Banco central da China vai lançar moeda digital

A moeda digital do banco central da China está "pronta" depois de 5 anos de desenvolvimento.

Siga no
Muralha da China e Bitcoin
Muralha da China e Bitcoin

Um funcionário do banco central da China anunciou hoje que o país em breve lançará sua moeda digital do banco central (CBDC).

Mu Changchun, vice-diretor do Banco do Povo da China (PBOC, na sigla em inglês) afirmou que um protótipo do Banco Central existe e que o Grupo de Pesquisa em Dinheiro Digital do PBOC adotou a arquitetura blockchain.

O CBDC da China não dependerá inteiramente de uma arquitetura pura em blockchain, já que isso não permitiria que a moeda atingisse o rendimento necessário para o uso no varejo.

De acordo com Changchun, a moeda está em fase de pesquisa e desenvolvimento desde 2014. Ele disse: “A moeda digital agora pode ser considerada pronta”.

O CBDC empregará uma estrutura operacional de dois níveis:

O Banco Popular da China será o nível superior, e os bancos comerciais serão o segundo nível. Este sistema duplo é adequado para as nossas condições nacionais. Ele pode usar os recursos existentes para mobilizar o entusiasmo dos bancos comerciais e melhorar a aceitação da moeda digital. 

Um sistema de dois níveis é preferível devido à economia complexa da China, vasto território e grande população. “Da perspectiva de melhorar a acessibilidade e aumentar a disposição do público em usar, uma estrutura operacional de dois níveis deve ser adotada para lidar com essa dificuldade”, disse Changchun.

Ele também saudou os talentos e capacidade de inovação de empresas comerciais que farão parceria com o PBOC para implantar a moeda digital. Finalmente, esse sistema ajudará a evitar a concentração de riscos e a desintermediação financeira.

Na mesma reunião, o presidente da China UnionPay, Shaofu Jun, disse que os objetivos do CBDC da China seriam difíceis de alcançar. Embora o CBDC possa resolver questões relacionadas a transações internacionais, longos períodos de defasagem e ineficiências herdadas, a falta de processos operacionais claros e uma estrutura regulatória detalhada entre os países será um desafio a ser superado.

Ele também aponta que a moeda digital lastreada pelo Estado deve estar de acordo com a estrutura legal atual, como leis de gestão de caixa, lavagem de dinheiro e financiamento de contraterrorismo. Qualquer transação suspeita ou transferência de baleias é obrigada a ser comunicada ao Banco Popular da China, o banco central da China.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Mateus Nuneshttps://livecoins.com.br
Fundador do Livecoins. Analista de Sistemas, entusiasta de criptomoedas e blockchain. Tradutor do site Bitcoin.org
Fundador Mercado Livre

Fundador do Mercado Livre investe em corretora de criptomoedas

O fundador e CEO do Mercado Livre, Marcos Galperin, participou de uma rodada Série B de investimentos na fintech Ripio, que captou cerca de...

Meu pai viúvo de 68 anos está enviando bitcoins para uma mulher que conheceu...

As interações em redes sociais sempre devem ser realizadas com atenção, principalmente com desconhecidos. Um tipo de golpe bem comum são os emocionais, em...
Nicholas Nassim Taleb

Nassim Taleb sobre queda do Bitcoin: “Não é proteção contra nada”

Nassim Nicholas Taleb é um famoso economista e autor de livros como A Lógica do Cisne Negro, Antifrágil e Arriscando a Própria Pele. Taleb,...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias