Corretora que quebrou em 2014 move US$ 9 bilhões em Bitcoin e assusta o mercado

De acordo com comunicado emitido pela MT. Gox após a movimentação dos fundos, a corretora disse que ainda não vendeu nenhum bitcoin para os credores que solicitaram que o pagamento fosse feito em moeda fiduciária.

O preço do Bitcoin caiu mais de 3% na manhã desta terça-feira (28) depois que as carteiras da falida corretora MT. Gox movimentaram fundos pela primeira vez desde 2018.

De acordo com dados da rede, as carteiras fizeram várias transferências, com praticamente todos os cerca de 140.000 bitcoins em posse da empresa sendo movidos e podendo finalmente voltar para as mãos de seus clientes que perderam acesso aos fundos em 2014, quando a corretora foi hackeada.

De acordo com a plataforma Arkham Intelligence, as transferências começaram a acontecer na madrugada desta terça e, a partir das 9h, cerca de 140 mil bitcoins foram transferidos. Na cotação atual, os bitcoins estão avaliados em cerca de US$ 9,2 bilhões.

A questão agora é quanto desses bitcoins será despejado no mercado, dados os enormes ganhos que os investidores obterão com a diferença de preço quando o Mt. Gox foi hackeada, para o preço extremamente alto de hoje, pode-se imaginar que uma boa parte possa de fato ser vendida.

Conforme comunicados da empresa, a distribuição para os clientes será feita através de corretoras, como Kraken ou Bitstamp.

MT. Gox diz estar preparando para reembolsar clientes

De acordo com comunicado emitido pela MT. Gox após a movimentação dos fundos, a corretora disse que ainda não vendeu nenhum bitcoin para os credores que solicitaram que o pagamento fosse feito em moeda fiduciária.

Mesmo assim, os investidores tendem a ficar assustados quando há atividade nas carteiras da empresa, o que desperta temores de que uma grande quantidade de bitcoins esteja prestes a ser vendida no mercado e desencadeie uma queda nos preços.

“De acordo com o Plano de Reabilitação, o Administrador de Reabilitação está se preparando para reembolsar a parte dos pedidos de reabilitação de criptomoedas para os quais a criptomoeda é alocada”, disse o comunicado.

A empresa também esclareceu que os bitcoins serão distribuídos aos credores em criptomoeda ou vendidos por moeda fiduciária (dependendo das escolhas do credor).

“O Administrador de Reabilitação está atualmente gerenciando Bitcoin e Bitcoin Cash de maneira segura. Como o Administrador de Reabilitação está procedendo com a preparação para os pagamentos acima, aguarde um pouco até que os reembolsos sejam feitos”, disse ele.

A MT. Gox, vale lembrar, foi uma das primeiras e maiores corretoras de Bitcoin do mundo antes de entrar com pedido de falência em 2014. Os fundos — que foram movimentados em 68 transações durante a noite em lotes de 2.000 BTC cada — foram depositados em uma carteira de Bitcoin desconhecida.

A transferência representa cerca de metade das posses da Mt. Gox. A empresa ainda possui US$ 9,4 bilhões em Bitcoin mantidos em várias carteiras frias, de acordo com a empresa de análise de blockchain Arkham Analytics.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de criptomoedas do mercado ganhe até 100 USDT em cashback. Cadastre-se

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Vinicius Golveia
Vinicius Golveia
Formado em sistema da informação pela PUC-RJ e Pós-graduado em Jornalismo Digital. Conhece o Bitcoin desde 2014, atuando como desenvolvedor de blockchain em diversas empresas. Atualmente escreve para o Livecoins sobre assuntos de criptomoedas. Gosta de cultura POP / Geek. Se não estiver escrevendo notícias relevantes, provavelmente está assistindo alguma série.

Últimas notícias

Últimas notícias