Minerador de Bitcoin de 19 anos ganha R$ 280 mil por ano

Bitcoin é a escolha dele após cancelar planos de faculdade.

Siga no
Jovem segurando Bitcoin virtualmente
Jovem segurando Bitcoin virtualmente

Um minerador de Bitcoin jovem, de apenas 19 anos, afirmou que está ganhando cerca de R$ 280 mil por ano com a sua atividade no setor de mineração. Ele começou a minerar a moeda digital quando tinha 17 anos e não se arrepende de sua decisão.

Quando chega essa idade, a maioria dos jovens buscam decidir sobre qual faculdade deve ser seguida, com o término dos ensinos de base na escola. No entanto, alguns preferem o caminho do empreendimento, apostando seus conhecimentos em algum setor do qual enxergam potencial.

A história de Nick Sears, morador de Dallesport, Washington, acabou sendo a do empreendimento, como técnico de manutenção em uma fazenda de mineração dos Estados Unidos.

Minerador de Bitcoin começa desde jovem a trabalhar na área e não se arrepende

Muitas pessoas trabalham por muitos anos e não conseguem obter uma renda anual que consideram satisfatória. Mas essa não parece ser o caso de Nick Sears, que narrou sua experiência para a CNBC.

De acordo com ele, a faculdade não era uma opção aos seus 17 anos e ele então ajudou a montar uma fazenda de mineração de Bitcoin na área onde mora. Hoje ele vive em um quarto no meio do galpão, rodeado por 4.500 Asics que ficam ligadas o dia todo.

Garantindo que não escuta o barulho em sua cama, devido ao quarto ser a prova de som, ele não se arrepende de sua escolha hoje, pois evita um deslocamento de 30 minutos até a casa de seus pais.

Com experiência em soldagem e eletrônica, ele passou os últimos dois anos entendendo sobre o funcionamento das máquinas de mineração. Assim, ele se tornou um dos responsáveis pela manutenção desses equipamentos.

“Não penso em ir à faculdade, apenas em aprender mais sobre reparos em máquinas de mineração”.

Responsável pela manutenção de máquinas, Sears ganha cerca de R$ 280 mil por ano

Em sua conversa com a CNBC, Nick Sears ainda disse que sua remuneração no mercado é muito interessante. Hoje com 19 anos, ele ganha US$ 54 mil (cerca de R$ 280 mil) por ano com os reparos de mineradoras, nova profissão que surge no mercado de criptomoedas.

O trabalho de Nick é na fazenda SCATE Ventures, nos Estados Unidos. Naquele país, há uma intensa movimentação para que mais empresas de mineração cheguem, após a China expulsar de seu território várias fazendas nos últimos meses.

É claro que, como uma “indústria”, trabalhar nesse ambiente tem seus desafios, como calor nas instalações e o intenso barulho das máquinas. Mas os mineradores garantem que essas adversidades são facilmente descartadas ao se imaginar o potencial de participar da segurança da maior moeda digital do mundo.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Praia do Forte em Cabo Frio pirâmide com Bitcoin

Eagle Eyes, empresa do “Pastor do Bitcoin” em Cabo Frio suspende saques

A empresa Eagle Eyes, que operava com sede na cidade de Cabo Frio (RJ), é mais uma possível pirâmide usando a imagem das criptomoedas...

Segunda maior pool de Ethereum encerra atividades devido a restrições na China

A SparkPool, segunda maior pool de mineração de Ethereum, anunciou que encerrará suas atividades no dia 30 deste mês. Hoje a pool é responsável...

Empreendedores vs investidores, quem ganhou mais dinheiro com criptomoedas?

Qual será a melhor estratégia para ganhar dinheiro, investir direto em criptomoedas ou empreender em setores essenciais relacionados a elas? Neste artigo faremos um comparativo...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias