Mulher gasta R$ 1.8 milhão em Bitcoin comprando Sushi

7 anos depois, o dono do restaurante se aposentou com os bitcoins.

Siga no

O Bitcoin é uma moeda que evoluiu consideravelmente nos últimos anos , principalmente em seu valor. 10 mil bitcoin em 2010 compravam duas pizzas, 11 anos depois compraria uma ilha privada – uma jornalista que escreveu uma matéria para a Forbes em 2013 descobriu isso de maneira direta, gastando em 2013 o que hoje seria uma pequena fortuna de R$ 1,8 milhão (pouco mais de US$ 360 mil). As informações são do site The Sun.

A jornalista, Kashmir Hill, contou o seu relato sobre a sua experiência de quase rica com o Bitcoin. Tudo começou lá em 2013, quando a moeda começou a ganhar tração dentro do criptomercado.

Kashmir, escrevendo uma matéria para Forbes, decidiu participar de um desafio onde viveria 1 semana apenas fazendo compras com Bitcoin.

Em uma dessas compras ela gastou 10 BTCs para comprar comida japonesa em um restaurante chamado Sake Zone, que pertencia a um homem chamado Yung Chen. A “comemoração” era par alguns fãs desconhecidos do Reddit e acabou custando US$ 1 mil. Ela então pagou com os últimos 10 Bitcoins que ela possuía.

“Eu me senti culpada na época, fazendo com que Yung Chen aceitasse US$ 1 mil em uma moeda de mentirinha, porque eu não tinha certeza que o Bitcoin valeria alguma coisa no futuro.”, contou Hill.

7 anos depois, Chen se aposentou com seus Bitcoins

7 anos depois, Kashmir Hill entrou em contato mais uma vez com Chen, para ver o que tinha acontecido com o comerciante depois de tantos altos e baixos (muito mais altos do que baixo) do Bitcoin.

Hill descobriu que Chen e sua esposa aproveitaram a alta do Bitcoin para vender o restaurante e se aposentar. O mais curioso é que Chen não ficou apenas nos 10 Bitcoins que ele ganhou em 2013, nos últimos anos ele veio acumulando o Bitcoin e quando se aposentou, tinha uma pequena fortuna de 41 Bitcoins, cerca de R$ 8 milhões.

O Sake Zone foi um dos casos de early adopter do Bitcoin, aceitando a moeda pra a compra de comida de seus clientes. Com isso ele saiu na frente de muitos se aposentando mais cedo e vivendo com a sua pequena fortuna.

Ele chegou a vender uma certa quantidade, mas acabou ficando com a maior parte de suas moedas.

“Eu vendi um pouco, eu me arrependi. Agora eu apenas guardo. Eu apenas ‘coloco lá’ como uma ação e espero.”

Sendo assim, Chen teve muita “sorte” ao apostar no Bitcoin e conseguir uma fortuna sem precisar apostar no sucesso do seu restaurante. No caminho posto, Hill, que achava que o Bitcoin era dinheiro de mentirinha, acabou saindo US$ 300 mil “mais pobre” da história.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.
Tesla. Imagem: Shutter Stock

Elon Musk diz que Tesla voltará a aceitar Bitcoin

A Tesla começará a aceitar Bitcoin novamente quando a maior parte do processo de mineração da criptomoeda for realizado por fontes de energia renováveis,...
Bitcoin regulação. Imagem: ShutterStock

Deutsche Bank diz que Bitcoin “passou dos limites” e não pode mais ser ignorado

A popularidade crescente do Bitcoin está incomodando governos e bancos centrais. A gota d'água foi a legalização da criptomoeda em El Salvador. De acordo...
Bitcoin Liberdade

Bitcoin, o novo Índice de Liberdade Econômica

Bitcoin pode ser a medida de liberdade mais neutra do mundo que nenhum país pode acusar de ter preconceito ocidental, ao contrário de alguns...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias