Mastercard compra empresa de rastreamento de criptomoedas

Além disso, a Mastercard também tem parcerias com as exchanges Gemini, BitPay e Uphold, com foco na disponibilização de cartões aos usuários das mesmas.

Siga no
Empresa Mastercard, emissora de cartões
Empresa Mastercard - Foto: Marco Verch

A Mastercard acaba de comprar a CipherTrace, empresa focada no rastreamento de criptomoedas que ajuda outras companhias com questões relacionadas a segurança e fraude.

A aquisição da gigante no setor de pagamentos é uma aposta em um setor das criptomoedas que é pouco comentado, o de segurança. Tanto pessoas físicas quanto empresas sofrem com roubos e outros tipos de fraudes, desde 2011. Na lista dos maiores roubos de criptomoedas da história, é possível encontrar quantias maiores que 850.000 BTC em um único roubo.

E a história continua se repetindo até os dias atuais.

CipherTrace

O papel da CipherTrace é prevenir e remediar estes tipos de acontecimentos. Um dos clientes da empresa é a corretora Binance, através desta parceria a corretora pode usar os serviços da CipherTrace para prevenir que criminosos a usem como um meio de limpar os seus rastros após cometer um crime, como um hack em um protocolo de DeFi.

A empresa vai muito além de oferecer serviços a exchanges de criptomoedas, ela também trabalha com grandes bancos, reguladores governamentais e outras instituições financeiras. Bem como também atua em cima de várias blockchains diferentes.

Há cerca de um ano, a CipherTrace também afirmou que foi a primeira empresa a criar um sistema que conseguia rastrear transações de Monero (XMR), uma criptomoeda que é muito utilizada como um ponto final por quem deseja sair do radar. Muitas dessas conversões e transações de XMR são de atividades ilegais.

Mastercard

A Mastercard, que está presente em mais de 210 países e está no setor de pagamentos há 55 anos, sabe que a segurança é fundamental tanto para usuários quanto empresas. A entrada da Mastercard no setor das criptomoedas, mesmo que nos bastidores, pode gerar mais confiança a novos usuários que hoje não se sentem confortáveis em usar exchanges. Aumentando assim o alcance do Bitcoin.

Este não é o primeiro investimento da Mastercard no ramo das criptomoedas, em julho deste ano a empresa criou o Start Path, um programa para acelerar o desenvolvimento de startups relacionadas a criptomoedas.

Além disso, a Mastercard também tem parcerias com as exchanges Gemini, BitPay e Uphold, com foco na disponibilização de cartões aos usuários das mesmas.

A estratégia da Mastercard em aumentar sua posição no mercado de criptomoedas através do setor de segurança parece ser uma ótima notícia para todos do setor. Tanto pessoas quanto empresas e governos poderão se sentir mais seguros em relação ao uso e aceitação de criptomoedas.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Há mais de 5 anos trabalhando com criptomoedas, hoje escrevo artigos e notícias para o Livecoins.
Praia do Forte em Cabo Frio pirâmide com Bitcoin

Eagle Eyes, empresa do “Pastor do Bitcoin” em Cabo Frio suspende saques

A empresa Eagle Eyes, que operava com sede na cidade de Cabo Frio (RJ), é mais uma possível pirâmide usando a imagem das criptomoedas...

Segunda maior pool de Ethereum encerra atividades devido a restrições na China

A SparkPool, segunda maior pool de mineração de Ethereum, anunciou que encerrará suas atividades no dia 30 deste mês. Hoje a pool é responsável...

Empreendedores vs investidores, quem ganhou mais dinheiro com criptomoedas?

Qual será a melhor estratégia para ganhar dinheiro, investir direto em criptomoedas ou empreender em setores essenciais relacionados a elas? Neste artigo faremos um comparativo...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias