Minerador de Bitcoin move 50 moedas dormentes após 11 anos

Bitcoin em despertador.
Bitcoin em despertador.

Com poucas informações a seu respeito, um minerador de Bitcoin moveu sua recompensa de 50 BTC na última quarta-feira (27) após deixá-las dormentes por 11 anos.

Embora não seja possível determinar sua motivação, um estudo do Livecoins chegou a conclusão que grande parte desta fortuna foi movida para outro endereço de sua posse, também chamado “endereço de troco”.

Na data em que foram mineradas, 12 de abril de 2011, estes 50 bitcoins valiam apenas 38,5 dólares. Hoje, onze anos depois, estas moedas são equivalentes a 6,25 milhões, uma valorização de mais de 162.000 vezes.

Abriu a carteira para mover 0,25 BTC

Para minerar tais moedas o minerador em questão usou placas de vídeo para minerar naquela época. Tais GPUs se tornariam obsoletos com a chegada das ASICs nos anos seguintes, equipamentos que ainda hoje são o padrão da indústria.

Voltando a transação misteriosa, o minerador moveu sua recompensa de 50 BTC, recebida por minerar o bloco #117.951, após deixá-los parados por mais de 11 anos.

Curiosamente, 49,75 destes 50 bitcoins voltaram para um “endereço de troco” do minerador, ou seja, ainda estão em sua posse. Portanto, a movimentação real envolveu apenas 0,25 BTC (R$ 31.250).

Segundo análise realizado pelo Livecoins, tal montante acabou em um endereço multi-assinatura. Devido ao emaranhado de transações deste endereço de recebimento, é possível que se trate de um serviço para ocultar rastros de transações, como um mixer.

Destino de bitcoins dormentes movidos pelo minerador após 11 anos. Fonte: Crystal Explorer.

Tal conclusão se deve ao fato de que as entradas e saídas possuem os mesmos valores, de 0,25 ou 0,3 BTC, e depois disso continuam passando por vários outros endereços, sendo completamente embaralhadas. Outra suposição é que tal endereço pertença a BitGo, conhecida por oferecer serviços de custódia e outros.

Portanto, é possível que o minerador esteja usando ou testando um serviço para ocultar sua identidade. Ou seja, provavelmente é alguém que se interessou pelo Bitcoin em 2011 pela privacidade oferecida e, 11 anos depois, ainda mantém boas práticas.

Bitcoins dormentes de 2011 são raros

Dos bitcoins transacionados antes de abril de 2011, apenas 2 milhões de moedas estão dormentes. Destes, estima-se que 1,1 milhão de BTC pertença a Satoshi Nakamoto, criador do Bitcoin.

Portanto, a movimentação acima é atípica. Afinal, geralmente estas pessoas perderam suas chaves privadas, como o caso do minerador que jogou um HD com 8.000 bitcoins no lixo, ou então venderam suas moedas nos ciclos de alta de 2013, 2017 ou 2021.

Por fim, é incrível ver um sistema financeiro tão transparente e que ofereça tanta privacidade em simultâneo. Portanto, este pode ser um dos motivos que levaram o Bitcoin a se tornar tão grande na última década.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias