O que é Flash Loan?

O conceito de empréstimos sem garantia, imposto apenas por código, abre um mundo de possibilidades em um novo sistema financeiro.

A chegada das Finanças Descentralizadas (DeFi) permitiu uma enorme flexibilidade no acesso ao crédito pelos integrantes do mundo das criptomoedas.

Implementado inicialmente pelo protocolo descentralizado Aave, o Flash Loans permite fazer empréstimos de criptoativos sem a necessidade de colateral como garantia.

Caso não tenha entendido, é basicamente o seguinte: você solicita, por exemplo, um empréstimo de $100.000 em ETH e o protocolo descentralizado diz “toma, tá aqui seu dinheiro!”. E não! Você não leu errado.

Pode parecer mágica, mas não é. O mecanismo realmente existe. Todavia, como é de se imaginar, nem tudo são flores.

Embora tenham se mostrado populares por conta da facilidade em obter empréstimos, as “fragilidades” presentes nos contratos inteligentes (smart contracts) de Flash Loans também são usados ​​para atacar protocolos vulneráveis. Não à toa, já foram perdidos milhões de dólares em ataques hackers.

O que é Flash Loan

Também chamado de “empréstimo relâmpago”, se trata de um tipo de estratégia financeira que alguns protocolos de DeFi oferecem aos investidores.

Em julho de 2020, o protocolo que iniciou a prática, Aave (AAVE), estava emitindo regularmente mais de US$ 100 milhões em empréstimos desse tipo por dia dia.

O sucesso foi tão grande que, em exatos um ano depois, a plataforma já havia emitido quase US$ 4 bilhões, somando todos feitos no período. Em dezembro de 2021, a Aave havia emitido mais de US$ 5 bilhões em Flash Loans.

Com ele, você pode emprestar qualquer quantidade disponível de ativos sem colocar nenhuma garantia em troca. Para isso, “basta” que a liquidez seja devolvida ao protocolo dentro de uma transação em bloco.

O importante a ser observado é que tudo é feito em uma única operação, instantaneamente, e tudo isso é registrado no mesmo bloco da blockchain onde está registrado.

Attacking the DeFi Ecosystem with Flash Loans for Fun and Profit

A parte técnica da do Flash Loans é confusa para quem não entende programação. No entanto, é interessante saber seu mecanismo básico, mesmo que queira apenas fazer tais empréstimos.

Como o Flash Loans funciona?

Seu mecanismo é bem parecido com uma transação em banco de dados:

  1. Os empréstimos relâmpago acontecem no universo das finanças descentralizada.
  2. Uma transação é feita em um bloco de instruções, onde cada instrução dentro do bloco deve ser executada com sucesso.
  3. Se ocorrer a falha na execução de uma instrução, as demais serão invalidados e a transação cancelada.

Os empréstimos relâmpago devem ser emprestado e reembolsado na mesma transação na blockchain. Se o mutuário não reembolsar o capital ou a negociação não tiver lucro, as condições estabelecidas no contrato inteligente, não são atendidas e a transação é revertida.

Como o empréstimo deve acontecer dentro de um único bloco do blockchain, não há risco de os mutuários não reembolsarem o valor emprestado.

Flash Loans: da teoria à prática:

Para ficar menos confuso, na prática nós temos que:

  1. O credor disponibiliza seus tokens ao solicitante e um contrato inteligente (smart contract) de Flash Loans é criado.
  2. Quando o solicitante realizar qualquer transação com estes ativos emprestados, automaticamente o contrato inteligente será encerrado. Desse modo, o valor irá retornar ao credor.
  3. Caso o solicitante não realize qualquer transação, o contrato irá expirar rapidamente. Portanto, o valor emprestado também retorna a quem o emprestou.

What Are Flash Loans? | A Beginner's Guide to Decentralized Finance (DeFi)

 

Fonte: shrimpy.io academy

Por que os protocolos e os usuários aceitam tomar esse risco? Bem simples: dinheiro!

Geralmente, há um custo fixo associado a eles. Os contratos Aave, por exemplo, até o momento exige que o mutuário devolva o valor inicial + 0,09% a mais da quantia emprestada.

Sendo assim, há ganhos mútuos, pois uma comissão será paga ao credor que emprestou os seus criptoativos ao protocolo DeFi e o protocolo oferecedor do Flash Loans ganha com as taxas pagas na operação.

