Machine Learning vai procurar pump e dump

Caça as bruxas com robôs!

Siga no

O mercado das criptomoedas possuem uma característica de ser transparente, e para isso a comunidade mundial se envolve em criar ferramentas para monitorar e previnir problemas e fraudes.

Os infâmes grupos de pumps e dumps, que ficaram muito conhecidos no fim de 2017 e começo de 2018, são alguns dos problemas que pretendem ser combatidos com o uso de tecnologia.

Para isso, pesquisadores da Inglaterra estão criando uma aplicação com a utilização de Machine Learning para previnir que tais atos desonrosos aconteçam nos mercados de criptmoedas.

Tais práticas já levaram muitos investidores a terem prejuízos, visto que a manipulação de mercado, que é combinada previamente, não é saudável e tende a ter vítimas em seu caminho.

Com o mercado com mais de 4 mil criptomoedas e tokens a dificuldade de combate a tais práticas fica cada dia mais difícil, e é por isso que o Machine Learning pode ajudar a previnir e combater esses scams.

O robô que está buscando as práticas maliciosas foi colocado em teste em seis ocasiões, do qual detectou cinco problemas. A taxa de acerto do bot foi satisfatória com isso, o que pode ajudar o mercado a combater práticas indesejadas.

O resumo do estudo está disponível na página do  MIT Technology Review desde o dia 04 de dezembro, e na íntegra para quem tiver o interesse no Arxiv, com o nome de “Anatomia das Criptomoedas – Esquemas de Pump e Dump”.

A pesquisa aponta que a prática movimenta mais de U$ 7 milhões mensal no mercado cripto.

Um dos casos analisados pela equipe, a criptomoeda BVBCoin estava valendo cerca de 35 satoshis no início do movimento, e que após 18 segundos chegou a valer 115 satoshis. Quem ficou mais do que 18 segundos na atividade entretanto dificilmente obteve lucro.

O destaque é que a moeda estava com este valor de mercado estável a cerca de um ano, ou seja, o pump da mesma só ocorreu devido a manipulação e prejuízo de muitos. No momento da escrita desta, a mesma estava valendo 19 satoshis na exchange Cryptopia.

Os pesquisadores alertam ainda que as táticas dos agentes maliciosos podem mudar ao se deparar com a nova realidade, e que é difícil imaginar que golpes com criptomoedas desapareçam tão cedo.

O Bitcoin não é uma pirâmide financeira e nem um esquema de enriquecer as pessoas, o mesmo foi criado para ser uma moeda internacional sem fronteiras, e ficar longe de esquemas duvidosos é o melhor que os investidores podem fazer.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

“Bitcoin não me atrai”, diz André Esteves do BTG Pactual em áudio vazado

Um áudio vazado de uma conversa de André Esteves, banqueiro do BTG Pactual, deixou claro a opinião dele sobre o Bitcoin como um investimento. O...
Dúvida sobre o Bitcoin ser caçado pela China

China pode estar planejando cancelar proibição do Bitcoin

A China tem sido um dos países que mais aparece nos holofotes do setor financeiro, seja ele o tradicional ou então o criptomercado. Com...

Alemanha vai leiloar R$ 75,2 milhões em Bitcoin

O leilão de criptomoedas realizados por diferentes governos tem sido algo cada vez mais comum, e desta vez um estado da Alemanha vai leiloar...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias