Machine Learning vai procurar pump e dump

Caça as bruxas com robôs!

-

Siga no

O mercado das criptomoedas possuem uma característica de ser transparente, e para isso a comunidade mundial se envolve em criar ferramentas para monitorar e previnir problemas e fraudes.

Os infâmes grupos de pumps e dumps, que ficaram muito conhecidos no fim de 2017 e começo de 2018, são alguns dos problemas que pretendem ser combatidos com o uso de tecnologia.

Para isso, pesquisadores da Inglaterra estão criando uma aplicação com a utilização de Machine Learning para previnir que tais atos desonrosos aconteçam nos mercados de criptmoedas.

Tais práticas já levaram muitos investidores a terem prejuízos, visto que a manipulação de mercado, que é combinada previamente, não é saudável e tende a ter vítimas em seu caminho.

Com o mercado com mais de 4 mil criptomoedas e tokens a dificuldade de combate a tais práticas fica cada dia mais difícil, e é por isso que o Machine Learning pode ajudar a previnir e combater esses scams.

O robô que está buscando as práticas maliciosas foi colocado em teste em seis ocasiões, do qual detectou cinco problemas. A taxa de acerto do bot foi satisfatória com isso, o que pode ajudar o mercado a combater práticas indesejadas.

O resumo do estudo está disponível na página do  MIT Technology Review desde o dia 04 de dezembro, e na íntegra para quem tiver o interesse no Arxiv, com o nome de “Anatomia das Criptomoedas – Esquemas de Pump e Dump”.

A pesquisa aponta que a prática movimenta mais de U$ 7 milhões mensal no mercado cripto.

Um dos casos analisados pela equipe, a criptomoeda BVBCoin estava valendo cerca de 35 satoshis no início do movimento, e que após 18 segundos chegou a valer 115 satoshis. Quem ficou mais do que 18 segundos na atividade entretanto dificilmente obteve lucro.

O destaque é que a moeda estava com este valor de mercado estável a cerca de um ano, ou seja, o pump da mesma só ocorreu devido a manipulação e prejuízo de muitos. No momento da escrita desta, a mesma estava valendo 19 satoshis na exchange Cryptopia.

Os pesquisadores alertam ainda que as táticas dos agentes maliciosos podem mudar ao se deparar com a nova realidade, e que é difícil imaginar que golpes com criptomoedas desapareçam tão cedo.

O Bitcoin não é uma pirâmide financeira e nem um esquema de enriquecer as pessoas, o mesmo foi criado para ser uma moeda internacional sem fronteiras, e ficar longe de esquemas duvidosos é o melhor que os investidores podem fazer.

Saiba tudo sobre:
Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Anúncio

Bitcointrade - 95% dos depósitos aprovados em até 30 minutos!

Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em 5 minutos!

Complete seu cadastro em 5 minutos!
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Caju santos golpe Bitcoin

Jogador do Goiás Esporte Clube toma calote de R$ 200 mil da BWA Brasil

O jogador de futebol Wanderson de Jesus Martins, lateral-esquerdo do Goiás Esporte Clube, tomou um calote de R$ 200 mil da BWA Brasil. A...
Consórcio Brasil Central - BrC

Secretário do Brasil Central conhece sistema blockchain russo

Fundado em 2015, a Associação Pública de natureza autárquica chamada Consórcio Interestadual de Desenvolvimento do Brasil Central (BrC) é uma referência no país. Nos...
Novo vírus para Android mira brasileiros

Vírus brasileiro captura Bitcoin de vítimas pelo mundo

Em meio a pandemia do novo coronavírus, as ameaças cibernéticas aumentaram em todo o mundo. Um vírus brasileiro, detectado por especialistas em segurança digital,...