Essa semana aconteceu em Florianópolis o The Developer’s Conference (TDC2018), o maior evento brasileiro sobre inovaçào e tecnologia, com trilhas sobre Big Data, IoT, Inteligência Artificial, Data Science, Projetos, Cloud, Gestão de Projetos e muitas outras temáticas. Foram 7000 inscritos e mais de 400 palestras em 4 dias de evento.

Uma das trilhas mais disputadas foi a de Blockchain, que contou com um dia repleto de boas apresentações, bem como um hackathon com workshops técnicos e desenvolvimento de soluções utilizando a plataforma. Registro alguns dos insights mais interessantes dessa trilha.

LIGHTNING NETWORK (LN)

Uma ótima palestra do Domenico Lerário da Econobit mostrou os avanços da implementação dessa sidechain do Bitcoin que vai turbinar a rede e permitir microtransações de forma instantânea.

Um dos aspectos interessantes da LN é que sua arquitetura está preparada para transações menores ainda do que 1 Satoshi, o que será fundamental para o Bitcoin ganhar escala e ser aplicado em microtransações no dia a dia (lembre sempre da história de pagar o cafezinho com Bitcoin).

Em essência, a LN vai permitir a realização de transações off-chain, ou seja, transações que não precisam ser validadas e registradas na blockchain do Bitcoin, ainda que todos os atributos de confiança distribuída e segurança não serão perdidos.

Como isso vai funcionar? Bom, se o Beto possui uma carteira LN com saldo e já fez transações com a Ana uma fez, ele pode fazer transações recorrentes agora sem precisar validar tudo na Blockchain do Bitcoin. E mais, se a Ana já fez transações com a cafeteria da esquina, Beto também pode utilizar este canal e pagar por um café utilizando a LN sem precisar passar pelo processo on-chain do Bitcoin.

Esse é o conceito de canais de pagamento, e aqui se aplica perfeitamente a teoria de que o valor da rede é exponeicial em relação a quantidade de nós. O potencial de ganho de escala é muito grande com o uso da LN.

Muito interessante entender como a LN vai funcionar, e um comparativo entre a rede Bitcoin Core foi apresentado. Para fazer o uso dessa sidechain, vc precisa de uma carteira LN e fazer uma transação on-chain, recarregando sempre que necessário. As transações na LN são instantâneas.

A minha aposta é de que com os avanços da LN o problema de escala do Bitcoin encontra uma potencial solução, e com isso mais estabelecimentos passarão a aceitar o Bitcoin como meio de pagamento, e isso certamente vai influenciar positiamente o valor da moeda no mercado.

JON “MADDOG” HALL

Uma das palestras mais esperadas no TDC foi a de Jon “Maddog” Hall. Com um posicionamento muito interessante defendendo o uso de OpenSource para as implementações das tecnologias de blockchain e de criptomoedas, Jon apresentou o projeto de mini coputadores Caninos Loucos (caninosloucos.org), em parceria com a USP e que promete revolucionar esse mercado dos mini computadores.

Além disso, “Maddog” apresentou Subutai, uma plataforma Cloud P2P que pode ser utilizada para computação em nuvem, mineração de criptomoedas e soluções baseadas em blockchain. Tive a oportunidade de participar de um hands-on na plataforma Subutai, parece bem interessante.

Jon “Maddog” Hall é membro do Board of the Linux Professional Institute. Desde 1969, “Maddog” (como ele prefere ser chamado) tem sido programador, designer e administrador de sistemas, gerente de produto, gerente de marketing técnico, autor e educador e atualmente trabalha como consultor. Sr. Hall se dedica ao sistema Unix desde 1980 e ao sistema Linux desde 1994, quando ele conheceu Linus Torvalds e reconheceu a importância comercial do Linux, Free e Open Source Software.

MAIS SOBRE O MUNDO CRIPTO

A trilha de blockchain ainda contou com uma palestra e um workshop da IBM com a plataforma Hyperledger, muito interessante, para construção de contratos inteligentes. O potencial é muito grande de expansão de soluções nessa direção.

Um hackathon também foi organizado, e os grupos pueres dedicar um dia inteiro para preparar soluções utilizando blockchain como tecnologia principal. Você já parou para pensar na quantidade de aplicações reais que a blockchainvai viabilizar? Dê uma olhada na imagem a seguir apenas para ter uma ideia:

O evento foi muito interessante e mostrou mais uma vez o potencial das criptomoedas e da blockchain para causar disrupção em muitos mercados. Haverá uma evolução muito grande durante os próximos dois anos.

O próximo grande encontro sobre o tema é o Bitconf, que está sendo amplamente divulgado aqui neste portal.