Mastercard anuncia plataforma para testar moedas digitais

A ferramenta, de acordo com comunicado enviado à imprensa, dá aos bancos a possibilidade simular a emissão de moedas digitais, bem como a distribuição e a troca de criptomoedas entre as instituições.

Siga no
mastercard e moedas digitais
Foto: Pixabay

A Mastercard lançou nesta quarta-feira (9) uma plataforma que ajuda bancos centrais do mundo a testarem o uso das CBDCs (sigla em inglês para Moedas Digitais de Bancos Centrais).

A ferramenta, de acordo com comunicado enviado à imprensa, dá aos bancos a possibilidade de simular a emissão das moedas digitais, bem como a distribuição e a troca de criptomoedas entre as instituições.

Além disso, a ferramenta também mostra como consumidores podem usar ativos digitais para pagar por bens e serviços em lugares que aceitam a bandeira Mastercard.

Plataforma apoia os bancos centrais na tomada de decisões, disse vice-presidente de ativos digitais

Para Raj Dhamodharan, vice-presidente executivo de ativos digitais e produtos de Blockchain da multinacional de pagamentos, a novidade deve dar um “empurrão” no desenvolvimento das moedas digitais.

“A Mastercard está impulsionando a inovação com o setor público, bancos, fintechs e empresas de consultoria na exploração de CBDCs, trabalhando com parceiros alinhados aos nossos valores e princípios fundamentais”, falou, no comunicado enviado aos jornalistas.

“Essa nova plataforma apoia os bancos centrais na tomada de decisões agora e no futuro sobre o caminho a seguir para economias locais e regionais”, complementou Dhamodharan.

Bancos Centrais do mundo discutem criação de moedas digitais

O anúncio da empresa vem na esteira das discussões sobre o desenvolvimento de moedas digitais.

De acordo com pesquisa do Bank for International Settlements (BIS), publicada em 2019, cerca de 80% dos bancos centrais do planeta estão envolvidos na criação de criptomoedas próprias.

Ainda segundo o mesmo levantamento do BIS, cerca de 40% das instituições bancárias ouvidas já progrediram nas pesquisas sobre a criação de moedas digitais.

Brasil deve lançar moeda digital própria até 2022

O Brasil é um dos países que encabeçam a lista de nações que trabalham para criar uma moeda digital nacional.

Conforme notícia publicada pelo Livecoins na semana passada, o presidente do BC (Banco Central), Roberto Campos Neto, disse que uma criptomoeda brasileira pode ser lançada em 2022.

Vale lembrar ainda que em agosto deste ano o BC (Banco Central) criou um grupo de trabalho para discutir a emissão da moeda digital brasileira.

Os integrantes desse grupo, de acordo com a instituição, estão discutindo um modelo para a criptomoeda nacional, bem como identificando possíveis riscos e benefícios associados a essa nova tecnologia.

Além das conversas em torno da criptomoeda brasileira, o BC também tem trabalhado para digitalizar o sistema financeiro nacional. Uma das ferramentas que ajudará nesse processo é o PIX, sistema que permitirá pagamentos em até 10 segundos.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Lucas Gabriel Marins
Jornalista desde 2010. Escreve para Livecoins e UOL. Já foi repórter da Gazeta do Povo e da Agência Estadual de Notícias (AEN).

Debate Descentralizado: stablecoins podem impactar outras criptomoedas

As stablecoins são possivelmente um dos pilares do mercado de criptomoedas atualmente. O USDT, por exemplo, é usado como medidor de demanda por investidores....
Trade na Uniswap baleia

Criador da Uniswap quer melhorar negociações de baleias Ethereum

Hayden Adams, o criador da Uniswap quer implementar uma melhoria para as negociações de baleias de Ethereum. Um estudo está sendo feito em conjunto...
US Marshals na vigilância do telhado bitcoin

Polícia americana contrata empresa para armazenar bitcoins apreendidos

A polícia dos Estados Unidos quer guardar os bitcoins apreendidos em operações e para isso, contratou uma empresa especializada, a Anchorage Digital. De acordo com...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias