Moedas recem listadas na Binance não estão ganhando valor

-

Siga no
Anúncio

A Binance é a maior exchange do mundo e possui maior líquidez no mercado  de criptomoedas, ela também é uma das mais acessíveis a nível global, permitindo que qualquer pessoa do mundo possa criar uma conta para negociar bitcoin e outras criptomoedas.

Diversos tokens são criadas todos os dias, de acordo com o indexador de criptomoedas, Coinlib, existem atualmente 4.226 projetos de criptomoedas registrados que podem ser negociados em 174 exchanges espalhadas pelo mundo.

A listagem de qualquer uma dessas criptomoedas na Binance é um grande passo para a equipe pois representa uma validação da sua moeda, algo como: “minha moeda é negociada na maior bolsa de criptomoedas do mundo”, além disso, é muito importante para os investidores que poderão lucrar com o aumento de preços que acontece quando uma criptomoeda é listada em uma grande exchange.

Anúncio

No entanto, segundo um estudo do site Bitcoin.com, isso não está mais acontecendo, a valorização das moedas está diminuindo devido a fadiga dos traders causada pelo aumento na frequência de novas listagens de moedas.

De acordo com o  estudo, em abril a Binance listou quatro moedas: Golem, Cloak, Cardano e Groestlcoin, esta última triplicou de preço no dia da listagem e depois teve seu valor dobrado em 10 dias, ou seja, uma valorização de 5 vezes. Cardano teve uma valorização de 1 terço do seu valor após ser listada na Binance. Golem valorizou 25% após cinco dias da listagem.

Valorização da Groestlcoin após ser listada na Binance. Imagem: Coinlib

A Binance continuou com seu cronograma de listagens e em maio dobrou a quantidade de novas criptomoedas, incluindo em sua plataforma de negociações 8 novas moedas: Theta, Civic, Skycoin, Zencash, Trueusd, Augur, Bytecoin e Loom.

Todas as moedas tiveram uma valorização curiosa de curta duração. Por exemplo, CIVIC, teve uma valorização com o pré anuncio da listagem  mas perdeu valor logo após a listagem na plataforma.

Desvalorização Civic após ser listada na Binance
Desvalorização Civic após ser listada na Binance. Imagem: Coinlib

As exchanges possuem um procedimento burocrático para a listagem de novas criptomoedas, o custo que as equipes de desenvolvimento precisam desembolsar para a inclusão chega a 200 BTC dependendo da plataforma. A Binance assim como outras exchanges utiliza um sistema de votação que permite a comunidade de usuários decidir qual criptomoeda deverá ser incluída na plataforma de acordo com os resultados da votação, essa enquete acontece todos os meses.

Muitas pessoas criaram o hábito de comprar uma criptomoeda pelo simples fato do anuncio da listagem na Binance devido a tendência natural de valorização, mas como muitas moedas estão sendo incluídas na exchange a tendência agora é de desvalorização.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Leia mais sobre:
Mateus Nunes
Mateus Nuneshttps://livecoins.com.br
Analista de Sistemas, aprendiz e entusiasta de criptomoedas e blockchain. Sugestão de pauta: [email protected]

Finanças Descentralizadas (DeFi) caem 40%, será o fim?

Nos últimos dias assistimos um massacre das moedas de finanças descentralizadas (DeFi), com quedas entre 30% e 58%. Talvez você não tenha acompanhado a...
Bitcoin em corretoras de criptomoedas

Trader veterano que viu queda no Brasil gosta do Bitcoin

Com o preço do Bitcoin operando abaixo de U$ 12 mil em setembro, a contrapartida foi o aumento da volatilidade no início do mês....
Itau demissão criptomoedas

Itaú demite por justa causa funcionário que negociava Bitcoin no horário de expediente

O Itaú Unibanco demitiu por justa um analista de sistemas que, de acordo com a empresa, negociava Bitcoin e outras criptomoedas durante o horário...

Últimas notícias

Pioneira, gestora carioca lança primeiro ETF de criptomoedas do mundo

A gestora Hashdex, sediada no Rio de Janeiro (RJ), informou nesta semana que recebeu aprovação para lançar o primeiro ETF (sigla para fundo negociado...

Trader veterano que viu queda no Brasil gosta do Bitcoin

Com o preço do Bitcoin operando abaixo de U$ 12 mil em setembro, a contrapartida foi o aumento da volatilidade no início do mês....

Itaú demite por justa causa funcionário que negociava Bitcoin no horário de expediente

O Itaú Unibanco demitiu por justa um analista de sistemas que, de acordo com a empresa, negociava Bitcoin e outras criptomoedas durante o horário...