Principais características dos empréstimos relâmpagos

Para simplificar e partir para a prática, que realmente importa para um usuário comum, é indispensável notar que os Flash Loans são:

  • Inseguros – Em vez de fornecer garantia, o mutuário reembolsa imediatamente o empréstimo, seja ele com lucro com prejuízo.
  • Instantâneo – O capital é emprestado e reembolsado em uma mesma transação. Ou seja, realmente acontece rápido, como um “flash”.
  • Inovadora – Os empréstimos instantâneos usam contratos inteligentes para definir termos e realizar negociações instantâneas. Como a tecnologia é nova, há pontos de falhas e vulnerabilidades.

Cabe salientar que o único motivo para se fazer um empréstimo instantâneo é a obtenção de lucro. Em qualquer outro tipo de empréstimo o solicitante pode fazer o que quiser com o dinheiro, mas neste caso, não, pois os contratos possuem prazo de validade curtíssimo.

Por que e quem usa a tecnologia?

Normalmente os Flash Loans são usados em processos de arbitragem, que é um tipo de negócio onde usa-se a diferença de preços entre o mesmo ativo em exchanges (corretoras de criptomoedas) diferentes. Porém, também pode ser usado para coisas como:

  • Troca de garantias entre protocolos.
  • Auto liquidação de posições emprestadas.

Por se tratar de uma atividade financeira de alto risco, os traders de criptomoedas são os que mais usam o Flash Loans.

Para investidores de longo prazo até pode significar pouco, mas a diferença de 1% no preço de uma criptomoeda usada para arbitragem, se feita com grande aporte financeiro, pode gerar lucros substanciais.

Perigos escondidos — e que não devem ser ignorados — dos Flash Loans:

Tradicionalmente, grupos ou indivíduos que tentavam manipular o mercado precisavam de grandes quantidades de ativos digitais. Mas com os Flash Loans, qualquer um pode se tornar uma baleia do criptomercado por alguns segundos.

Por esse motivo, é indispensável que esteja ciente que nem tudo são flores:

Em fevereiro de 2020, por exemplo, o protocolo de empréstimo bZX foi o foco não de um, mas de dois ataques de Flash Loans. Um mutuário enganou um credor, fazendo com que ele pensasse que o empréstimo havia sido pago.

Isso elevou temporariamente o preço da moeda estável, a stablecoin, que estava sendo usada para o pagamento. Usando essa “pequena dose” de manipulação de preços, os hackers foram capazes de roubar muitos Ethereum, rendendo cerca de US $ 1 milhão.

Posteriormente,  outros ataques na mesma plataforma voltaram acontecer:

Outro exemplo de roubo gigantesco aconteceu no protocolo Cream Finance. Assim como no caso anterior, o hacker invasor do protocolo DeFi de empréstimo instantâneo conseguiu explorar uma vulnerabilidade de preços ao fazer Flash Loans repetidamente em diferentes endereços Ethereum.

O prejuízo? A pechincha de cerca de US$ 130 milhões, culminando em uma das maiores perdas da história das finanças descentralizadas registradas até o momento!

De qualquer forma, esses são apenas duas das fraudes mais conhecidas. No mundo DeFi, infelizmente existem muitos outros roubos e vazamentos relatados. Contudo, pensando pelo lado positivo, o setor de criptomoedas aprendeu muito com eles e vem buscando corrigir suas falhas.

Apesar desses acontecidos, é importante notar que o erro não se trata de uma falha dos Flash Loans especificamente, mas sim das vulnerabilidades que estavam presentes nos protocolos. Desse modo, os empréstimos relâmpagos apenas forneceram os fundos (saldos) para execução desses ataques.

O futuro dos Flash Loans:

O conceito de empréstimos sem garantia, imposto apenas por código, abre um mundo de possibilidades em um novo sistema financeiro.

É certo que a tecnologia ainda está engatinhando e estão sendo usados ​​para propósitos cada vez mais inovadores — para o lado bom e ruim.

Talvez, como alguns acreditam, com a evolução do DeFi, esses tipos de empréstimo serão um atrativo cada vez maior para especuladores do mercado de criptomoedas, principalmente os que fazem operações financeiras de curto prazo, como os traders.

Apesar dos riscos, é indispensável notar que, uma vez que os protocolos de finanças descentralizadas tendem a se tornar mais seguros, os Flash Loans têm o potencial de aumentar a eficiência do mercado.

Lembre-se sempre que DeFi é um mundo de oportunidades e um caminho sem volta para as transações financeiras. Porém, existem riscos.

De todo modo, tenha sempre em mente que as vulnerabilidades em qualquer categoria de produtos financeiros existem. Por esse motivo, sempre faça gerenciamento de risco dos seus investimentos e planeje suas estratégias para se proteger das possíveis perdas.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Mayara Souza
Devoradora de livros e amante do conhecimento. Aqui tem economia, empreendedorismo, tecnologia, investimentos, liberdade e um pouco besteiras: séria mas nem tanto!

Últimas notícias