bitcoin não é um esquema de enriquecimento rápido, muito menos oferece ganhos certos. Contudo, empresas têm surgido no mercado, usando a imagem do Bitcoin, para dar golpes em investidores que acreditam em rendimentos fixos mensais.

Lavrador perdeu R$ 40 mil em investimento duvidoso que usava imagem do Bitcoin, inquérito policial aberto contra empresa

Há alguns anos os brasileiros passam por problemas quando buscam soluções de investimentos. Sendo pouco popular a busca por investimentos no país ainda hoje, a poupança continua sendo a preferência da população para deixar suas reservas.

Nos últimos meses, contudo, o Banco Central do Brasil diminuiu as taxas de juros, que afetou duramente o rendimento da poupança. Dessa forma, muitos brasileiros buscaram investimentos alternativos para obter algum rendimento extra com seu dinheiro. Esse cenário aumenta os riscos para investimentos nas chamadas pirâmides financeiras.

Esses esquemas certamente se aproveitam de assuntos em alta para perpetuar golpes em redes. No Brasil, ficou famoso os casos das pirâmides com avestruz, boi, telefonia (Telexfree), entre outros.

Nos últimos três anos, as pirâmides passaram a mirar o Bitcoin, uma moeda digital que funciona pela internet. Como o Bitcoin teve uma imensa valorização de mercado, golpistas conseguiram criar uma narrativa perfeita para passar uma imagem de sucesso com investimentos.

Uma das empresas que teria utilizado o Bitcoin para dar golpes é a E-Bit FX, com sede em Araçatuba, São Paulo. No final de 2019, a Polícia Civil (PC/SP), deflagrou a operação “Lucro Fácil” contra essa empresa, apreendendo computadores e bens na sede.

Após a repercussão do caso, vários processos começaram a chegar na justiça, além de boletins de ocorrência na polícia. Um inquérito policial já foi aberto, e um lavrador que supostamente perdeu R$ 40 mil com investimento duvidoso foi mais um a registrar boletim contra a E-bit FX.

Idoso investiu cerca de R$ 90 mil, mas perdeu metade do investimento

De acordo com o portal local de Araçatuba, Folha da Região, o lavrador, um idoso de 76 anos, perdeu no investimento duvidoso a metade do seu dinheiro. Isso porque, ao investir R$ 88 mil na E-Bit FX, ele conseguiu realizar o saque de R$ 42 mil. Esse saque teria sido feito em parcelas, totalizando seis parcelas de R$ 7 mil cada.

Na última terça-feira (28), o idoso teria procurado, com um advogado, uma delegacia de polícia. Como não tem recebido desde o final do ano os rendimentos de 8% ao mês que lhe foram prometidos, resolveu registrar um boletim contra a empresa. A E-bit FX já é alvo de inquérito policial, mas o lavrador também solicitou a abertura de mais um contra a suposta pirâmide.

Chama atenção deste caso é que a E-Bit FX abriu um CNPJ e colocou como capital social o valor de R$ 5 bilhões. Ou seja, qualquer cliente interessado em investir no negócio, e que consultasse seu CNPJ, veria que a empresa teria uma suposta quantia bilionária em caixa. Contudo, ao solicitar os saques, a empresa tem dificultado a vida dos investidores.

A Polícia Civil estima que os prejuízos de investidores que acreditaram na E-Bit FX superem os R$ 5 milhões. Seriam centenas de investidores que acreditaram no negócio no interior de São Paulo e lutam para reaver seu dinheiro. A empresa tem como proprietário um empresário da cidade de Birigui, que é investigado e já foi alvo de operação policial.

Por fim, o caso pode ser mais um que a Polícia Civil tem apurado no estado de São Paulo, que viu casos suspeitos florescer no último ano. Casos semelhantes, que são alvos de inquéritos no estado, são os da BWA Brasil e Genbit, ambas que também teriam causado prejuízos em investidores.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

A China é para o bitcoin o que a Dilma foi para o movimento...

Há quem acredite que os maiores precursores e catalisadores do movimento libertário no Brasil foram pessoas como Daniel Fraga, Raphael Lima (Ideias Radicais) ou...
Bitcoin dentro de livro criptomoeda blockchain vocabulário

Academia Brasileira de Letras inclui “criptomoeda” em vocabulário atualizado da língua portuguesa

Mais um vocabulário brasileiro adiciona o termo "Criptomoeda", reconhecendo assim na língua portuguesa a palavra que tanto chama atenção dos brasileiros nos últimos anos. No...
Mineração de Bitcoin minerador

Leilão da Receita tem equipamento de minerar Bitcoin a partir de R$ 500

A Receita Federal do Brasil abriu leilão de equipamentos de mineração de Bitcoin que foram apreendido no Aeroporto Internacional de Viracopos, Campinas (SP). Vale o...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias