Mineração de Bitcoin está saindo da China

Novos países estão recebendo atenção!

Siga no
Mineração de Bitcoin
Mineração de Bitcoin

A mineração de Bitcoin é concentrada na China, porém, de acordo com um empresário do setor de criptomoedas, está saindo para outros países.

Não se sabe ao certo o que tem motivado a saída destes empresários do país, uma vez que por lá as condições vinham sendo favoráveis para a atividade de mineração. Na China, além de possuir um custo de energia favorável, o clima é relativamente frio.

Com isso, em 2019, foi apontado que mais que 60% da atividade de mineração estaria concentrada neste país. Mesmo com o governo chinês não liberando as criptomoedas, a mineração não é uma atividade perseguida por lá.

Recentemente, uma fábrica de mineração de Bitcoin foi fechada pela polícia. O fechamento foi motivado pelo temor com o Coronavírus, mesmo com o dono do local afirmando não ter entendido a relação vista pelas autoridades.

Mineração de Bitcoin pode estar saindo da China para outros países

A atividade de mineração de Bitcoin é vital para esta rede, que funciona de forma descentralizada. Ou seja, quem tiver interesse em minerar Bitcoin e possuir o equipamento, consegue gerar suas próprias moedas.

Como o custo de se minerar Bitcoin atualmente é alto, poucas empresas possuem condições de realizar a atividade de forma rentável. A China é um dos países que concentra um dos melhores custos-benefícios, visto o valor de energia e clima frio.

Entretanto, segundo Barry Silbert, as condições favoráveis do país chinês estão acabando. Dessa forma, nos últimos meses, várias empresas migraram do país asiático para outros que possuem condições interessantes.

Dentre as principais rotas buscadas pelos mineradores, estariam os EUA e o Canadá. Ambos os países da América do Norte tem recebido empresas que fazem a mineração de Bitcoin.

No Canadá, um dos países mais frios do mundo, Quebec seria um dos locais favoritos. As informações são da Reuters, que citou a fala de Barry em um evento recente.

O que eu vi recentemente, provavelmente nos últimos três a seis meses, é uma verdadeira mudança crescente em direção a tentativas de transferir grande parte dessa atividade fora da China para especificamente os EUA e o Canadá

Vantagens para o desempenho da rede Bitcoin

Fundador da Grayscale, atualmente regulamentada pela SEC, Barry Silbert fez uma observação importante para o futuro do Bitcoin. Com a mineração concentrada em locais fora da China, a rede mostra sinais de uma maior descentralização.

As vantagens para a manutenção do Bitcoin nesse cenário são grandes, principalmente no ano do halving do Bitcoin. Como a recompensa por bloco ficará menor, ter mais competidores no setor poderá ser interessante para que a rede não passe por problemas.

De acordo com a Reuters, a atividade de mineração de Bitcoin ainda é rentável. Em apenas um ano, considerando o preço do Bitcoin em cerca de U$ 10300, a atividade renderia U$ 6,7 bilhões ao ano.

Finalmente, caso se confirme a tendência de pulverização de mineradores pelo mundo, o Bitcoin tende a manter sua segurança em alta. No ano de 2020, os seguidos recordes na taxa de hashs do Bitcoin, responsável por mostrar bom desempenho, tem apresentado uma das justificativas para a recente alta de preços.

Leia mais sobre:
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
MAduro conclama o povo a apostar na nova economia com o Bolívar digital. Imagem: VTV

Maduro anuncia bolívar digital e autoriza abertura de contas em dólares

Os planos de Nicolás Maduro de digitalizar a economia da Venezuela parecem estar avançando, com o anúncio do que ele apresentou como um “bolívar...
Baleia jubarte pulando Bitcoin

Empresas compraram Bitcoin na queda, aponta analista do mercado

Ainda que o Bitcoin tenha começado a se recuperar da queda do início da semana, muitos ficaram assustados com o movimento. Enquanto os pequenos...
Banco dos EUA JPMorgan - Bitcoin BTC Criptomoedas

JPMorgan recomenda que investidores diversifiquem portfólio com Bitcoin

O JPMorgan é um nome muito importante dentro do setor financeiro, contando com milhares de clientes e investidores. A firma conta com diferentes analistas...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias

Empresas compraram Bitcoin na queda, aponta analista do mercado

Ainda que o Bitcoin tenha começado a se recuperar da queda do início da semana, muitos ficaram assustados com o movimento. Enquanto os pequenos...

JPMorgan recomenda que investidores diversifiquem portfólio com Bitcoin

O JPMorgan é um nome muito importante dentro do setor financeiro, contando com milhares de clientes e investidores. A firma conta com diferentes analistas...

Stone Ridge adiciona Bitcoin ao seu fundo de alternativas diversificadas

Em um momento em que o Bitcoin está no centro das atenções, tanto pelo seu preço que está consolidando na faixa de US$ 50...

Coinbase cita Satoshi Nakamoto em documento enviado à SEC

A Coinbase, uma das maiores corretoras de criptomoedas do mundo e a maior dos EUA, está pronta para ser listada na bolsa de valores...

Vice presidente da Mastercard crítica o Bitcoin: “muito volátil para fazer parte da nossa rede”

A gigante de pagamentos Mastercard virou manchete no início de fevereiro depois de anunciar seu plano de começar a permitir criptomoedas em sua rede....