Prefeito de Miami diz que prioridade da cidade é pagar funcionários com Bitcoin

O prefeito de Miami segue no mesmo caminho do presidente de El Salvador, Nayib Bukele, que criou leis para que o Bitcoin se tornasse a moeda de curso legal do país, junto do dólar.

Siga no
Vista da cidade de Miami
Vista da cidade de Miami

O prefeito de Miami Francis Suarez reafirmou o seu plano de tornar Miami a capital do Bitcoin, com uma de suas prioridades sendo um plano para pagar os funcionários públicos da prefeitura em Bitcoin. As informações são da Bloomberg, que realizou uma entrevista com Suarez.

Fancis Suarez falou sobre os planos da cidade para um futuro mais ligado ao criptomercado. De acordo com ele, a sua administração requisitou uma proposta em outubro para obter ajuda para a criação de um mecanismo de pagamento em Bitcoins para poder pagar seus funcionários.

Definida como “prioridade” da prefeitura pelo prefeito, a ideia é que isso destaque ainda mais a cidade dentro do criptomercado.

“Eu quero diferenciar a nossa cidade como a capital do criptomercado dos Estados Unidos ou até mesmo do mundo.”

Impostos

Além do plano de permitir que funcionários recebam em Bitcoin, a prefeitura também pretende que o sistema ajude os residentes a pagarem taxas até mesmo impostos usando a criptomoeda. .

Apesar de ser um ponto importante para o criptomercado a prefeitura de uma das cidades mais famosas do mundo querer estar tão ligada ao Bitcoin é irônico e até estranho.

Suarez vem nos últimos meses se tornando um apoiador cada vez mais forte do Bitcoin, apostando na criptomoeda como uma forma de revitalizar a posição digital de Miami e possivelmente ganhar alguns pontos de publicidade com a comunidade do criptomercado que está cada vez maior.

O prefeito de Miami segue no mesmo caminho do presidente de El Salvador, Nayib Bukele, que criou leis para que o Bitcoin se tornasse a moeda de curso legal do país, junto do dólar.

Criticas

Muitos membros do criptomercado criticam essa aproximação do estado com o Bitcoin, principalmente quando essa aproximação parece tirar parte do teor de liberdade colocado na ideia da moeda digital. 

No momento, com o governo dos EUA não sendo tão a favor do Bitcoin, o avanço de Miami na adoção de criptomoedas continua lenta, com a cidade até tentando a autorização para ter parte da tesouraria da administração em Bitcoin, mas ainda é necessário uma longa batalha para tal feito.

Enquanto isso, com ou sem governo, o Bitcoin continua evoluindo, principalmente no seu valor que se aproxima da casa dos US$ 60 mil e para muitos ameaça a casa da centena de milhar ainda esse ano.  

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.
Celular com aplicativo do PayPal, dinheiro digital

PayPal diz que brasileiros estão prontos para abrir mão do dinheiro físico

Uma pesquisa liberada pelo PayPal nesta segunda-feira (18) indica que os brasileiros estão prontos para abrir mão do dinheiro físico, também chamado de "em...
Encontro marcado pelo Tinder Bitcoin

Apaixonado do Tinder perde R$ 10 milhões em Bitcoin após cair em golpe

Um caso relatado pela Sophos mostra um esquema que começa em aplicativos de encontro, como Tinder, e acaba com corações partidos e carteiras vazias....
Ethereum RIP

Usuários de Ethereum pagaram R$ 5,5 bilhões em taxas nos últimos 30 dias

Segundo estatísticas apresentadas pelo Token Terminal, os usuários de Ethereum pagaram cerca de 1 bilhão de dólares em taxas nos últimos trinta dias. O...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias