Meu Pé de Bitcoin é alvo de reclamações de clientes

Negócio é acusado de prometer rendimentos fixos de 10% ao mês e não honrar saques de clientes.

Siga no
Meu Pé de Bitcoin
Meu Pé de Bitcoin/Reprodução

A empresa Meu Pé de Bitcoin, com sede em Caruaru, no interior de Pernambuco tem sido acusada por clientes de não honrar com as promessas. De acordo com uma denúncia anônima feita por um dos clientes da empresa junto ao Livecoins, o negócio já é investigado pelo Ministério Público de Pernambuco desde janeiro de 2020.

Vale o destaque que o Bitcoin atraiu uma série de negócios ao seu ecossistema, após uma intensa valorização nos últimos anos. Alguns desses negócios aproveitaram a fama da moeda para perpetuar golpes em investidores no Brasil.

Um deles é a Unick Forex, que teria dado um golpe de milhões no Brasil. Outros que ficaram famosos no Nordeste é a Midas Trend, D9 Club e Binary Bit, todas já tendo investigações em andamento com suspeitas de pirâmide financeira.

Normalmente, esses esquemas arrecadam dinheiro de investidores e prometem ganhos fixos ao mês. Com o tempo, o negócio se torna insustentável e deixa de pagar os clientes.

Meu Pé de Bitcoin está sendo alvo de reclamações de clientes em plataformas digitais

O negócio Meu Pé de Bitcoin, segundo informações de seu website, trabalha com “Bitcoin”. Desse modo, utiliza os potencializados cripto para divulgar o negócio e captar novos clientes para investir no negócio.

Outro ponto que deu notoriedade ao negócio, do interior do Pernambuco, foi o investimento na Copa de Futebol Meu Pé de Bitcoin. O negócio glorioso de investimentos em Bitcoin, contudo, pode estar com problemas segundo reclamações de clientes.

Na plataforma Reclame Aqui, por exemplo, tem sido cadastradas reclamações nos últimos três meses. Segundo apuração feita pelo Livecoins, pelo menos 6 reclamações já foram cadastradas por lá no período.

A primeira delas, que foi respondida pela empresa, mas foi declarada como “Não Resolvido“, é de uma cliente afirmando que a empresa tentou acessar sua conta na corretora Mercado Bitcoin sem permissão. Segundo a cliente, um BO iria ser registrado contra a empresa.

Em outras reclamações constam que eram oferecidos os rendimentos de 10% sobre o investimento. No entanto, após algum tempo os clientes não estariam mais recebendo o aporte do negócio, chamado por um dos clientes de “pró-labore”.

Uma das reclamações deixa claro que o saque não tem sido processado, mesmo com o cliente com problemas de saúde.

“Peço que confirmem realmente quando será feito o pagamento pois preciso de parte dessa verba para custear o hospital”, deixou claro o reclamante

Ministério Público do Estado de Pernambuco já recebeu denúncia contra a empresa

A comunidade brasileira de Bitcoin começou a identificar traços perigosos na Meu Pé de Bitcoin na tarde desta segunda (27), após uma postagem no Facebook. O caso era de um suposto potencializador cripto recrutando pessoas com a promessa de lucros de 3% ao mês garantidos.

Após o caso ganhar repercussão, um leitor entrou em contato com o Livecoins e apresentou o link de uma denúncia que registrou contra a empresa. A manifestação enviada ao Ministério Público do Estado de Pernambuco já teria ido parar até na Central de Inquéritos, com o número 19.20.0264.0000349/2020-39.

Ou seja, apesar das reclamações começarem apenas há três meses no Reclame Aqui, clientes já procuram o MP desde o início do ano. A proposta da Meu Pé de Bitcoin não fica clara em seu site e nem a função dos potencializadores, que no momento da redação desta matéria estava em branco no site.

FAQ da Meu Pé de Bitcoin não deixa clara função dos potencializadores cripto
FAQ da Meu Pé de Bitcoin não deixa clara função dos potencializadores cripto/Reprodução

Dessa forma, não é possível identificar que o negócio oferece rendimentos fixos mensais ou se seria um suposto modelo de pirâmide financeira, como acusam os clientes. O espaço fica aberto para manifestação da empresa sobre as acusações.

Leia mais sobre:
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Piscina de natação competição Mercado Bitcoin

Mercado Bitcoin patrocina principal torneio de natação brasileiro

Um dos principais torneios de natação do Brasil será patrocinado pela corretora Mercado Bitcoin na próxima semana. Com início na próxima quarta-feira (9), a...

Fox Business confunde Bitcoin e entrevista apoiador do Bitcoin SV

A Fox Business entrevistou ontem Jimmy Nguyen, um apoiador da criptomoeda Bitcoin SV (BSV), uma cópia de uma outra cópia do bitcoin que se...

“Ninguém vai banir o Bitcoin”, diz diretor do Dep. do Tesouro dos EUA

Brian Brooks, o diretor do Gabinete Controlador da Moeda (em inglês, Office of the Comptroller of the Currency - OCC) comentou sobre os rumores de...

Últimas notícias

Fox Business confunde Bitcoin e entrevista apoiador do Bitcoin SV

A Fox Business entrevistou ontem Jimmy Nguyen, um apoiador da criptomoeda Bitcoin SV (BSV), uma cópia de uma outra cópia do bitcoin que se...

“Ninguém vai banir o Bitcoin”, diz diretor do Dep. do Tesouro dos EUA

Brian Brooks, o diretor do Gabinete Controlador da Moeda (em inglês, Office of the Comptroller of the Currency - OCC) comentou sobre os rumores de...

PayPal: “Criptomoedas precisam de regulação”

Para o CEO do PayPal, Dan Schulman, o mercado de criptomoedas precisa trabalhar em estreita colaboração com reguladores para ter uma "chance de sobrevivência"....