Mbappé, do PSG, é associado a golpe com Bitcoin

Astro do futebol francês nega envolvimento!

Siga no
Mbappé, jogador do PSG
Mbappé, jogador do PSG - Reprodução

O jogador do PSG Kylian Mbappé, foi associado a uma empresa que divulga rendimentos milagrosos com Bitcoin na internet. Mbappé é ao lado de Neymar Jr. um dos principais nomes da equipe francesa.

De fato, o milagre da multiplicação é oferecido para as pessoas utilizando a imagem do jogador. Em 2019, Mbappé teve sua conta no Twitter hackeada, e foi utilizada para o mesmo propósito: dar golpe com Bitcoin.

Hacker segurando criptomoeda Bitcoin
Hacker segurando criptomoeda Bitcoin

O jogador, entretanto, nega que tenha alguma relação com a fraude, assim como o clube pelo qual joga, o PSG. Tanto Mbappé quanto o PSG já buscaram a justiça francesa para acionar a empresa e pedir a desvinculação das suas imagens.

Kylian Mbappé é o “fenômeno” da França, importante jogador do PSG, porém, não oferece rendimentos com Bitcoin

O Bitcoin é uma moeda digital que não pertence a nenhum país ou banco central. Sua emissão e funcionamento depende apenas de seus usuários, que podem utilizar essa moeda pela internet de qualquer lugar do mundo.

Como é uma moeda que se valorizou bastante em relação ao Dólar nos últimos anos, passou a ser alvo de fraudes e golpistas. Promessas de rendimentos garantidas, pirâmides financeiras, entre outros, foram construídos ao redor do Bitcoin.

Dólar físico e Bitcoin Digital
Dólar físico e Bitcoin Digital

Para legitimar os golpes, seus idealizadores buscam utilizar a imagem de pessoas famosas, para passar credibilidade. A última vítima é Kylian Mbappé, jogador do PSG e parceiro de clube do brasileiro Neymar Jr.

De acordo com o jornal francês L’Equipe, Mbappé nega envolvimento com a empresa que tem divulgado sua imagem. Sua equipe, o PSG, também comprou a briga, indo em busca de justiça.

PSG e Mbappé acionam na justiça empresa que comete fraudes

O L’Equipe divulgou que recentemente Mbappé e o PSG foram a um tribunal para buscar justiça contra a empresa que comete fraudes usando sua imagem. As campanhas feitas usando o jogador dá conta que um investidor ficaria milionário entre três e quatro meses.

“O atacante do PSG e a equipe da França recentemente foram ao tribunal depois de ver sua imagem e seu nome usados, sem seu conhecimento, para exaltar os méritos dos investimentos, mais do que duvidosos, em criptomoedas”, aponta L’Equipe

A polícia francesa já investiga a fraude atribuída ao jogador e sua equipe. Além disso, Mbappé declara que nunca deu entrevistas a nenhuma campanha de criptomoedas, uma vez que os golpistas têm afirmado que ele tenha feito.

Golpes com criptomoedas estão caindo em desuso, aponta Instituição da Europa

De acordo com o portal de notícias MSN, os golpes com criptomoedas foram comuns na Europa em 2019. A Autoridade de Mercados Financeiros aponta que em 2018, £55 milhões foram roubados com a prática. Em 2019, mais que £30 milhões foram levados.

Contudo, a modalidade de golpes com criptomoedas mostra que está caindo em desuso, segundo apontou o MSN. Isso porque, o foco dos golpes está se concentrando em vinhos e vacas leiteras.

Os pesquisadores afirmam que as criptomoedas caíram um pouco em desuso e que agora os golpistas estão propondo investimentos em outros produtos, como ótimos vinhos, bebidas e até vacas leiteiras.

Golpes de Pirâmide na Europa têm usado vacas-leiteiras, 30% ao mês de leite?
Golpes de Pirâmide na Europa têm usado vacas-leiteiras, 30% ao mês de leite?

Muitas pessoas ligadas ao futebol já foram associadas a golpes com Bitcoin, como os ex-jogadores brasileiros Roberto Carlos, Ronaldinho Gaúcho e Cafu. Além destes, personalidades como o bilionário brasileiro Jorge Paulo Lemann já tiveram sua imagem associada a um golpe chamado Bitcoin Revolution.

“Segundo pesquisadores franceses, esse tipo de enredo usa a boa imagem das celebridades para convencer os investidores a investir seu dinheiro nesse tipo de moeda virtual”, apontou MSN

Leia mais sobre:
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Uganda desliga internet, comércio de bitcoins para de funcionar

Na véspera das eleições presidenciais, o governo da Uganda bloqueou, sem avisar, a Internet de toda população. Isso ocorreu depois de os ugandeses contornarem...

“Gaste o máximo que puder, e depois um pouco mais”, diz FMI aos governos...

A diretora do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, prevê que pode levar até dois anos para que a economia global retorne aos níveis...

Biden começa campanha de marketing trilionária para o Bitcoin

Um dos principais motivos pelo qual o preço do Bitcoin valorizou mais de 300% em 2020 foi a iniciativa do Banco Central dos EUA...

Cotações por TradingView

Últimas notícias

“Gaste o máximo que puder, e depois um pouco mais”, diz FMI aos governos do mundo todo

A diretora do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, prevê que pode levar até dois anos para que a economia global retorne aos níveis...

Biden começa campanha de marketing trilionária para o Bitcoin

Um dos principais motivos pelo qual o preço do Bitcoin valorizou mais de 300% em 2020 foi a iniciativa do Banco Central dos EUA...

“Bitcoin me fez perder a sanidade”, diz jovem que perdeu R$ 5.8M e agora depende de auxilio do governo para sobreviver

Em 2020 o Bitcoin certamente deixou muitos investidores felizes, várias pessoas tiveram seus investimentos valorizados em cerca de 400%. Aqueles que decidiram investir logo...

Institucionais no Bitcoin, quem são? Por que compraram?

Nos últimos meses, pipocou na mídia o nome de diversos gestores e firmas de investimento institucionais que embarcaram no Bitcoin. Mas afinal, quem são...

Em Portugal, caso Telexfree termina sem culpados: “vítimas sabiam que era esquema”

A Telexfree foi uma das maiores pirâmides do Brasil, causando um prejuízo estimado na casa dos bilhões em cerca de 2 milhões de clientes....