Membro do conselho da Tesla é diretor em duas empresas de criptomoedas

O professor de administração da Columbia Business School declarou que se ficar constatado o conflito de interesses ou apenas aparentar isso, é melhor a Tesla se afastar de Antonio Gracias.

Siga no
Antonio Gracias, membro do conselho da Tesla. Imagem: Reprodução / Youtube
Antonio Gracias, membro do conselho da Tesla. Imagem: Reprodução / Youtube

Um dos membros do conselho da Tesla também é um investidor em criptomoedas. Antonio Gracias, um membro independente do conselho da montadora de carros fundada por Elon Musk faz parte do comitê de auditoria que assinou a nova politica de investimentos da Tesla. As informações são do site Telegraph.

Gracias, que é fundador da empresa de investimentos Valor Equity Partners, também investiu em duas empresas envolvidas com tecnologia blockchain e criptomoedas, ele também é diretor nas empresas que investiu.

Uma delas é a BitGo, uma empresa localizada no Vale do Silício que oferece soluções de armazenamento de bitcoin para instituições. A outra é a ErisX, uma exchange para investidores institucionais.

Gracias é um aliado de longa data do CEO da Tesla, Elon Musk, ele investiu na empresa em 2005 e faz parte do conselho desde 2007, ele também faz parte do conselho da empresa de foguetes, a SpaceX.

Na última segunda-feira (8), o preço do bitcoin teve uma alta de 16% após o anúncio do investimento da Tesla na criptomoeda, com isso, o investimento têm gerado discussões sobre um possível conflito de interesse.

A Tesla não revelou se Antonio Gracias participou da votação para aprovar a nova política de investimentos que permitiu a empresa alocar parte do seu capital em bitcoin.

Falando sobre o assunto, o professor de administração da Columbia Business School declarou que se ficar constatado o conflito de interesses ou apenas aparentar isso, é melhor a empresa se afastar de Antonio Gracias. Ele também falou que é preciso descobrir se Gracias agiu de boa fé ou não.

“A coisa certa a fazer seria pedir a assessoria de um advogado. Não sabemos se ele fez isso ou não. Temos que descobrir se ele está agindo de boa fé ou não. É na falta de transparência que você encontra as pessoas que começam a questionar sua ética.”, disse Bill Klepper ao site Telegraph.

Outras empresas seguirão a Tesla?

O investimento que a Tesla realizou no Bitcoin não apenas fez o preço da moeda digital disparar, mas também chamou atenção das empresas para o mercado de criptomoedas.

Empresas como a BNY Mellon e a Mastercard passaram a dar mais credibilidade ao bitcoin. A Mastercard anunciou que permitirá que lojistas em todo o mundo aceitem criptomoedas utilizando sua plataforma de pagamentos até o final deste ano.

O Bank of New York Mellon vai começar a custodiar e oferecer serviços em bitcoin para seus clientes.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Diego Marques
Diego Marques
Começou em 2016 como um dos primeiros redatores do Guia do Bitcoin. Diego tem preferência por notícias que podem influenciar o preço das criptomoedas, mas também gosta de escrever curiosidades do cripto-universo.
Departamento de Tesouro dos Estados Unidos

Departamento do Tesouro dos EUA quer ferramenta para rastrear Bitcoin

A agência dos Estados Unidos responsável pela implementação de sanções contra empresas, parte do Departamento do Tesouro, quer uma ferramenta capaz de rastrear o...
Polícia investiga negócio de criptomoedas no ES

Corretora cripto é alvo de operação policial por fraude bilionária

A polícia da Coreia do Sul realizou uma operação em diversos escritórios de uma corretora de criptomoedas após a empresa ter sido acusada de ser...
Criptomoeda Ethereum mãe do DeFi

Banco Central dos EUA elogia Ethereum e inovação com DeFi

O Banco Central dos Estados Unidos de St. Louis publicou um artigo elogiando as inovações da plataforma Ethereum. Ao criar aplicações bancárias com tokens,...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias