Maduro anuncia bolívar digital e autoriza abertura de contas em dólares

Com tom misterioso, mas efusivo, Maduro anunciou o bolívar digital, mas sem dar qualquer tipo de explicação.

Siga no
MAduro conclama o povo a apostar na nova economia com o Bolívar digital. Imagem: VTV
MAduro conclama o povo a apostar na nova economia com o Bolívar digital. Imagem: VTV

Os planos de Nicolás Maduro de digitalizar a economia da Venezuela parecem estar avançando, com o anúncio do que ele apresentou como um “bolívar digital”, iniciativa que prometeu explicar nos próximos dias.

Ele garantiu que este projeto, do qual não quis dar muitos detalhes, se enquadra no que chama de rota da economia digital.  Ele disse que será “uma boa surpresa para a economia, para o povo”.

Depois de prometer um 2021 que seria marcado por uma economia 100% digital na Venezuela, Maduro parece estar preparando mais ferramentas digitais que atendam ao seu objetivo.

Bolívar digital

No que foi a primeira entrevista que Maduro deu este ano, ele anunciou que tentará viver sem papel-moeda ou dinheiro. Na quarta-feira (24) o presidente da Venezuela disse que seu governo tinha “uma surpresa” ao se referir ao “bolívar digital”.

Não ficou claro se o “bolívar digital” corresponde a uma nova criptomoeda promovida por Maduro, como a Petro, ou se ela é uma moeda digital do banco central (CBDC), ou seja, uma versão digital do dinheiro nacional que está sendo explorada e testada por diferentes países em todo o mundo.

“No ano passado conseguimos chegar a 77% da digitalização da economia. Propus para o ano de 2021, 100% da digitalização da economia”, disse ele.

“Temos uma surpresa: o bolívar digital”, resumiu Maduro, em discurso transmitido pela Venezolana de Televisión (VTV).

Neste momento, surgiram várias dúvidas sobre o que acontecerá com a moeda digital centralizada Petro, que apesar das tentativas e decretos, não conseguiu se desenvolver no ecossistema financeiro da Venezuela, já que tem pouca usabilidade.

Contas em moeda estrangeira

Maduro também autorizou a abertura de contas em dólares, euros ou outras moedas estrangeiras na Venezuela.

Apesar de não ter descartado completamente o bolívar como moeda oficial do país, Maduro explicou que os dólares, e outras moedas estrangeiras, serão formalmente anexadas ao mercado venezuelano.

“Temos uma economia de resistência que se fundou, que encontrou seu escape na economia de moedas. Por isso autorizei a abertura de contas em moedas conversíveis”, justificou.

“Qualquer pessoa pode abrir uma conta em dólares, pode abri-la com zero dólares e depois contribuir com o que quiser. O sistema de pagamento permite movimentar as duas moedas”, acrescentou Maduro.

Ele garantiu que em um mês foram abertas 20 mil contas bancárias em moeda estrangeira. Como exemplo de coexistência de moedas, ele mostrou o cartão do Banco del Tesoro, o Debit Plus.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.
Idoso segurando Bitcoins aposentadoria

Empresa passa a oferecer aposentadoria com Bitcoin

Uma parceria entre três empresas do mercado de criptomoedas possibilitou a criação de um produto de aposentadoria com Bitcoin. Os planos de aposentadoria, normalmente chamados...

Líder de pirâmide com Bitcoin é solto e volta a aplicar golpes prometendo lucros

Mesmo depois de ter sido preso e indiciado pela Polícia Civil, o dono da pirâmide financeira "Medina Bank", Izaltino Medina Filho, de 60 anos,...

Modelo do Instagram vende seu “amor” em forma de criptomoeda

O mercado dos tokens não-fungíveis (NFTS) realmente se tornou uma grande moda nos últimos meses, sendo uma forma que muitos escolheram para vender peças...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias