Nobel de Economia diz que Bitcoin faz parte da direita antissocial

Pressão do nobel em economia contra o Bitcoin nos Estados Unidos.

Paul Krugman em discurso de Nobel
Paul Krugman em discurso de Nobel /Reprodução: NobelPrize

Para o nobel de economia Paul Krugman, o Bitcoin faz parte da direita antissocial e joga com a fantasia do individualismo autossuficiente. Sua visão foi compartilhada em sua coluna pelo New York Times, onde atacou não só a moeda digital, mas também o movimento antivacina e acesso às armas.

Para o economista, em seu texto intitulado “Armas, germes, bitcoins e a direita antissocial”, tudo isso faz parte de uma mesma corrente de pensamento.

Vale lembrar que o Bitcoin não é uma moeda partidária, mas foi criada como mecanismo de defesa da privacidade pela internet, com seu berço sendo o movimento cypherpunk.

Nobel de economia ataca o Bitcoin novamente e diz que moeda faz parte da direita antissocial

Conhecido pela comunidade Bitcoin mundial por ser um dos maiores críticos da moeda, Paul Krugman costuma destilar seu ódio pela tecnologia sempre que pode. Para ele, o BTC é um esquema fraudulento que deveria acabar, assim, sua visão segue sendo reforçada em suas escritas ao mercado.

Na última terça, ele voltou a atacar o Bitcoin de uma forma inusitada, ao vincular a moeda digital ao movimento antivacina e de busca por armas. Para ele, essas três situações tem em comum fazer parte da direita antissocial moderna.

Pelo Twitter, ele sugeriu que sua nova escrita segue os preceitos do filósofo Thomas Hobbes, matemático que defendia as bases para um governo e sociedade fortes.

Para criticar o Bitcoin, Krugman dirigiu seu texto para a mineração, da qual chamou “devoradora de energia”. Assim, ele disse que apagões no Texas e no Cazaquistão, recentemente, foram provocados pela prática que acredita ser ambientalmente destrutiva.

Ele disse no NYTimes que os republicanos dos Estados Unidos estão interessados no Bitcoin como forma de administrar suas finanças sem o estado, de forma privada, assim como querem tratar doenças com medicamentos sem comprovação científica e andar com seu AR-15 pelas ruas.

“Uma pergunta melhor é por que os republicanos se tornaram fanáticos pela criptomoeda, a ponto de um candidato ao Senado definir sua posição como sendo “pró-Deus, pró-família, pró-bitcoin”? A resposta, eu diria, é que a bitcoin joga com uma fantasia de individualismo autossuficiente, de proteger sua família com seu AR-15 pessoal, tratar sua Covid com um vermífugo ou urina e administrar seus negócios financeiros com moeda criada em nível privado, imune a instituições como governos ou bancos.”.

Ataques da direita tornarão nossas vidas mais curtas

Afirmando que não é um socialista, Paul Krugman defendeu a regulação para manter o estado cada vez mais forte em suas bases.

Além disso, ele acredita que os novos ataques da direita antissocial, feitos com Bitcoin, armas e movimentos antivacina, tornam a vida mais desagradável, brutal e curta.

Ou seja, o nobel em economia invocou uma nova narrativa para atacar o Bitcoin, vinculando a moeda a dois movimentos que tem sido combatidos em todo mundo.

Dessa forma, em sua visão, a criptomoeda é um mal a ser combatido com regulação e força do estado, opinião compartilhada em um momento que Joe Biden pede regras ao setor.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias