McDonald’s sugere que causou alta de preço do Bitcoin

Será que o impacto da rede de restaurantes é tão poderoso assim?

Moeda de Bitcoin substituindo o B de Big Mac, lanche popular do McDonalds
Moeda de Bitcoin substituindo o B de Big Mac, lanche popular do McDonalds

O McDonald’s sugeriu em seu perfil oficial que foi responsável pela alta de preço do Bitcoin no mercado, após interagir com a comunidade publicamente. A rede de restaurantes interagiu com certa frequência nas últimas semanas com a comunidade de criptomoedas e isso acabou causando situações inusitadas.

Uma delas foi inclusive protagonizada pelo bilionário e mais rico do mundo Elon Musk, que chegou a afirmar que comeria um lanche em rede nacional se o McDonald’s começasse a aceitar Dogecoin como meio de pagamento.

Em resposta ao magnata, o McDonald’s disse que aceitaria apenas uma criptomoeda chamada “GrimaceCoin”, que não existia, mas acabou sendo criada rapidamente por golpistas e valorizou artificialmente.

De qualquer forma, o McDonald’s já lançou até um NFT na China e segue de olho no mercado de criptomoedas.

McDonald’s sugere que causou valorização no preço do Bitcoin

O Bitcoin voltou a respirar aliviado neste mês de fevereiro, após registrar uma queda brutal de 17% em janeiro de 2022. Em seus primeiros cinco dias, a alta da maior moeda digital foi de 8% e neste domingo segue testando a resistência de US$ 42 mil.

Com esse movimento voltando a aquecer, um internauta se lembrou que o após o McDonald’s perguntar sobre a queda no preço do Bitcoin, a moeda passou a se recuperar. O autor da publicação chegou a pedir que a comunidade comemore com a empresa de lanches, que marcou o fundo do mercado com sua publicação.

McDonald's comentou sobre a queda no preço do Bitcoin e depois disso moeda reagiu
McDonald’s comentou sobre a queda no preço do Bitcoin e depois disso moeda reagiu /Reprodução

Na época, o Bitcoin atravessava vários dias de queda consecutivos e preocupantes, com o McDonald’s brincando com a comunidade no Twitter. Muitos reagiram bem e levaram o caso na esportiva, como uma brincadeira saudável da rede de restaurantes.

Contudo, ao ver a menção do novo usuário, o McDonald’s voltou a interagir com o mercado de criptomoedas e disse que a reação no preço do Bitcoin foi devido a sua publicação.

“É porque eu disse wagmi”.

O que significa a sigla “wagmi” utilizada pelo McDonald’s?

O MCDonald’s comentou sobre marcar o fundo do mercado com a sigla “wagmi”, que de acordo com o Urban Dictionary, é utilizada quando alguém está feliz por participar de uma negociação bem sucedida.

Ou seja, o perfil indicou que ficou feliz de saber que possivelmente ajudou o Bitcoin em sua recuperação.

Não está claro se o McDonald’s planeja aceitar Bitcoin como meio de pagamento em suas lojas em breve, apesar que já começou a fazê-lo em 2021 em El Salvador, que colocou a moeda digital como curso legal.

De qualquer forma, a comunidade Bitcoin brincou com o perfil, dizendo que estavam se demitindo dos seus trabalhos de atendentes com a alta da moeda. Vale lembrar que sempre que o Bitcoin cai, parte da comunidade brinca com a possibilidade de ter que trabalhar no McDonald’s, como o presidente de El Salvador Nayib Bukele fez recentemente.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias